Download gratuito para 3ds Max e iray: Cena de estúdio

A situação mais simples em que precisamos utilizar softwares 3d é na criação de imagens estáticas para apresentar algum tipo de produto ou objeto. Nesse tipo de situação é necessário modelar em 3d determinado tipo de objeto, e depois da aplicação de materiais, texturas e iluminação o objeto é posicionado em ambientes abstratos para que seja possível a sua visualização sem nenhum tipo de interferência visual. O cenário mais usado nesse tipo de situação é um ambiente que simula o espaço de um estúdio fotográfico, em que temos um plano de fundo branco ou cinza e grandes planos de luz posicionados nas laterais da cena.

Esse tipo de cena é a mais indicada para apresentar objetos, pois permite visualizar o mesmo sem interferências e os planos de luz acabam garantindo reflexões nos materiais do tipo vidro, plástico ou metal. O resultado é na maioria das vezes agradável e permite até a criação de “templates” dessas cenas que funcionam realmente como ambientes de estúdio. O artista pode trabalhar na modelagem 3d em arquivos independentes, e depois importar o mesmo para a cena já preparada para renderização em estúdio.

No meu caso, sempre tenho uma cena como essas preparada para receber modelos 3d criados nos mais variados formatos, muitos deles inclusive foram criados com base em tutoriais apresentados aqui no blog.

Se você é usuário do 3ds Max e renderiza seus projetos com o iray, a boa notícia é que o artista Jeff Patton publicou no seu site uma cena preparada para render em estúdio, usando o iray. Sim, a cena pode ser copiada de maneira totalmente gratuita no seu blog e usada para adicionar modelos 3d para apresentação de produtos.

3ds-max-iray-download-studio.jpg

Quer fazer a sua própria cena? O procedimento é simples, e requer apenas que você monte o plano de fundo usando um plano abstrato e posicione luzes com grandes dimensões, mesmo que o seu renderizador ou software 3d não tenha a capacidade de usar Mesh Lights uma luz do tipo área já resolve a situação.

Esse é o tipo de cena que devemos sempre possuir para apresentar objetos 3d independente do software ou plataforma usada para render.

Autodesk Dragonfly: Layouts de plantas e perspectivas isométricas gratuitas

Essa semana a Autodesk publicou um sistema baseado em internet ainda experimental que pode ser do interesse de vários estudantes e profissionais ligados à arquitetura. O projeto se chama Autodesk Dragonfly, sendo um tipo de editor e visualizador de layouts para projetos de interiores em 3d e 2d, totalmente baseado em internet. O sistema funciona diretamente no navegador e pode manipular objetos de maneira semelhante ao que acontece em softwares como o 3ds Max e Blender, mas de maneira muito mais simples. Para falar a verdade ele é semelhante em muitos aspectos, ao que acontece em editores de cenários como de jogos estilo The Sims.

Como o sistema é baseado totalmente em internet, ele pode ser executado em qualquer sistema operacional como mostra essa imagem que tirei do Dragonfly rodando no Ubuntu.

autodesk_dragonfly-3d

O que é possível fazer no sistema?

Entre as diversas possibilidades de edição estão à visualização de elementos em perspectiva isométrica e em planta, com a colocação e edição de objetos e elementos arquitetônicos, como portas e mobiliário. Tudo isso é feito diretamente na interface, entre as opções a única que apresentou problemas foi a adição de móveis no modo de perspectiva isométrica. Em planta, os objetos foram adicionados sem maiores problemas.

Outro ponto interessante sobre o sistema é a possibilidade de detectar colisões nas paredes, quando estamos posicionando algo como um quadro, o próprio sistema detecta quando o objeto se aproxima de uma parede e faz as rotações e ajustes para alinhar os objetos.

Mesmo sendo uma opção sem muita flexibilidade e de estar bem distante das opções oferecidas por uma boa suíte 3d, o Dragonfly pode ser uma ótima opção para desenvolver protótipos ou idéias rápidas de projetos, principalmente quando o assunto é organizar o mobiliário em uma planta. Todos os layouts desenvolvidos no sistema são salvos no próprio Dragonfly, você pode inclusive compartilhar a sua criação com outros usuários e consultar outros layouts de diversos arquitetos ou usuários.

Se você estiver pensando em testar o Autodesk Dragonfly, saiba que ele ainda tem dois pontos negativos muito fortes:

  • Não gera imagens dos layouts! Tudo deve ser visualizado no próprio sistema;
  • Os designs podem ser impressos apenas na versão 2D em planta. Quando estamos visualizando os objetos em 3D na vista isométrica a opção de impressão fica desabilitada
  • A edição e ajuste do modelo só podem ser realizados na vista em planta

Fora esses pontos negativos, a idéia é muito interessante. Como é totalmente gratuita, vale a pena fazer um teste.