Tutorial Photoshop CS5: Usando texto em 3D

O Photoshop CS5 trouxe diversas ferramentas novas para artistas e profissionais especializados em edição de imagens. Um dos recursos adicionados em edições passadas do Photoshop e que continua a fazer sucesso entre esses artistas é o suporte a manipulação de alguns objetos em 3d, principalmente a possibilidade de adicionar e ajustar texturas em modelos produzidos em softwares como o Blender, 3ds max e outros. Isso é possível graças a existência de um Layer 3D. Se você nunca usou esse tipo de recurso, pode aprender como aproveitar as camadas 3d do Photoshop CS5 no tutorial abaixo, usando texto e uma imagem para gerar efeitos com texturas e sombreamento.

No vídeo, o autor do tutorial cria um texto simples associado a uma camada com propriedades e capacidade de exibir material em 3d. O efeito é um pouco parecido ao que existe já faz muitos anos em versões do Corel Draw com a opção de fazer extrude simples em textos e formas geométricas. Claro, o tipo de efeito realizado nesse tipo de exemplo é simples, assim como acontece com o 3d do Corel.

Para quem nunca usou softwares 3d ou sistemas semelhantes, as opções 3d do Photoshop CS5 são uma oportunidade para usar texturas ou outros projeção de sombra e ajuste de planos em 3d.

Junto com esse tutorial de Photoshop CS5 diversos outros exemplos mostrando o Content-Aware Fill em ação editando fotografias e imagens do cotidiano. Por exemplo, o vídeo abaixo mostra a ferramenta do Photoshop removendo fiação de fotografias urbanas, o que é um problema extremamente comum em imagens capturadas em cidades. Você tira a foto e acaba tendo aquela estrutura de fios elétricos na frente da imagem. O Content-Aware Fill ajuda na remoção desse tipo de estrutura.

Essa mesma ferramenta está disponível no GIMP também com o plugin Resynthesizer. A ferramenta para o GIMP já existe faz mais de um ano, e pode realizar edições e limpeza em imagens de maneiras muito semelhante ao que o Photoshop CS5 faz. Você precisa apenas tomar cuidado com o tipo de padrão usado na imagem que deve ser removido, pois nem sempre o algoritmo resolve.

Se você ainda não teve oportunidade de usar essas novas ferramentas, é possível fazer o download gratuito do Photoshop CS5 e outras ferramentas da Adobe no link indicado nesse artigo.

Demonstração do Adobe Photoshop CS5

Os softwares de edição voltados para imagem como o Photoshop ou GIMP são fundamentais para qualquer profissional envolvido com computação gráfica, principalmente a parte de 3D. Esse tipo de software pode literalmente salvar um projeto que ficou várias horas renderizando, mas no último momento você descobriu um problema com as texturas ou posicionamento de algum objeto. Usando o Photoshop é possível abrir e editar a imagem em poucos minutos, evitando a necessidade de renderizar a imagem novamente. Mesmo sendo útil, o Photoshop ainda apresenta alguns desafios na composição de imagens que demandam muito trabalho de edição. Precisamos selecionar partes da imagem para conseguir criar cópias ou mesmo proteger pixels que não precisem ser alterados.

O trabalho de edição e alteração em imagens está para ser facilitado com as ferramentas trabalhadas na próxima versão do Photoshop, que por enquanto está sendo chamado de Photoshop CS5 mesmo. Existe um vídeo que está circulando pela internet nos últimos dias que mostra alguns desses novos recursos, sem ainda exibir a interface ou mesmo as ferramentas extras do Photoshop.

O grande destaque desse lançamento é o algoritmo chamado PatchMatch, que consegue procurar padrões nas imagens.

O vídeo é esse:

Como você deve ter percebido pela demonstração feita no vídeo, o algoritmo é simplesmente fantástico! A base de funcionamento dele é a identificação de padrões que delimitam as imagens selecionadas e presentes nas imagens. Depois que esses padrões são localizados, podemos mover esses objetos pela moldura da imagem e o próprio Photoshop CS5 faz o trabalho de adaptar a parte selecionada na moldura, inclusive adicionando os pixels necessários para que a composição fique perfeita.

A moldura da imagem também pode ter suas dimensões alteradas sem que nenhuma imagem, ou parte dela, acabe sendo deformada. Isso é possível graças a algumas ferramentas que protegem e limitam o efeito esticar a comprimir na imagem.

Por último, o que mais me impressionou mesmo é a possibilidade de reconstruir partes da imagem de maneira automática. Repare na parte final do vídeo, em que a parte superior de uma construção histórica tem algumas partes construídas novamente, com base nos padrões identificados da imagem. Isso aplicado em imagens renderizadas poderia corrigir problemas até mesmo de modelagem 3d! Partes que não foram modeladas, podem ser construídas com base na estrutura geral da imagem.

A previsão de lançamento do Photoshop CS5 é abril de 2010.