Tutorial avançado de 3ds Max 2010: Introdução ao MAXScript

Um dos temas mais controversos em termos de uso e aplicação em softwares de modelagem 3d e animação como o 3ds Max, é o aproveitamento de scripts para automatizar determinadas tarefas. Digo isso pelas minhas experiências ensinando o 3ds Max, Blender 3D e outros softwares semelhantes e com os quais já tive a chance de usar um pouco desse tipo de artifício em sala de aula. As pessoas que apresentam mais aptidão artística na maioria das vezes nem quer ouvir falar sobre uso de scripts. Só o fato de começar a falar em estruturas de repetição e outros é motivo para pânico.

Já o pessoal que apresenta algum tipo de experiência com programação é péssimo na área artística e na animação. Apesar dessas dificuldades, o conhecimento e experiência com esse tipo de recurso pode ser decisivo para conseguir trabalhar em grandes estúdios e empresas de animação ou computação gráfica. Se você não estiver lembrado, visite o artigo em que comento sobre os requisitos para trabalhar como animador 3d sênior. Um dos requisitos principais é conhecer técnicas de programação.

Para os usuários do 3ds Max que tenham interesse em começar a trabalhar com MAXScript, existe um excelente tutorial que pode ser copiado de maneira gratuita, e que foi gravado por um supervisor de efeitos especiais e animação australiano, que se chama Allan McKey. É uma introdução ao MAXScript no 3ds Max 2010, abordando os princípios e comandos básicos da ferramenta. O tutorial está disponível em vídeo, com aproximadamente 250MB e 30 minutos de duração.

tutorial-avancado-3dsmax-maxscript-introducao

A principal vantagem para artistas 3d que se interessem em aprender esse tipo de ferramenta no 3ds Max, é a possibilidade de automatizar tarefas. Sempre que posso apresento alguns exercícios como os mostrados no vídeo, quando ministro aulas de 3ds Max para arquitetura. Como essas pessoas já apresentam familiaridade com o AutoCAD e a sua linha de comandos, a criação e edição de objetos via MAXScript acaba sendo familiar.

No final do tutorial o autor mostra o poder desse tipo de técnica ao criar na Viewport do 3ds Max 100 esferas posicionadas em locais aleatórios, e com cores aleatórias também. Isso foi feito apenas com algumas poucas linhas de código. Já pensou ter que fazer isso manualmente? É para esse tipo de tarefa que um artista 3d pode aproveitar esses conhecimentos e reduzir o trabalho manual em qualquer ferramenta 3d.

Tutoriais de MAXScript para artitas 3D: Scripts para melhorar a produtividade

A maioria dos artistas 3d têm uma opinião formada sobre o estudo e aplicação de scripts no seu arsenal de ferramentas, que é exatamente a sua repulsa. Sim, a maioria deles não tem o menor pudor em dizer que não sentem a menor necessidade em aprender a desenvolver e usar scripts em seus projetos. Mas, mesmo assim eu continuo a insistir que aprender a desenvolver suas próprias ferramentas, pode até mesmo ser melhor que migrar para versões mais recentes do seu software preferido. O uso desse tipo de ferramenta fica ainda mais evidente quando precisamos trabalhar com cenas grandes, em que vários modelos 3d estão espalhados e posicionados no ambiente. Só o processo e trabalho necessários para selecionar esses objetos, justificariam o esforço em aprender um pouco de programação.

Caso você queira acompanhar alguns tutoriais e exemplos de como ferramentas personalizadas podem fazer a diferença até em projetos que envolvem render apenas, e nenhum tipo de animação, um artista chamado John Gunn publicou no seu web site uma série de tutoriais em vídeo sobre MAXScript para o 3ds Max. Os tutoriais são úteis na prática apenas para as pessoas que usam o 3ds Max, mas o exemplo e aplicação dos mesmos podem ser de grande valia para artistas especializados em outros softwares como Blender 3D, Maya e Softimage.

tutoriais-3ds-max-maxscript.jpg

Um dos exemplos mostra a integração dos scripts em MAXScripts para a configuração de uma cena no Mental Ray. O artista mostra nos seus exemplos, que a configuração de um sistema de luz do dia no Mental Ray requer muitos cliques de mouse e demanda certo tempo, para que o sistema esteja finalmente configurado e pronto para uso. Logo depois, o mesmo sistema é inserido com apenas dois cliques de mouse, pois o artista fez uso de um script próprio para isso. Esse é o tipo de produtividade que podemos ter ao usar scripts em nosso cotidiano.

Nesse tutorial o autor mostra um exemplo de como é possível evitar o uso de elementos próprios da programação, com o uso de Macros. Mas, ainda assim acho muito válido o aprendizado de lógica e do uso das estruturas de repetição e lógica condicional para gerenciar uma cena.

Além desses tutoriais sobre MAXScript em vídeo, o autor do tutorial disponibiliza também ótimos vídeos com instruções sobre como animar líquidos e roupas no 3ds Max, alguns deles disponíveis até mesmo para download. Espero que esse tipo de exemplo possa ajudar no incentivo e estudo de scripts para facilitar o seu trabalho com computação gráfica 3d e gerenciamento de cenas.