Migrando do LuxRender para o Blender Cycles

Já houve uma época em que o uso do Blender para criar imagens realistas poderia significar aprender dois softwares em paralelo, seja o primeiro deles o Blender e o segundo alguma renderizador compatível com o software e capaz de gerar imagens realistas. Quando comecei aprender o software a minha escolha inicial foi o YafRay e posteriormente migrei para outras ferramentas como o LuxRender. Isso gerou uma série de projetos legados, que eventualmente ainda preciso editar e alterar devido a pedidos de clientes antigos. Mas, será que vale a pena converter todo esse material para o Cycles?

Isso pode não ser muito proveitoso no sentido prático, mas é um ótimo exercício para aprender e desenvolver as suas habilidades com o Cycles! Foi exatamente esse tipo de atividade que inspirou o artista chamado camara, que já apareceu aqui no blog outras vezes, a adaptar um projeto antigo feito no LuxRender e renderizar tudo novamente com o Cycles.

blender-cycles-arquitetura

O resultado é muito bom e mostra a evolução do Cycles em relação ao LuxRender, que também é uma ferramenta incrível. Além de proporcionar imagens com qualidade muito semelhante o Cycles ainda tem a comodidade de estar integrado com o Blender, o que não demanda a manutenção e instalação de dois softwares diferentes.

Esse projeto é a visualização para arquitetura chamada de “House Vilamar” sendo mais um exemplo também do potencial do Cycles para uso em arquitetura. Se você quiser conhecer mais imagens desse projeto, recomendo visitar o link que leva diretamente aos fóruns Blenderartists em que o autor do projeto compartilhou diversas imagens com ângulos e configurações de iluminação diferentes.

Aprendendo a usar o Blender Cycles

Quer usar o Blender Cycles para renderizar projetos em arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra vários cursos direcionados para a aplicação do Cycles em projetos. Essa é a lista de cursos disponíveis:

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *