Clicky

Blender Cycles para arquitetura na GTX 1080

Compartilhe o artigo!

A otimização de projetos renderizados com o Blender Cycles está relacionada diretamente com o hardware usado no projeto, e também os ajustes no software. Como o hardware não pode ser trocado com freqüência, pelo menos na maioria das vezes, é interessante levantar o máximo de informações antes de fazer investimentos. Por esse motivo, você deve encontrar o máximo de detalhes em projetos já existentes.

Um dos detalhes que sempre procuro em projetos relacionados com o Blender para fins de comparação é o hardware usado no projeto. Entre esses projetos relacionados com arquitetura, encontrei um que pode ser do seu interesse em relação as recentes placas da Nvidia. Para ser mais preciso com a GeForce GTX 1080.

Essa é uma das placas mais poderosas em relação ao hardware voltado para consumidores finais e você pode estar pensando em investir nesse tipo de equipamento. Nos fóruns Blenderartists você encontra um projeto criado por um artista chamado ArcHWiZ que faz uso dessa placa. O projeto dele é voltado para exibição de uma sala de estar.

Blender Cycles

Como fazer para avaliar o desempenho da placa? Uma boa medida de comparação é a quantidade de samples necessária para gerar a imagem e o tempo que levou para finalizar o render. No Blender Cycles você faz os renders por meio de refinamento progressivo. Esse refinamento é fixo, e você precisa especificar o número de interações.

Os samples são exatamente essas interações e para fins de visualização para arquitetura você geralmente usa algo entre 1000 ou 2000 samples. Para esse projeto em particular o artista fez uso de 4000 interações e para chegar nesse valor, foram necessárias duas horas e meia de render.

Essa placa em particular possui impressionantes 2560 núcleos que podem renderizar seus projetos usando a tecnologia CUDA. Quando são usadas mais placas em paralelo usando SLi, o número pode facilmente passar dos 5000 núcleos. Será que vale o investimento? A performance desse tipo de equipamento pode ser mas evidente em jogos do que em renderização de projetos.

Por exemplo, a diferença de tempo no render para projetos gerados com placas como a GeForce GTX 1080 para outras placas mais baratas pode ser de alguns minutos. Quando essas placas são usadas em jogos a diferença faz sentido, seja para conseguir o tão desejado 60 fps no seu jogo preferido. Mas, o custo pode não compensar para fins de renderização.

Aprenda a usar o Blender Cycles

Começar a usar o Blender Cycles nos seus projetos pode ser desafiador, mas com a ajuda dos treinamentos do EAD – Allan Brito você pode conseguir resultados semelhantes ao do projeto apresentado no artigo de maneira rápida.

Aqui estão alguns dos cursos disponíveis no site:

2018-03-20T12:54:36+00:00 By |Blender 3D|0 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.