Tutorial de iluminação com Arrays no Cinema 4D

Depois da modelagem 3d, que é o começo de todos os projetos envolvendo softwares 3d, a iluminação dos cenários é de longo o que gera o maior grau de descontentamento, e dúvidas nos artistas 3d iniciantes. Isso é normal, até pelo fato de iluminação de cenário ser um assunto que envolve estudos e conhecimentos mais específicos de luminotécnica. Bem, mesmo com essa dificuldade toda, ainda existem algumas técnicas básicas para conseguir uma boa iluminação sem o uso de ferramentas como a iluminação global. A maioria dos usuários acaba recorrendo à iluminação global como sendo a melhor solução para resolver a iluminação de uma cena, sem muito esforço.

Esse esforço é passado para o computador, que precisa lidar com o aumento na demanda do processamento, pois a iluminação global joga a “responsabilidade” da iluminação para o software.

Uma das técnicas mais conhecidas para simular iluminação global, consiste em distribuir vários pontos de luz em uma cena, com baixa intensidade. Se você quiser aprender um pouco mais sobre como é possível fazer essa distribuição de luzes, usando a ferramenta Array no Cinema 4D, um tutorial muito bem elaborado foi publicado no Deviantart, por um artista chamado Pdgfx.

Mesmo sendo um tutorial sobre o Cinema 4D, a ferramenta Array está presente em praticamente todos os softwares 3D.

O tutorial começa de maneira bem simples, com a adição de uma esfera em um cenário com apenas um ponto de luz. Depois o artista começa a multiplicar os pontos de luz, mostrando gradativamente as alterações da iluminação. Se você conferir o tutorial, vai perceber que à medida que a quantidade de pontos de luz aumenta, assim como o ângulo das luzes, a iluminação fica mais suave e próxima do resultado atingido pelas ferramentas de iluminação global.

Um ponto fraco do tutorial é que o artista não deixa claro o posicionamento dos pontos de luz, mas isso é mais um motivo para que você faça testes. Uma dica para quem quiser tentar reproduzir o efeito, uma das melhores disposições para trabalhar com o chamado Fakeosity, que é a simulação da iluminação global com o uso do render padrão, é a chamada disposição em anel.

A técnica é simples, e consiste na distribuição, usando o Array, de vários pontos de luz organizados na forma de um anel concêntrico. Com três desses anéis, você consegue uma excelente iluminação.