Compartilhe o artigo!

O lançamento da versão estável do Blender Cycles foi um dos grandes avanços em termos de ferramentas para criação que surgiram nos últimos meses para usuários do Blender. O fato de termos a disposição de maneira integrada ao Blender um renderizador com suporte a algoritmos avançados como o Path Tracing, sem a necessidade de instalar softwares adicionais e Add-ons é de grande ajuda. Mas, além de todos os benefícios que o Cycles já trouxe e ainda irá adicionar ao Blender, o seu grande recurso no que diz respeito a tecnologia é o suporte ao render por GPU. Apesar de muitas pessoas ainda não entenderem muito bem a vantagem desse tipo de tecnologia, o uso da sua placa de vídeo para renderizar imagens pode acelerar de maneira significativa o processo.

Mas, será que realmente vale a pena usar uma GPU no Blender Cycles?

Acredito que a melhor resposta para esse tipo de questionamento é um exemplo prático do uso de uma GPU para acelerar o render no Cycles. O vídeo abaixo foi produzido por um artista usando o Blender com o Cycles no modo CPU e GPU, fazendo exatamente a comparação da performance entre os dois sistemas.

O resultado é bem claro do ponto de vista da performance, e podemos perceber pela contagem de samples que aparece na janela 3D View, quando modificamos o tipo de shading dessa janela para Rendered. O contador de samples aumenta de maneira muitíssimo mais rápida quando o artista escolhe o modo de render por GPU, virando quase que um contador de segundos! Esse desempenho acelerado para o render é muito importante, principalmente quando o objetivo do projeto for a criação de animações em 3d.

O ponto negativo desse processo todo é que apenas os felizes proprietários de placas da NVidia mais recentes podem usufruir desse poder computacional. Por exemplo, se você tem uma GeForce da linha GTX mais recente, como as da série 500, então você está qualificado para usar o recurso, desde que instale o CUDA Toolkit e os drivers apropriados no seu computador. Os usuários de placas da ATi precisam ter paciência, pois o uso de GPUs da ATi ainda não está finalizado. A placa usada no vídeo que ilustra esse artigo é uma GeForce GTX 560 com 336 núcleos.

Você ainda tem dúvidas sobre a necessidade de adquirir uma boa GPU para render?