Tutorial 146 – Blender: Usando Add-ons

Compartilhe o artigo!

Os softwares especializados em computação gráfica 3d são razoavelmente complexos de desenvolver e manter, sendo esse um dos motivos que engrandece ainda mais o trabalho de pessoas ligadas à Fundação Blender e a todos os desenvolvedores responsáveis por adicionar novas ferramentas e funcionalidades no software. Mas, por mais trabalho e dedicação que essas pessoas possam ter na criação e manutenção da ferramenta, sempre é possível melhorar o software com novos recursos. É por isso que a grande maioria dos softwares, inclusive os pagos, oferecem a possibilidade de trabalhar com adições nas ferramentas, os chamados plugins.

No Blender esses plugins são conhecidos como Add-ons, e no próprio software já estão disponíveis vários Add-ons habilitados por padrão e outros que precisam ser apenas ligados.

Você sabe usar os Add-ons do Blender? Para ajudar os usuários que possivelmente não conheçam o funcionamento dos Add-ons recolhi gravar um pequeno tutorial em vídeo demonstrando o processo necessário para acessar, habilitar e também instalar os Add-ons:

Uma coisa que muita gente ainda fica em dúvida sobre os Add-ons e me questionam, é a existência de Add-ons pagos. Isso existe no Blender? Claro que sim! A grande maioria dos Add-ons são oferecidos pelos seus autores de maneira totalmente gratuita, mas uma pequena parcela comercializa o software. Mas, asseguro que se a ferramenta não fosse útil e funcionasse, não existiria a razão para cobrar nada por ela. Um bom exemplo disso é o Add-on B-Surfaces que por muito tempo foi uma ferramenta paga, e hoje é oferecido de maneira gratuita inclusive acompanhando o Blender.

Esse pequeno script escrito em Python consegue fazer milagres em relação a modelagem poligonal usando nada mais que o grease pencil.

Alguns Add-ons podem apresentar um pouco de instabilidade em versões recentes do Blender, mas a grande maioria dos que estão disponíveis no repositório de Add-ons do Blender funciona muito bem com a versão 2.72b, que é a mais recente no momento em que esse artigo está sendo escrito.

Os interessados no B-Surfaces podem conferir as aulas do Curso sobre técnicas de modelagem com Blender em que explico o funcionamento do B-Surfaces.

Autor: Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.