Sumopaint: Ferramenta gratuita de pintura online

Um termo que sempre é mencionado quando o assunto é o futuro da tecnologia é o chamado cloud computing, em que um dia todos os nossos processos e sistemas devem ser executados na internet, sem que seja necessário armazenar dados nos nossos computadores. Apesar dos recentes avanços nesse sentido para ferramentas como o Office, a área de computação gráfica ainda está muito longe de fazer parte dessa revolução. Mas, ainda assim algumas vezes nos surpreendemos com a qualidade das ferramentas online que estão sendo lançadas.

O Sumopaint é um desses ótimos exemplos de ferramenta gratuita que funciona na web. A sua função é reproduzir um ambiente de pintura digital, no melhor estilo Photoshop ou Corel Painter. Mesmo sendo gratuito e funcionar totalmente na web, a lista de recursos do Sumopaint é impressionante:

  • Pinturas organizadas em camadas
  • Camadas com suporte a efeitos de mistura
  • Efeitos de layer
  • Pincéis, formas geométricas e de desenho a mão livre
  • Ferramentas de desenho vetorial
  • Ferramentas de seleção (varinha, lasso e stamp)

Só por essa pequena lista de recursos, qualquer usuário mais experiente do Photoshop já ficaria impressionado, mas depois que você começa a usar a ferramenta é que as coisas ficam mais claras. Além de todas essas vantagens o sistema é extremamente rápido e flexível.

Esse é um vídeo de demonstração publicado pela empresa responsável pelo Sumo:

Algumas dúvidas e pontos interessantes que podem surgir em relação ao uso da ferramenta:

  • Pelo que pude perceber não há restrições no tamanho da pintura. Em um teste rápido consegui criar e trabalhar sem maiores problemas em imagens com 1920 x 1080 pixels (FullHD)
  • Depois que a ilustração estiver pronta, você pode salvar o arquivo no próprio Sumo ou fazer o download da imagem para seu computador em JPEG ou PNG
  • As imagens salvas na sua conta do Sumopaint mantêm as camadas e efeitos

A quantidade de recursos existentes na ferramenta é semelhante ao que encontrávamos em versões mais antigas do Photoshop. Para ilustrações simples e trabalhos que não exijam grandes quantidades de memória, o Sumopaint é mais que suficiente. O maior benefício será para estudantes e entusiastas de arte digital, pois com essa ferramenta é possível praticar pintura em qualquer sistema sem nenhum custo.

Talvez no futuro a empresa responsável pelo Sumopaint torne o serviço parcialmente pago, pois lá já está em uso um sistema de créditos. Você ganha créditos ao divulgar suas ilustrações entre outros usuários da comunidade, em que outras pessoas podem atribuir notas para a qualidade do trabalho. Quanto mais trabalhos de qualidade, mais créditos você ganha. Todos os usuários já começam com 1000 créditos, em que na medida em que o sistema é usado esse número vai caindo. Mesmo assim, deve demorar muito para que você os créditos de um artista acabem, cada imagem nova consome em média 5 pontos.

Eu já estou usando!

LightRigger: Script para auxiliar na iluminação de cenas com o 3ds Max

Hoje em dia existem várias opções para as pessoas que não tem aptidão alguma para trabalhar com iluminação. Vejo isso constantemente em usuários iniciantes, eles sempre querem resolver a iluminação de uma cena com um clique de mouse! O principal do trabalho para eles ainda é a modelagem, ficando a iluminação para segundo plano ou então a cargo de sistemas como o Mental Ray, V-Ray, YafRay ou Indigo. Mas isso é hoje! Antigamente sistemas como esses tinham acesso mais restrito e custavam muito caro, no caso dos proprietários.

Ainda existem usuários que trabalham a iluminação com a chamada fakeosity, que consiste no posicionamento estratégico de várias luzes com cores e intensidades diferentes, no cenário, para simular um efeito de iluminação global. Pode até parecer trabalhoso, nesse ponto a técnica se mistura com arte, mas os benefícios são evidentes. Por um lado, temos uma demora na configuração do cenário, mas por outro lado a velocidade do render é impressionante. Com esse tipo de técnica evitamos aqueles cálculos, que em algumas situações podem demorar horas para viabilizar o render.

Pois bem, quem usa o 3ds Max pode fazer uso de um Script escrito em MaxScript, que tem como objetivo distribuir fontes de luz em uma cena para simular o efeito gerado por sistemas de iluminação global. A ferramenta se chama LightRigger.

LightRigger

O script é simples, mas com resultados impressionantes. Após alguns cliques de mouse podemos criar verdadeiras estruturas com pontos de luz, para distribuir a energia luminosa ao redor de um objeto. Agora vem a melhor parte desse script, o autor do mesmo que se chama John Swafford, disponibilizou o LightRigger de maneira gratuita para qualquer pessoa utilizar, inclusive para uso comercial. Então se você usa o 3ds Max e quer uma opção para o Mental Ray ou V-Ray, o LightRigger pode ser uma ótima ferramenta.

No web site do LightRigger você encontra exemplos de utilização e um fórum, em que os usuários do Script postam dicas e tutoriais sobre a ferramenta.

Ainda lembro-me da época em que usava o 3ds Max, sempre usava um sistema de distribuição de omnis em forma de anéis, ao redor das maquetes eletrônicas para gerar o efeito de iluminação global. No total eram três anéis, com cores e intensidades diferentes. A luz do sol era simulada por uma Direct Light com intensidade maior e as sombras habilitadas. Infelizmente não tenho como abrir nenhum arquivo mais antigo, para demonstrar como era o processo. Isso até me dá uma idéia, assim que tiver acesso a um computador com 3ds Max, tento abrir um dos meus arquivos mais antigos para escrever um tutorial sobre Fakeosity.

Já tentei usar a mesma técnica no Blender, mas não funcionou. Bem que alguém poderia escrever algo parecido em Python! Com um pouco de tempo, eu poderia até tentar montar. Mas esse seria mais um projeto para o futuro.