Tutorial 3ds Max e Krakatoa para animação avançada

O uso de sistemas de animação baseados em física real pode ter diversas aplicações na industria de filmes e até mesmo comerciais para tv. Uma das coisas que mais surpreende as pessoas nas minhas aulas, são os vídeos com demonstrações das aplicações no mercado publicitário de softwares 3d que aparentemente não tinham relação alguma com vídeos simples, como o comercial de barras de chocolate ou doces. Sim, você já parou para pensar que aquele chocolate que escorre sobre um biscoito em perfeita sincronia com o movimento da câmera pode ser 3D? Esse é um conjunto poderoso de animação envolvendo simulações físicas avançadas com partículas e fluidos.

Para exemplificar esse tipo de animação e mostrar como a tecnologia hoje pode ajudar na produção de qualquer tipo de animação, assista ao vídeo abaixo:

Cream layers Realflow viscosity from pixelpro on Vimeo.

Apenas no final do vídeo, quando visualizamos uma breve demonstração de como esse tipo de animação foi realizada é que percebemos na totalidade que todo o processo é virtual.

Os softwares usados para criar essa animação são o 3ds Max e o Krakatoa. Esse último é um dos sistemas de partículas mais avançados disponíveis para o 3ds Max, responsável por animações ao mesmo tempo complexas e muito bonitas. Quer aprender como ele funciona, e ainda criar a animação apresentada no primeiro vídeo?

O autor do vídeo com essa animação usando chocolate foi muito gentil em produzir um pequeno tutorial mostrando como foi o processo de criação desse material, claro que seria demais colocar o processo completo em vídeo, principalmente se considerarmos que o tutorial tem apenas 10 minutos. Mas, ainda é possível aprender um pouco de como foi criada essa animação no 3ds Max.

Krakatoa KCM Color By Vortisity \ Velocity Tutorial from pixelpro on Vimeo.

A criação do material começa de maneira externa ao 3ds Max, mas logo que a seqüência de animação básica está criada o autor usa o Krakatoa para importar a animação e começar a trabalhar nela. Depois que um material preliminar está aplicado ao objeto, o mesmo abre o Krakatoa MagmaFlow Editor que é o tema principal do tutorial, para controlar o fluxo do chocolate. A ferramenta tem como objetivo simular fluidos densos como lava vulcânica, mas nesse caso serve perfeitamente para trabalhar com chocolate.

O tutorial não apresenta áudio, portanto basta prestar bastante atenção nas ações do autor do vídeo, o que não é difícil com o tutorial em FullHD (1920 x 1080). No final do vídeo você saberá um pouco mais sobre o Krakatoa e ainda ficará com vontade de comer chocolate!

Como simular músculos no Maya?

O que pode ser mais complexo na animação de uma personagem? Bem, cada pessoa tem o seu ponto forte e fraco na configuração e setup de personagens para animação. Um ponto extremamente complicado, que nas minhas aulas acaba sendo um grande desafio mostrar com tempo de sobra nos cursos de animação é a deformação da face. A animação facial é geralmente o que mais dá trabalho, pois as configurações dos vértices e pesos das faces é um dos processos mais trabalhosos em animação, fora a sincronia com os fonemas básicos, para passar a impressão que o personagem está realmente falando.

Além da animação facial, outro tema que deixa alguns animadores com os cabelos em pé é a simulação de musculatura nos personagens. Existem ferramentas e técnicas variadas para deformar personagens, usando os famosos Bones, que simulam o comportamento dos ossos. Mas ainda é complicado encontrar material que mostre de maneira clara e simples, como fazer para simular músculos.

Fazendo minhas pesquisas rotineiras sobre Maya, encontrei esse ótimo tutorial de 2006, que mostra de maneira bem simples como criar simulações de músculos com o Maya.

No vídeo, o artista usa uma gama de ferramentas do Maya, para poder configurar a animação do músculo. Antes de analisar a parte técnica da animação, repare que o artista descreve no vídeo de maneira clara a sua intenção com a animação. No caso, a musculatura do personagem precisa se movimentar com atraso de alguns frames, para dar a impressão desejada na dinâmica da animação.

A dinâmica é a seguinte; o músculo se move antes que o membro em si comece a se mover. Então o artista precisa fazer com que o modelo 3d que representa o músculo, se movimente antes de uma contração ou extensão do braço ou perna.

Como ele faz isso? Animação manual? Não, ele acaba criando uma expressão para controlar a animação.

Mesmo que hoje em dia já existam plugins e ferramentas especializadas em criar esse tipo de simulação, o artista nos mostra um ótimo exemplo da importância de se conhecer scripts, para automatizar alguns processos em animação.

Esse exemplo demonstra de maneira clara, a dificuldade e trabalho que dá fazer uma animação realista. Será que assim você se anima em estudar um pouco mais scripts para animação? Isso sim, pode ser considerado um grande diferencial para qualquer profissional que queira atuar na área.