AutoCAD 2013

As tecnologias para quem trabalha com desenho técnico estão evoluindo muito bem com o tempo, e hoje temos a disposição excelentes ferramentas usando BIM para facilitar a criação de modelos 3d e projetos para arquitetura, usando informações sobre os elementos para gerar o projeto. Apesar desses avanços em termos de tecnologia, ainda existe espaço para métodos de trabalho baseados em desenho em CAD mesmo, usando sistemas de modelagem 3d como apoio apenas para ilustrar os aspectos técnicos e morfológicos dos temas dos projetos.

Em termos de desenho técnico usando CAD, um nome que é forte no mercado é o do AutoCAD. E seguindo a sua tradição de lançar atualizações de maneira constante no mercado, a Autodesk já disponibilizou o AutoCAD 2013 para seus clientes no Japão, e deve expandir a oferta para outros países para breve.

Quais as novidades do AutoCAD 2013?

Entre as novas ferramentas do AutoCAD 2013, podemos destacar algumas bem inusitadas. Existe a integração com redes sociais nesse AutoCAD, permitindo que os usuários publiquem imagens dos seus projetos criados no AutoCAD 2013 em redes sociais com o Facebook e Twitter.

A lista completa de novos recursos do AutoCAD 2013, pode ser conferida nesse endereço que teve acesso antecipado ao software.

AutoCAD-2013.jpg

Outro recurso em destaque é a integração com o Autodesk Cloud, permitindo que os usuários armazenem seus projetos remotamente nos servidores da própria Autodesk, com opções também para compartilhamento.

Uma série de recursos também permitem criar pequenas vistas dos elementos do projeto como cortes e detalhes (Cross section and details view) que ajudam bastante, principalmente quando partes do projeto necessitam de ilustrações extras.

Download do AutoCAD 2013

Como mencionei no início do artigo, o AutoCAD 2013 foi lançado inicialmente pela Autodesk do Japão e deve expandir a sua disponibilidade para outras partes do mundo em breve. Assim que o mesmo estiver na página da Autodesk, aviso aqui no blog sobre a possibilidade de fazer o download do software. E para os que utilizam a plataforma educacional da Autodesk, podem ser necessários mais alguns dias até que estudantes e professores possam fazer o download gratuito do AutoCAD 2013.

Essa versão inicialmente será apenas para o Windows. Precisamos aguardar pela atualização própria para o AutoCAD em Macs.

Atualização: Nesse endereço você encontra mais novidades sobre o AutoCAD 2013.

AutoCAD pode receber simulações físicas com Nucleus do Maya

A utilização de recursos para criação de animações baseadas em física sempre foi um diferencial para a maioria dos softwares, e nas chamadas suítes 3d isso é praticamente obrigatório. Todas as ferramentas que trabalham com animação 3d de maneira generalista oferecem meios para gerar simulações de Rigid Body Dynamics, Fluidos ou Soft Bodies. Mas, já pensou usar isso em softwares de CAD como o AutoCAD? Esse é um dos projetos que estão em desenvolvimento no Autodesk Labs como prova de que esse tipo de sistema pode ser útil no design de elementos para projetos.

O sistema adotado pela Autodesk é nada mais que o Nucleus, que é a base dos sistemas de física do Maya. Se você já teve curiosidade de usar o Maya e testou sua parte de simulações baseadas em física, deve ter percebido que existem duas versões do sistema de partículas, fluidos e vários tipos diferentes de módulos para animação. Existem as particles e as nParticles. A letra “n” identifica exatamente o uso do módulo Nucleus.

AutoCAD usando física para realizar design de objetos

O resultado dessa aplicação? O vídeo abaixo mostra bem o resultado do uso desse tipo de tecnologia para ajudar a criar elementos visuais. No caso de áreas como design de produto, será possível adicionar aos modelos 3d criados no AutoCAD, elementos como tecidos e outras tipologias que possam receber deformações com base em física.

No vídeo é possível assistir a simulação de tecidos, usando uma tecnologia muito parecida com que é usada no nCloth do Maya.

O resultado desse tipo de tecnologia dentro do AutoCAD apresenta inúmeras possibilidades de design para qualquer tipo de profissional, que demande trabalhar com elementos realistas. Por exemplo, o design de mobiliário no AutoCAD deve receber uma boa melhoria na visualização, com a possibilidade de trabalhar na simulação de tecidos e outros elementos, adicionando realismo as peças em 3D.

Como conseguir esse tipo de tecnologia para testar? Aos interessados em testar o AutoCAD com simulações baseadas em física, será preciso uma visita ao site do Nucleus no Autodesk Labs. Depois de se cadastrar e fazer o download, você pode aproveitar o recurso de maneira gratuita até Abril de 2012.

Lista de comandos do AutoCAD

O AutoCAD é um tipo de software gráfico que deixa pessoas felizes devido a sua precisão no desenho, mas também pode se transformar no pesadelo de profissionais acostumados com o uso de ferramentas baseadas apenas em interface gráfica. Como a área de desenho técnico requer boa interação do artista com o software, passando parâmetros e principalmente valores para ferramentas de desenho, se fez necessário trabalhar com o que chamamos de linha de comando. Os artistas acostumados com o uso de linguagens de script em softwares 3d até gostam, e o processo é um pouco parecido com o que seria necessário para usar softwares como o Blender apenas com Python ou o 3ds Max com MAXScript.

É verdade que hoje no AutoCAD 2012 a coisa está bem mais simplificada do que alguns anos atrás, quando ferramentas como o Array exigiam que o usuário passasse os olhos em várias perguntas relacionadas ao comando, apenas interagindo com texto! Hoje já existe um painel mais amigável para configurar esse tipo de comando.

AutoCAD AEC on the Mac (1990) 1

AutoCAD para Mac de 1990.

Na linha de comando do AutoCAD podemos trabalhar com os chamados comandos, que nada mais são que as ferramentas de desenho e manipulação do software. Por exemplo, o comando chamado de “Pedit” é a abreviação do Polyline Edit. Com o tempo é necessário conhecer bem alguns dos principais comandos do AutoCAD, para conseguir trabalhar com boa velocidade no software.

Para ajudar as pessoas que estão ainda começando com o AutoCAD, encontrei esse endereço que disponibiliza uma lista com todos os comandos do AutoCAD. Apesar das descrições estarem em inglês, é um tipo de lista diferente do que encontramos no help do software, e organizado em tabela fica mais fácil de consultar.

Entre os principais comandos do AutoCAD podemos destacar:

  • Line
  • Pline
  • Rectangle
  • Circle
  • Offset
  • Trim
  • Extend
  • Align
  • Array
  • Rotate
  • Scale
  • Copy
  • Move
  • Stretch
  • Divide
  • Measure
  • Explode
  • Purge

Esses são apenas alguns dos principais comandos usados para criar e manipular desenhos técnicos no AutoCAD.

Ainda poderia adicionar vários outros, principalmente para modelagem 3d como extrude. Uma boa maneira de começar a se acostumar com os comandos do AutoCAD, é escrever alguns deles em pequenas folhas de recado e colar no monitor. Já tive a oportunidade de conhecer várias pessoas que aprenderam os comandos de desenho dessa forma, e até hoje nunca mais esqueceram.

AutoCAD WS 1.2

Os usuários de sistemas CAD nunca tiveram a disposição a tecnologia que já está presente em várias áreas de produção, que é a opção de usar seus softwares em dispositivos móveis. Até podemos entender que softwares como o AutoCAD, VectorWorks, Revit e outros são suficientemente pesados para ambientes como celulares e tablets. Mas, apenas a possibilidade de visualizar esses arquivos nesses dispositivos já seria um grande avanço para pessoas que precisam fazer visitas a clientes, e ter sempre a mão as últimas atualizações nos seus projetos.

A Autodesk lançou o AutoCAD WS para o iPad e iPhone como uma solução para esse tipo de problema, mas com diversas limitações nas ferramentas e funcionamento. Mas, agora com a atualização para a versão 1.2 o software ficou muito mais útil, e pode realmente ajudar os profissionais que tenham um iPad a disposição. O vídeo abaixo mostra um pouco do que podemos fazer com a versão 1.2, que já estou testando desde o dia do seu lançamento.

Agora com a versão 1.2 podemos fazer edições simples nos arquivos DWG, e trabalhar com pequenas modificações nos arquivos. Por exemplo, podemos fazer cópia dos elementos do projeto com base na seleção de entidades como blocos. Claro que a capacidade de editar desenhos técnicos complexos como são os projetos técnicos em CAD é limitada nesse tipo de aplicativo, mas já é um grande avanço poder trabalhar nos projetos em qualquer lugar.

Já temos suporte a língua portuguesa no aplicativo, o que pode ser um facilitador para as pessoas que tinham dificuldade com as primeiras versões do aplicativo, que estavam apenas em inglês.

Outra novidade muito interessante é a possibilidade de fazer desenhos sobre o projeto, para fazer anotações e apontar locais ou regiões que precisam de atualizações. Esse tipo de recurso é muito útil para reuniões ou situações em que precisamos planejar alterações no projeto.

É importante ressaltar que o software do iPad e iPhone funciona em conjunto com o serviço online AutoCAD WS que ajuda a gerenciar os seus arquivos e projetos na interface baseada na web. O registro no serviço é totalmente gratuito, sendo praticamente obrigatório para quem escolher usar as versões móveis.

AutoCAD 2012: Usando o Array em caminhos

A ferramenta Array do AutoCAD é uma das mais importantes para agilizar e permitir a criação de pranchas complexas em desenho técnico. Assim como acontece na modelagem 3d, o uso do Array ajuda a distribuir vários elementos de desenho sobre vastas áreas. Por exemplo, podemos usar o Array para distribuir blocos de cadeiras dentro de um teatro ou cinema, ou então fazer operações mais simples como adicionar vários carros em vagas de estacionamento de maneira aleatória. O Array ajuda em todas essas tarefas, mas até pouco tempo atrás não existia uma solução rápida para trabalhar com o Array usando caminhos não regulares.

O AutoCAD 2012 mostra uma ótima evolução da ferramenta Array para desenho técnico, que é a opção de usar o Array junto com um caminho. Isso permite fazer a distribuição das cópias dos objetos diretamente sobre o caminho. O vídeo abaixo mostra muito bem o funcionamento do Array usando caminhos no AutoCAD 2012, e várias das suas opções.

Se você é uma das pessoas que está usando o AutoCAD 2012, vai gostar de conferir no vídeo algumas das novidades sobre o software que podem ajudar no desenho técnico. Por exemplo, ao usar o Array para distribuir entidades de desenho sobre uma curva, podemos usar o próprio cursor do mouse para encontrar a distribuição mais adequada. Para quem não tinha mais certeza do número de cópias, não será mais necessário fazer testes com várias tentativas até encontrar o valor ideal.

Outro ponto interessante é o uso dos comandos Divide e Measure junto com o Array, que ajudam a distribuir as cópias usando valores exatos ou então distâncias fixas entre os objetos. Antigamente esse tipo de operação exigia o uso do comando em separado, considerando que o objeto distribuído fosse um bloco do AutoCAD.

Apesar da polêmica com a remoção do painel do Array nessa nova versão do AutoCAD, a ferramenta está com novidades interessantes para usuários que precisam dele para trabalhar. Já existem até mesmo projetos de módulos e plugins para restaurar algumas das funções do Array que foram removidas pela Autodesk, como é o caso do Classic Array.

Caso você se interesse, pode aprender como fazer o download gratuito do AutoCAD 2012, nesse endereço.