Lista de comandos do AutoCAD

O AutoCAD é um tipo de software gráfico que deixa pessoas felizes devido a sua precisão no desenho, mas também pode se transformar no pesadelo de profissionais acostumados com o uso de ferramentas baseadas apenas em interface gráfica. Como a área de desenho técnico requer boa interação do artista com o software, passando parâmetros e principalmente valores para ferramentas de desenho, se fez necessário trabalhar com o que chamamos de linha de comando. Os artistas acostumados com o uso de linguagens de script em softwares 3d até gostam, e o processo é um pouco parecido com o que seria necessário para usar softwares como o Blender apenas com Python ou o 3ds Max com MAXScript.

É verdade que hoje no AutoCAD 2012 a coisa está bem mais simplificada do que alguns anos atrás, quando ferramentas como o Array exigiam que o usuário passasse os olhos em várias perguntas relacionadas ao comando, apenas interagindo com texto! Hoje já existe um painel mais amigável para configurar esse tipo de comando.

AutoCAD AEC on the Mac (1990) 1

AutoCAD para Mac de 1990.

Na linha de comando do AutoCAD podemos trabalhar com os chamados comandos, que nada mais são que as ferramentas de desenho e manipulação do software. Por exemplo, o comando chamado de “Pedit” é a abreviação do Polyline Edit. Com o tempo é necessário conhecer bem alguns dos principais comandos do AutoCAD, para conseguir trabalhar com boa velocidade no software.

Para ajudar as pessoas que estão ainda começando com o AutoCAD, encontrei esse endereço que disponibiliza uma lista com todos os comandos do AutoCAD. Apesar das descrições estarem em inglês, é um tipo de lista diferente do que encontramos no help do software, e organizado em tabela fica mais fácil de consultar.

Entre os principais comandos do AutoCAD podemos destacar:

  • Line
  • Pline
  • Rectangle
  • Circle
  • Offset
  • Trim
  • Extend
  • Align
  • Array
  • Rotate
  • Scale
  • Copy
  • Move
  • Stretch
  • Divide
  • Measure
  • Explode
  • Purge

Esses são apenas alguns dos principais comandos usados para criar e manipular desenhos técnicos no AutoCAD.

Ainda poderia adicionar vários outros, principalmente para modelagem 3d como extrude. Uma boa maneira de começar a se acostumar com os comandos do AutoCAD, é escrever alguns deles em pequenas folhas de recado e colar no monitor. Já tive a oportunidade de conhecer várias pessoas que aprenderam os comandos de desenho dessa forma, e até hoje nunca mais esqueceram.

AutoCAD 2011 para Mac: Usando o Array

O AutoCAD para Mac foi lançado para a enorme base de usuários em áreas como arquitetura e engenharia que estão migrando para a plataforma da Apple, e precisam de softwares de CAD para trabalhar em projetos que envolvem desenho técnico. O Mac OS X já contava com alguns softwares de CAD disponíveis, mas a maioria dos usuários não queria passar pelo processo de aprendizagem novamente, e a demanda pelo AutoCAD em outra plataforma surgiu. Mas, será que o AutoCAD para Mac é realmente igual a versão do Windows? Como sempre recebo esse tipo de pergunta nas mensagens aqui do blog, resolvi começar a gravar alguns vídeos mostrando as semelhanças entre as versões do AutoCAD.

A primeira ferramenta que abordo nessa série de vídeos é o já conhecido e útil Array. O Array no AutoCAD para Mac é exatamente igual a sua versão Windows, servido para os mesmos propósitos, inclusive com os mesmos tipos de opções. No caso, existem dois tipos de Array que são o Polar e o Rectangular, especializados em gerar cópias usando pólos ou então matrizes.

O vídeo abaixo mostra o funcionamento do comando Array dentro do AutoCAD 2011 para Mac:

O primeiro passo demonstrado no vídeo é a criação de um elemento básico representado por um quadrado, criado usando o comando Rectangle. O modo de ativação do comando é exatamente o mesmo do Windows, podendo ser realizado por meio de um ícone na barra de ferramentas do AutoCAD, ou então por meio do atalho de teclado REC.

Os ajustes realizados no painel de configuração do Array são simples e as opções para cada tipo de Array mudam:

  • Array polar: Precisamos escolher a quantidade de cópias e o ponto que será usado para distribuir os objetos na forma de um círculo. Ainda é possível ajustar o ângulo que será usado para distribuir os objetos.
  • Array Retangular: A outra opção do Array exige a escolha da quantidade de linhas e colunas que serão usadas para distribuir os objetos, e também a distância entre cada um dos objetos.

Como você pode perceber pelo uso da ferramenta, o modelo de aplicação do Array no AutoCAD para Mac é exatamente igual ao que é usado em Windows, facilitando muito a migração de qualquer usuário.

Tutorial AutoCAD: Usando o Array polar

O uso de ferramentas que facilitem a distribuição de elementos em projetos sempre é de grande ajuda em qualquer área, e quando falamos na parte de desenho 2d a coisa não muda de figura. Ainda me recordo da época em que ministrava mais cursos de AutoCAD para pessoas que não tinham experiência com modelagem 3d e aprendiam o funcionamento da ferramenta chamada de Array. Depois quando essas mesmas pessoas partiam para projetos em 3d sentiam falta da flexibilidade que o Array do AutoCAD oferecia. Existem até mesmo dois tipos diferentes de Array no AutoCAD que podem ser tanto 2d como 3d.

Mas, um dos modos mais úteis no Array do AutoCAD é que chamamos de Array polar, que consegue distribuir objetos com base em um ponto de referência e rotações. Essa ferramenta é extremamente útil na distribuição de objetos que perfazem uma linha em forma de arco ou círculo. Como funciona essa ferramenta no AutoCAD? O vídeo abaixo mostra o funcionamento do Array polar no AutoCAD, e pode servir de guia para quem possui o software, mas nunca teve a oportunidade de usar o Array polar.

O tutorial mostra o funcionamento do painel de configuração do Array no AutoCAD, que permite fazer diversas seleções e opções para o funcionamento da ferramenta. Por exemplo, nesse painel é possível escolher quais os elementos que devem fazer parte do Array e também o local do ponto de referência do Array polar, usado para distribuir as cópias ao redor de um ponto central. O procedimento é relativamente simples, e envolve o ajuste das seguintes informações:

  • Seleção dos objetos que participam do Array
  • Escolha do ponto usado para as cópias
  • Número de cópias que devem ser geradas pelo Array
  • Ângulo de rotação usado pelo Array

Antigamente essas opções era todas informadas usando apenas a linha de comando do AutoCAD.

Como você pode perceber, o uso do Array polar é de grande ajuda para projetos tanto em 2d como 3d, pois é perfeitamente possível aplicar a mesma ferramenta com o modelos 3d. Por exemplo, se tivermos uma cena repleta de cadeiras em 3d, que precisam ser distribuídas ao redor de uma mesa. O Array polar do AutoCAD resolve esse tipo de problema de maneira bem simples, sendo de conhecimento obrigatório para qualquer pessoa que trabalhe com o software.

FreeCAD agora com constraints geométricos para CAD 2D

Nas últimas versões do AutoCAD a Autodesk apresentou recursos para melhorar o desenho de projetos em 2d como foi o caso do Geometry Constarint. Esse tipo de recurso permite adicionar regras de comportamento para entidades de desenho 2d, que são nada mais que as linhas, arcos, círculos e outros elementos de desenho. Esse tipo de recurso na prática pode fazer a ligação entre partes de ilustrações, como manter duas linhas seguindo sempre a mesma orientação. Isso ajuda a atualizar o desenho mesmo que apenas um segmento de linha seja modificado no processo de edição.

Esse recurso foi um dos destaques no lançamento do AutoCAD para desenvolvimento de pranchas para desenho técnico. Mas, o AutoCAD não será a única ferramenta que deve possuir esse recurso, pois o FreeCAD está para receber um módulo que permitirá usar o mesmo tipo de regra para desenho 2d.

Entre as alternativas para desenho técnico de código aberto e gratuitas, o FreeCAD tem me agradado bastante em relação a quantidade de recursos disponíveis, e também pelos novos recursos que estão sendo desenvolvidos para o software. Entre esses recursos está um módulo chamado de Sketcher que deve adicionar a possibilidade de adicionar constratints baseados em geometria para desenho 2d. O recurso ainda está em desenvolvimento, mas já podemos ter uma idéia do seu funcionamento com o vídeo abaixo que já faz uso do Sketcher no FreeCAD.

Como esse tipo de recurso pode ajudar no desenvolvimento de desenho técnico?

Basta pensar na facilidade de editar as propriedades de apenas uma linha, e fazer com que todas as outras sigam a mesma orientação, copiando a mesma propriedade. Os constraints são muito usados em animação 3d para controlar a posição de objetos, e atribuir restrições em transformações como posição, rotação e escala.

Se você procurava uma alternativa para o AutoCAD em ambiente Linux e até outras plataformas, como Mac Os X e Windows o FreeCAD deve surpreender em termos de recursos e similaridades com o AutoCAD. Mesmo que ainda não existem recursos suficientes para equiparar a ferramenta em termos de funcionalidades ao AutoCAD, a constante evolução do software mostra que com o tempo essas ferramentas devem ser integradas ao já muito bom conjunto de opções do FreeCAD.

AutoCAD 2011 para Mac: Download gratuito

A Autodesk anunciou hoje a disponibilidade imediata para download do AutoCAD 2011 para o Mac OS X, que era o lançamento mais aguardado para a plataforma da maçã, entre os usuários do sistema que trabalham com arquitetura e engenharia. Mesmo já contando com diversas opções igualmente poderosas e capazes de dar suporte ao desenvolvimento de projetos e desenho técnico como o VectorWorks e ArchiCAD, o nome AutoCAD ainda é muito associado ao desenho assistido por computador, conhecido pelo acrônimo em inglês CAD. Já faz algumas semanas que as primeiras notícias sobre o lançamento do AutoCAD 2011 para Mac já estava circulando na internet. O software já pode ser copiado pelos usuários interessados na página do AutoCAD 2011 para Mac.

Como ficou a interface do AutoCAD para Mac? Quem já está acostumado com o AutoCAD na plataforma Windows não deve encontrar grandes dificuldades para trabalhar na versão Mac. O vídeo abaixo mostra muito bem o funcionamento básico da interface:

Junto com o AutoCAD 2011 para Mac, também podemos fazer o download gratuito do AutoCAD WS para iOS que permite visualizar arquivos DWG em dispositivos móveis da Apple como o iPhone, iPad e iPods. O recomendado é usar um iPad pela facilidade de trabalhar com telas maiores.

Como fazer o download gratuito do AutoCAD 2011 para Mac?

A política de incentivo ao uso dos seus aplicativos por acadêmicos e estudantes, fez a Autodesk liberar de imediato o download gratuito do AutoCAD na sua área educacional. O funcionamento é bem simples: estudantes e professores podem se cadastrar no site, e ter acesso a licenças educacionais dos softwares para uso não comercial. É uma versão trial? Não! Com o AutoCAD 2011 para Mac mesmo a licença é válida por três anos. Sim, você pode usar o software na faculdade ou curso técnico por três anos de maneira totalmente gratuita.

Eu mesmo já fiz o download da minha cópia do AutoCAD 2011 para Mac, e a mesma é válida até 2013. O mesmo se aplica em softwares como o 3dsmax, Maya e outros. O prazo das licenças pode variar, mas geralmente é de um ano.

Os usuários que tenham computadores mais antigos da Apple podem encontrar uma dificuldade ao instalar o AutoCAD, devido a exigência de aceleração por GPU. Sim, você precisa ter um computador com placa compatível. Quem deve sofrer com isso são os usuários de Macbooks mais antigos com GPU integrada da Intel.