Clicky

E-Interiores e Tok&Stok usando Blender para projeto de interiores

Compartilhe o artigo!

As histórias relacionadas com empresas adotando o uso do Blender em seus projetos estão ficando cada dia mais comuns. Dessa vez o software conseguiu provar a sua eficiência como base de trabalho duas empresas relacionadas com a área de projetos em arquitetura. Entre essas empresas está a gigante da decoração Tok&Stok.

O responsável pela implementação do Blender nesses ambientes foi Dalai Felinto, que descreveu a experiência no site da Fundação Blender. E de certa forma o EAD – Allan Brito ajudou no desenvolvimento desse projeto! Foi uma ajuda pequena, mas que serviu para consolidar o conceito. Leia o artigo até o final para entender a contribuição.

Uma startup do Brasil chamada E-Interiores em parceria com a Tok&Stok decidiu que o Blender seria a melhor solução para otimizar seu processo de criação. A razão para isso é o fato do software ser aberto, e permitir adaptações que melhoram a produtividade da empresa. É o software se ajustando ao processo e não o contrário.

blender_tokstok_500px

O desejo da empresa era trabalhar com uma ferramenta que possibilite resolver todos os aspectos do planejamento de um projeto, desde o interior até a documentação. Para isso eles usaram uma versão já modificada do Blender criada pela empresa Microvellum e chamada de Fluid Designer. Essa versão do software é baseada no Blender 2.74 e possui otimizações para modelagem paramétrica.

Como o Blender é distribuído com uma licença GPL a Microvellum é obrigada a distribuir o software sob a mesma licença. O modelo de negócio deles é baseado na venda de blocos para uso no Fluid Designer. Por isso, precisam disponibilizar a versão modificada do Blender e o código fonte.

A equipe do E-Interiores aproveitou esse código fonte e fez diversas alterações na interface, e adaptou todo o conteúdo para uma base de objetos fornecida pela Tok&Stok. O Resultado final é uma versão alterada do Blender que funciona com modelagem paramétrica. Mas, a melhor parte é a documentação do projeto.

As entregas dos projetos de interiores não são feitas apenas usando conteúdo renderizado no Cycles. É necessário criar pranhas de memorial descritivo dos projetos. Nesse ponto entra uma grande vantagem do Blender, pois ele consegue apresentar imagens realistas com o Cycles e estilizadas no FreeStyle.

Ao combinar as imagens renderizadas em lote do Cycles e esquemas de layout no FreeStyle, a empresa conseguiu gerar uma poderosa opção de apresentação. Você pode ao mesmo tempo gerar as imagens dos projetos de interiores com o Cycles, e inserir esse material em pranchas de apresentação no FreeStyle.

Como o EAD – Allan Brito ajudou nesse processo? Parte da pesquisa inicial do projeto feita pelo Dalai Felinto, usou como base os materiais do curso sobre desenho técnico com Blender. Sim, o mesmo curso que você tem a disposição para gerar pranchas técnicas usando o Blender. Foi uma contribuição discreta, pois o mérito do trabalho é do Dalai e também da equipe do E-Interiores. Mas, ainda assim é muito reconfortante saber que o material disponível no curso ajudou a dar início ao projeto.

Visite a página de descrição no site da Fundação Blender para conferir mais imagens do projeto.

Usando Blender em arquitetura

Ficou interessado em aplicar esses mesmos conhecimentos relacionados com Blender em arquitetura? Use o EAD – Allan Brito para conferir diversos cursos e treinamentos relacionados com o tema! Esses são os cursos recomendados:

2018-03-20T12:54:39+00:00 By |Blender 3D|1 Comentário

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. Joao Assis 16/08/2016 em 7:40 am

    Show de Bola…

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.