Tutoriais de CAD para substituir o AutoCAD

A área de desenho técnico no Brasil ainda é dominada em grande parte pelo AutoCAD como sendo a única referência para trabalhar com CAD em engenharia e arquitetura. Isso é resultado de uma doutrina que se aplica em universidades e faculdades, em que os próprios professores recomendam para os alunos o estudo dessa ferramenta. O resultado é um ciclo vicioso em que os alunos e empresas só querem contratar pessoas com conhecimento em AutoCAD. O simples fato de conhecer a ferramenta não está errado, mas negar que existem outras opções inclusive de código aberto é sim um grave equivoco.

Como sempre recebo pedidos de tutoriais e dicas para trabalhar com alternativas gratuitas ao AutoCAD, inclusive em sistemas baseados em Linux, resolvi publicar esse artigo com dicas para começar a trabalhar com dois desses softwares. O primeiro se chama FreeCAD e sendo ele baseado em licença aberta como o Blender, pode ser usado sem restrições em vários sistemas.

Esse tutorial deve ajudar aos que estão interessados em trabalhar com o software, mostrando um pouco do seu funcionamento. Nesse caso o objetivo do tutorial é criar uma vista 2d de um sólido 3d. A tarefa é bastante comum em ambientes de desenho técnico, principalmente no estágio de desenho técnico e estudo preliminar.

O segundo tutorial mostra outra ferramenta que pode servir como alternativa gratuita ao AutoCAD que é o HeeksCAD. Essa também é uma opção de código aberto e funciona em diversos sistemas operacionais. Esse é um conjunto de tutoriais mais completo que o anterior sobre o FreeCAD e apresenta a interface do software e comandos básicos de edição e transformação como copy, rotate e scale.

Essas duas ferramentas podem muito bem substituir o AutoCAD, assim como diversos outros softwares que já mostrei aqui no blog como é o caso do DoubleCAD XT, mas esse não é de código aberto e sim um Freeware. Aos que achavam não ter alternativa para usar o AutoCAD, os softwares podem ajudar a substituir a ferramenta em diversos tipos de projetos. Se você usa a versão em inglês do AutoCAD deve ter facilidade em fazer a migração, pois os comandos e ferramentas têm os mesmos nomes e funções nesses tipos de softwares.