Ambientes com tons claros no Blender Cycles

Compartilhe o artigo!

Os artistas que começam a trabalhar com renderização de projetos no Cycles sempre pedem dicas, sobre a configuração ideal de cenas. Quais ajustes e controles devem ser usados para acelerar o processo? Hoje vou recomendar a análise de um projeto que passa algumas dicas valiosas.

Um dos fatores que pode influenciar de maneira significativa no desempenho de render no Cycles é o balanço de cores. Como isso acaba ajudando ou atrapalhando? Antes de continuar explicando é importante reforçar a maneira com que o Cycles funciona.

Para gerar uma imagem no Cycles é necessário fazer uso de uma técnica chamada de refinamento progressivo. A imagem é gerada com grande quantidade de granulação, e ao longo do tempo o software faz a melhoria do resultado de modo progressivo. Cada interação é chamada de sample. Quanto mais samples, melhor será a imagem.

É preciso estipular um limite de samples para que o render seja interrompido. Por isso, encontramos imagens geradas no Cycles com valores de samples como 500 ou 1000. Quando o software chega nesse limite ele simplesmente para o processo e o render para. O valor para cada projeto varia bastante, mas alguns fatores adicionam complicadores no processo.

Por exemplo, as cenas com grandes superfícies brancas são um desafio. Elas demandam uma quantidade razoável de samples para atingir níveis baixos de granulação. Veja o caso do projeto apresentado pelo artista ArchWiz nos fóruns BlenderArtists.

É um conjunto de imagens usando grandes superfícies brancas com foco em arquitetura. Um detalhe interessante sobre o projeto é a quantidade grande de samples informada pelo artista. Entre 5000–7000 para cada imagem, o que é considerado alto. Em média as imagens para arquitetura dificilmente passam de 3000.

A razão para essa grande quantidade de samples é provavelmente o balanço de cores do projeto. Para ter melhor noção do “diagnóstico” só analisando os arquivos, mas fazendo uma dedução baseada nas imagens o fator cores é o principal. Se você quiser fazer um teste, basta gerar cenas com materiais todos brancos e fazer um render. Depois adicione cores nas materiais para comparar o resultado.

Então, agora você já sabe que para otimizar a performance dos renders é interessante balancear o uso de cores e texturas. Para finalizar, você pode conferir os ajustes usados para o mapa HDRI na cena ao visitar o link para o projeto.

Aprendendo a usar o Blender Cycles

Ficou interessado ou interessada em usar o Blender Cycles para arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e materiais que ajudam no entendimento do software, seja para criar conteúdo para arquitetura ou animação:

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

One thought on “Ambientes com tons claros no Blender Cycles”

  1. Olá bom dia tudo bem Allan?
    Sou Marcos Cleipal empresario no ramo de móveis plenejados,trabalho com projetos 3d uso software domuscad roda no autocad21016 ai tenho interesse de comprar blocos que possa melhorar os projetos de interiores.obrigado e aguardo retorno

    at,Marcos Cleipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *