Comparação e tutorial sobre o Blender Cycles

Um dos recursos que mais chamou a atenção dos usuários do Blender nas últimas semanas foi o Cycles, que será o novo renderizador do software em um futuro não muito distante, pelo menos é o que esperamos. O Cycles é baseado em render com GPU e permite trabalhar com algoritmos avançados de renderização no Blender, como o Path Tracing que usamos com freqüência no LuxRender e YafaRay. Uma coisa que muitas pessoas me perguntam seja por meio de mensagens aqui no blog, ou no Twitter, é sobre a comparação de desempenho do Cycles em relação aos outros softwares como o Octane Render.

Essa semana, encontrei alguns artigos e testes que podem ajudar a entender um pouco mais as diferenças entre o que já temos no Cycles, comparando com soluções mais maduras como o Octane Render. O primeiro artigo que está em alemão, mas pode ser conferido aqui usando uma tradução automática do Google. No artigo o autor faz uma comparação direta entre duas cenas criadas e renderizadas respectivamente com o Octane e Cycles. Já nessa outra comparação, podemos conferir o uso do Cycles e do Octane para renderizar imagens de líquidos dentro de superfícies transparentes.

O resultado? Bem, o Cycles ainda está em alpha e já mostra muito fôlego para gerar imagens de qualidade fotográfica.

Se você ainda não teve a oportunidade de trabalhar com o Cycles, gravei mais um tutorial em vídeo que pode ser conferido a seguir, usando um build de testes do graphicall.org. Esse build é necessário, pois o Cycles ainda é experimental e só pode ser usado por quem compilar o código da versão experimental, ou copiar os binários diretamente no graphicall.

Nesse vídeo o foco é no uso do Cycles com materiais transparentes como vidro. O processo é bem simples e requer apenas os ajustes básicos para iniciar a renderização, em que o objeto que deve representar o vidro precisam apenas ter o preset do tipo Glass marcado nos ajustes de materiais do Blender.

O próprio Cycles já altera todos os ajustes de materiais e mostra diversos modelos prontos de materiais que podem ser usados por qualquer pessoa, para representar superfícies com bom nível de complexidade.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Comparação e tutorial sobre o Blender Cycles”

  1. ae Allan sabe dizer qual a build de teste do cycles que ja esta funcionando no ubuntu 11.04???? baixei alguns la mas não funcionou =/

    aguardando mas videos sobre cycles 😀

    flw

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *