Biblioteca de texturas gratuitas para download

A escolha de texturas para uso em projetos de renderização e animação é trabalhosa e principalmente complicada, pois é necessário verificar os termos de uso das imagens que encontramos nos mais diversos lugares, para garantir o seu uso em projetos comerciais. Nas minhas aulas de modelagem e também sobre texturas, acabo orientando os alunos a fazer pesquisas no próprio Google e Flickr, com o objetivo de encontrar imagens para uso em estudos sobre texturização e materiais. Mas, essas imagens que usamos para fins educacionais, em hipótese alguma podem ser aplicadas em projetos comerciais ou mesmo distribuídas em jogos.

A solução para isso é que precisamos utilizar imagens que tenham de maneira explícita a licença de uso que permita a aplicação em projetos comerciais, ou mesmo partir para a criação das nossas próprias texturas. Isso pode parecer improvável, mas não me surpreendo em constatar que a grande maioria dos artistas que conheço, usa sem nenhuma preocupação imagens provenientes do Google e Flickr, sem a menor preocupação com os direitos de uso dessas imagens.

Uma das soluções para esse tipo de problema, ou pele menos evitar que um dia você possa passar por constrangimentos sobre o uso indevido de texturas, é recorrer a bibliotecas que já tenham na sua licença de uso a descrição e liberação para uso comercial das imagens. Uma das bibliotecas de texturas que conheço é a Texturelib, que segundo a descrição do próprio web site teve todas as suas imagens capturadas pelas câmeras da equipe do Texturelib. O faz eles poderem oferecer a licença de uso das texturas em projetos comerciais, mas com a restrição de que as texturas não podem ser distribuídas.

free-texture-architecture.jpg

Isso significa que é possível aplicar as imagens como texturas, mas não podemos usar o material em projetos que distribuam os arquivos das imagens originais. Por exemplo, em projetos de jogos que utilizem as imagens como texturas, e que podem eventualmente ser extraídas dos arquivos fonte.

Se não for assim, a solução é recorrer a bibliotecas comerciais de texturas que já resolvem muito desse tipo de problema, pois são próprias para esse tipo de atividade e já permitem a utilização em projetos comerciais.

E você? De onde utiliza as suas texturas? A pesquisa abaixo é apenas de caráter informativo, para determinar como os leitores do blog fazem para localizar texturas para seus projetos.


VrayPattern: Modelagem com base em texturas

O uso de texturas para ajudar na modelagem de elementos complexos é amplamente usado por artistas para representar objetos, que não adicionem grande complexidade nas cenas. Isso é bem comum em jogos, e dependendo do projeto e enquadramento usado na cena em visualização para arquitetura. As duas técnicas mais comuns que usamos para esse tipo de trabalho são os chamados mapas de Bump e Displace. Apesar de parecem redundantes, a função e aplicabilidade de cada uma das opções são bem específicas.

No primeiro caso temos os mapas de Bump que atribuem pequenos relevos as superfícies em que são aplicados. O ponto positivo desse tipo de mapa é que não precisamos ter subdivisões nos objetos 3d, mas por outro lado a qualidade das deformações cai bastante quando a câmera está posicionada próximo da superfície.

Já com os mapas de Displace, podemos criar deformações baseadas no deslocamento de vértices. O ponto negativo é que os objetos 3d precisam de quantidade razoável de subdivisões para gerar boas deformações.

Um recurso muito interessante e que faz uso de mapas do tipo Displace está sendo desenvolvido para o Vray, chamado de VrayPattern. Caso a equipe responsável pelo software cumpra o que prometeu, o recurso pode mudar significativamente a modelagem de elementos que seguem padrões definidos. Mais informações e imagens de demonstração do VrayPattern podem ser encontradas nesse endereço.

vraypattern-01.jpg

vraypattern-02.jpg

Como ele funciona? A proposta é simples, mas genial. A idéia é criar um sistema que consiga criar deformações de qualidade em superfícies 3d simples, para gerar modelos 3d complexos baseados apenas em texturas. Essa será a “mágica” realizada pela ferramenta.

As imagens que ilustram esse artigo mostram bem como esse tipo de ferramenta poderá acelerar em muito a criação de fachadas. A fachada dessa edificação é formada por várias faces que recebem uma textura, especialmente preparada, para gerar detalhes como janelas e juntas de dilatação.

O resultado é que toda a fachada da edificação é gerada usando apenas mapas do tipo Displace. Sim, eu sei que parece bom demais para ser verdade, mas caso isso se confirme será uma maneira extremamente simples e ao mesmo tempo poderosa de gerar geometria.

Quer outro dado ainda mais impressionante? A descrição do projeto atesta que será possível gerar superfícies com quantidades de padrões, praticamente infinitos. Ainda não existe data prevista para o lançamento do VRay Pattern.