Integrando o Revit 2009 com o 3ds Max 2009 usando arquivos FBX

Nos últimos anos o avanço na tecnologia de projetos arquitetônicos deixou alguns procedimentos até então muito usados, por artistas 3d e profissionais especializados em visualização ultrapassados. O surgimento de tecnologias com o BIM no Revit e em outros softwares, acabou mudando um pouco a maneira de trabalhar com softwares como 3ds Max, AutoCAD, MicroStation e ArchiCAD. Uma dessas mudanças está relacionada com o aparecimento de novos formatos de arquivo, como o FBX da Autodesk. Esse tipo de tecnologia permite que os artistas 3d possam realizar uma coisa que sempre foi, o desejo da maioria que é o reaproveitamento completo dos modelos 3d em diferentes softwares.

O reaproveitamento dos modelos 3d não era uma realidade total quando o formato utilizado para exportar modelos 3d, entre softwares da Autodesk era o DWG. Ainda era necessário realizar várias pequenas edições e modificações nos arquivos, para que o modelo pudesse ser efetivamente editado, com atributos como materiais e texturas.

Como o Revit já aceita as configurações de materiais, texturas, iluminação e câmeras, o processo fica bem mais simplificado. O tutorial abaixo mostra muito bem a vantagem em exportar modelos 3d no formato FBX e a facilidade com que os mesmos são exibidos no 3ds Max.

No vídeo é possível acompanhar o processo de migração de um modelo 3d de uma casa, em que o artista pode exportar apenas com as configurações padrão do FBX, para depois abrir no 3ds Max.

Tudo, absolutamente tudo já aparece na Viewport do 3ds Max com as mesmas configurações trazidas do Revit. Apenas se for necessário o artista pode fazer ajustes e modificações nos parâmetros da iluminação e materiais, mas se o trabalho já for realizado no Revit, muito pouco precisa ser feito. No final do tutorial, apenas algumas pequenas alterações nos parâmetros da iluminação são realizados, para que a maquete possa ser renderizada usando o Mental Ray, como ajustes no sistema de iluminação e exposição da cena.

Esse é o melhor exemplo de eficiência no processo de criação, pois apenas com um único modelo o artista pode trabalhar com o desenvolvimento do projeto para fins de construção no Revit e a visualização para vendas no 3ds Max.