Tutorial de rotoscopia com o Adobe After Effects

Quando uma pessoa começa a trabalhar com computação gráfica, especialmente com efeitos especiais para vídeo, dificilmente essa pessoa tem como objetivo se especializar em rotoscopia. Mas, afinal o que é rotoscopia? A atividade de rotoscopia em vídeo é de fundamental importância para qualquer produção, pois permite separar partes em movimento de vídeos. Quer um exemplo? Quando é necessário fazer uma composição em vídeo, com um ator ou personagem virtual, para que no processo de composição o plano de fundo do vídeo seja substituído por uma paisagem, o material é gravado com um fundo colorido. Mas, e quando acontece um imprevisto? O vídeo foi gravado com o plano de fundo normal, mas precisa ser substituído?

Nesse momento entra o trabalho de rotoscopia. Se você já usou em algum momento o Photoshop ou Gimp, para recortar partes de uma fotografia, o processo é o mesmo no After Effects, mas com uma imagem em movimento.

Quer aprender como fazer esse tipo de operação no After Effects? Um tutorial bem completo e simples de seguir foi publicado no GFX-Help.com sobre rotoscopia, com o After Effects, em que você pode acompanhar o texto e fazer o download dos vídeos usados.

No tutorial você vai realizar a separação de duas cenas com um cubo simples em movimento, o que é muito mais fácil e rápido de executar que um vídeo, em que é necessário recortar dedos e cabelos de atores. No tutorial, o foco principal será no desenho e animação de máscaras no After Effects, sendo essa a principal ferramenta para realizar rotoscopia. Fora isso, ainda existe muito trabalho de edição e ajuste de camadas para que seja possível mesclar de maneira satisfatória, ambos os vídeos.

Como pouca gente se especializa nesse tipo de tarefa, pelo fato dela ser trabalhosa e aparecer pouco na hora dos elogios de uma produção, pode ser uma oportunidade para estudar e aproveitar uma área, que ao mesmo tempo é necessária e desprezada pelos motion designers. Se você quiser conferir a importância da rotoscopia, procure nos créditos dos filmes e animações mais famosas o termo Rotoscopy. Quando mais complexos os efeitos, maior é a equipe listada nos créditos.

Download gratuito de blocos 2D e 3D para AutoCAD no formato DWG e DXF

Para que um trabalho de criação em softwares de desenho ou ilustração seja original, você precisa desenvolver uma idéia ou conceito que transmita uma mensagem. Essa mensagem geralmente é relacionada com a venda de algum produto ou espaço. Alguns artistas ainda têm o “purismo” de querer usar apenas material original nos seus projetos, chegando ao nível de preciosismo de não usar blocos ou desenhos prontos para economizar tempo na produção. Sim, por incrível que pareça conheço muitos designer e artistas 2d e 3d que são assim, e os trabalhos deles são incríveis.

Agora, esses artistas têm uma característica em comum, eles produzem arte. Esse tipo de comportamento dificilmente teria lugar em ambientes de produção comercial, como estúdios de design que tem prazos apertados de produção. Nessa hora, o uso de blocos 2d e 3d são uma excelente opção para acelerar a produção de qualquer produção gráfica.

Imagine a seguinte situação, você precisa criar um cenário completo para uma animação, em que no cenário estão posicionados alguns edifícios e calçadas. A modelagem básica dos objetos você termina em pouco tempo, mas os detalhes podem triplicar a o tempo de produção com o uso de carros, pessoas, mobiliário urbano e outros itens.

work

Por isso, sempre que localizo um bom local em que seja possível encontrar blocos gratuitos para download, seja para AutoCAD ou softwares 3d, guardo nos meus favoritos para usar posteriormente.

Hoje vou compartilhar mais dois web sites excelentes, com grande número de blocos e arquivos disponíveis para download gratuito. Um deles tem material “Premium” que requer inscrição paga, mas a quantidade de material disponível para download gratuito compensa a visita.

Esses são os sites:

  • Figuras humanas no formato DWG e DXF: O web site disponibiliza de maneira gratuita figuras humanas em várias situações, perfeitos para ilustrar elevações e desenhos técnicos.
  • Blocos 2d e 3d para AutoCAD e softwares 3D: Aqui temos uma biblioteca de modelos 2d e 3d variada, com opções para objetos prontos para renderização. Para encontrar os modelos ou blocos para o seu projeto, use o menu de navegação, localizado na esquerda do web site.

Exemplos de animação com fluidos no Softimage ICE

Quando a Autodesk comprou a Softimage, eles conseguiram colocar as mãos em um de seus principais concorrentes, e na sua mais recente tecnologia, desenvolvida nos últimos dois anos para prover aos usuários e artistas 3d, uma maneira de criar animações, simulações físicas e muito mais usando nós. O Softimage ICE é um dos maiores avanços em termos de personalização de animação e efeitos da Softimage. Bem, agora ele faz parte do arsenal da Autodesk.

Uma das grandes vantagens do ICE é a possibilidade de elaborar novos nós e ferramentas, como já foi mostrado aqui no blog um nó para simular as leis de Newton. Dentre essas novas ferramentas em desenvolvimento para o Softimage ICE, um nó criado com base em scripts está prometendo novas e impressionantes opções de controle, para simulações físicas de fluidos e partículas. Ele se chama emFluid.

Na última semana, três vídeos de demonstração desse novo script foram lançados na internet, para demonstrar a versatilidade e qualidade das animações criadas com esse tipo de plugin.

O primeiro vídeo mostra as opções de simulação para partículas, com o objetivo de criar uma animação semelante a fumaça ou nevoeiro. Repare no vídeo, que o artista pode controlar de maneira dinâmica a velocidade e dispersão das partículas.


sneak preview on emFluid2 (english) from Oliver Weingarten on Vimeo.

No segundo vídeo o artista começa a adicionar mais elementos a cena, como um plano que funciona como uma peça de tecido. Ele tem uma deformação semelhante a um softbody e sofre a influência tanto das partículas, como de campos de força simulando vento.

O impressionante da animação é que em determinado momento, o plano funciona como obstáculo das partículas. Quando as partículas estão colidindo com o objeto, a animação faz com que o tecido seja empurrado para cima.


sneak preview on emFluid2 II (english) from Oliver Weingarten on Vimeo.

O último vídeo mostra o mesmo sistema de partículas, sendo configurado e posicionado como que sua origem fosse um objeto. Nesse caso uma esfera, passando a impressão que as partículas estão simulando fumaça ou até mesmo fogo.


sneak preview on emFluid2 III (low res, english) from Oliver Weingarten on Vimeo.

Depois de assistir aos vídeos, com a demonstração da versatilidade e poder criativo do Softimage ICE, será que a Autodesk fez uma boa compra? A relação custo benefício nesse caso foi fantástica!

Os usuários do Blender vão achar o sistema da Softimage muito simular ao que já existe no Blender 3D, até mesmo na parte visual dos nós. O melhor de tudo é que o código fonte do Blender é público, portanto é perfeitamente possível desenvolver soluções semelhantes a essa.

Resposta do presidente da SideFX (Houdini) à compra da Softimage pela Autodesk

A compra da Softimage pela Autodesk ainda repercute pelo mercado de computação gráfica, com declarações de usuários e agora com o pronunciamento do presidente da SideFX que se chama Kim Davidson, empresa que desenvolve e comercializa o Houdini. O Houdini é uma das opções em software proprietário que resta, caso você não queira usar ferramentas ou softwares da Autodesk. O pronunciamento é ao mesmo tempo uma mensagem para os artistas que estão preocupados com a competição no mercado de softwares 3d, mas também uma mensagem de otimismo e de motivação para a equipe da SideFX, pelo momento ser apropriado para que o Houdini ganhe mais usuários.

Ele sabe que esse é o momento de surgir no mercado de computação gráfica, como opção para os usuários insatisfeitos com a compra.

Demo Reel do Houdini apresentado na Siggraph 2008

O texto pode ser lido nesse link, que leva ao web site da SideFX.

E para tentar animar ainda mais os usuários que queiram migrar para o Houdini, o presidente da SideFX anuncia uma “promoção” em que usuários podem ganhar uma licença profissional do Houdini Máster, no valor de 10.000 dólares.

Funciona assim; você faz o download do Houdini Apprentice, começa a usar a ferramenta para estudar e produzir seu material em 3d, depois é só enviar uma mensagem com o seu depoimento, descrevendo a experiência em usar o Houdini. O depoimento deve ser enviado para o e-mail do próprio presidente da SideFX, divulgado diretamente no texto do artigo. Você tem até o dia 30/11 para enviar sua análise.

Só isso? Sim, mas não é tudo. Uma das condições para que você seja candidato a ganhar a licença, é enviar uma screenshot de um dos seus trabalhos realizados com o Houdini. A imagem não será usada para decidir sobre a licença, mas para comprovar que você realmente usou e testou o Houdini.

A SideFX não é “boazinha”, essa é uma ação de marketing forte para atrair usuários para o Houdini. A licença do software é bem cara, dependendo do caso, mais cara até que as dos softwares da Autodesk. Mas, mesmo assim é uma ótima oprtunidade para conseguir esse brinde bem caro. Se você já usou alguma vez o Houdini, recomendo ao menos tentar.

Caso você não conheça, o Houdini tem grande destaque na área de simulações físicas, com ferramentas capazes de criar simulações com partículas, fluidos, soft bodies e outros com alto nível de realismo. A versão Apprentice é totalmente gratuita a pode ser usada para fins educacionais, ela conta com opções para Windows, Linux e Mac OS.

Como usar o Auto Occlusion do Brazil R/S no Rhino?

Uma das opções mais interessantes na parte de renderização interna do Blender 3D lançada recentemente, foi o Approximate Ambient Occlusion, que acelera em muito o processo de renderização usando o Ambient Occlusion. Quando estava lendo um artigo que fala sobre uma opção semelhante a do Blender, no renderizador da Splutterfish, o Brazil R/S fiz logo a analogia entre as duas opções. Mas, o que fazem essas opções? Antes de qualquer coisa, o Brazil R/S é um renderizador semelhante ao Mental Ray ou V-Ray, sendo que muitas pessoas o consideram muito melhor para cenas hiper realistas. Mas, ele é um consumidor ávido de recursos do computador.

Já tive oportunidade de usar a versão gratuita do Brazil, posso dizer que ele é realmente muito bom, mas para conseguir bons resultados é necessário um computador poderoso.

O artigo em questão fala sobre o uso do Brazil R/S no Rhino, um dos melhores modeladores especializados em NURBS. No artigo que apresenta uma opção do Brazil R/S chamada de Auto Occlusion, a técnica usada no renderizador é apresentada, sendo muito semelhante ao conceito usado no Approximate Occlusion do Blender.

Essa opção do Brazil, assim como a do Blender, tenta suprir o desejo de todo o artista 3d; renderização realista em pouquíssimo tempo, com consumo mínimo de recursos. Sei que isso é muito difícil, mas com as duas opções você pode tentar.

A técnica é bem simples, o renderizador abre mão do realismo total na cena para simular iluminação global com o uso de sombras. Essas sombras são calculadas com base na proximidade dos objetos, gerando as chamadas “sombras de contato” típicas de cenas que usam iluminação global. As sombras podem não estar corretas para o tipo de iluminação da cena, mas o resultado e velocidade do render valem à pena.

Quer um exemplo? Visite o artigo indicado no início do texto e verifique os tempos de render para as cenas indicadas. Além do tempo de render, confira também a resolução das imagens.

Ainda não tive chances de fazer testes detalhados com o Approximate Ambient Occlusion do Blender, mas depois de verificar esses tempos de render no Brazil, devo fazer mais testes com cenas mais complexas e animações, o mais rápido possível! Fiquei curioso para verificar os tempos de render.

Se você quiser testar esse recurso no Brazil, pode usar o Brazil Rio, a versão gratuita para testes do renderizador, para 3ds Max. Para os usuários do Rhino, ainda existe um outro atrativo no tutorial, pois todas as cenas e exemplos exibidos no texto, estão disponíveis para download, caso você queira testar a renderização no seu computador.