FreeCAD agora com constraints geométricos para CAD 2D

Nas últimas versões do AutoCAD a Autodesk apresentou recursos para melhorar o desenho de projetos em 2d como foi o caso do Geometry Constarint. Esse tipo de recurso permite adicionar regras de comportamento para entidades de desenho 2d, que são nada mais que as linhas, arcos, círculos e outros elementos de desenho. Esse tipo de recurso na prática pode fazer a ligação entre partes de ilustrações, como manter duas linhas seguindo sempre a mesma orientação. Isso ajuda a atualizar o desenho mesmo que apenas um segmento de linha seja modificado no processo de edição.

Esse recurso foi um dos destaques no lançamento do AutoCAD para desenvolvimento de pranchas para desenho técnico. Mas, o AutoCAD não será a única ferramenta que deve possuir esse recurso, pois o FreeCAD está para receber um módulo que permitirá usar o mesmo tipo de regra para desenho 2d.

Entre as alternativas para desenho técnico de código aberto e gratuitas, o FreeCAD tem me agradado bastante em relação a quantidade de recursos disponíveis, e também pelos novos recursos que estão sendo desenvolvidos para o software. Entre esses recursos está um módulo chamado de Sketcher que deve adicionar a possibilidade de adicionar constratints baseados em geometria para desenho 2d. O recurso ainda está em desenvolvimento, mas já podemos ter uma idéia do seu funcionamento com o vídeo abaixo que já faz uso do Sketcher no FreeCAD.

Como esse tipo de recurso pode ajudar no desenvolvimento de desenho técnico?

Basta pensar na facilidade de editar as propriedades de apenas uma linha, e fazer com que todas as outras sigam a mesma orientação, copiando a mesma propriedade. Os constraints são muito usados em animação 3d para controlar a posição de objetos, e atribuir restrições em transformações como posição, rotação e escala.

Se você procurava uma alternativa para o AutoCAD em ambiente Linux e até outras plataformas, como Mac Os X e Windows o FreeCAD deve surpreender em termos de recursos e similaridades com o AutoCAD. Mesmo que ainda não existem recursos suficientes para equiparar a ferramenta em termos de funcionalidades ao AutoCAD, a constante evolução do software mostra que com o tempo essas ferramentas devem ser integradas ao já muito bom conjunto de opções do FreeCAD.

Tutorial AutoCAD 2010: Criando e editando tabelas

O uso de tabelas em projetos que envolvem desenho técnico é extremamente importante e necessário para mostrar relações entre entidades de desenho, ou mesmo identificar e classificar objetos como as famosas tabelas de áreas ou esquadrias em projetos para arquitetura. Até alguns anos atrás não era possível criar tabelas de maneira automática em softwares de CAD como o AutoCAD, era necessário desenhar as linhas das tabelas e ajustar manualmente os textos e estilos das linhas e objetos que faziam parte da estrutura. Os usuários mais antigos do AutoCAD devem recordar dessa época em que qualquer alteração na quantidade de dados da tabela era recebida com desgosto, pois significava uma série de pequenas edições e ajustes nas linhas e colunas da tabela.

Hoje em dia o processo de criação de tabelas é muito simples e intuitivo para usuários do AutoCAD, com um painel dedicado a configuração e ajuste desse tipo de objeto. A criação das tabelas funciona de maneira muito semelhante ao que acontece com linhas de cota, em que é possível determinar um estilo que será usado para determinar a forma e aparência da tabela. Para usar o estilo da tabela é necessário apenas escolher um estilo e fazer com que ele seja configurado como o vigente para criação naquele momento. Para aprender a criar tabelas no AutoCAD 2010, assista ao vídeo disponível no endereço indicado que mostra o processo completo.

Qual a vantagem em criar tabelas assim? Outro vídeo muito elucidativo sobre as tabelas no AutoCAD 2010 pode ser conferido logo abaixo:

Nessa demonstração, podemos acompanhar a facilidade com que esse tipo de elemento pode ser editado e alterado no AutoCAD 2010. Por exemplo, para alterar a dimensão de uma tabela é necessário apenas acionar o Grip relacionado ao objeto, e com o mouse mesmo arrastar e ajustar o tamanho de toda a tabela. Antes era necessário fazer a aplicação de comandos como o Stretch, Move e Scale para ajustar a posição dos objetos na tela.

Além do controle sobre a escala e tamanho das linhas, ainda é possível ajustar diversos elementos da tabela, como os estilos a aparência do texto presente na tabela, como os que mostram o título da tabela e o conteúdo da mesma que são completamente diferentes.