Tutoriais sobre SketchUp e VRay para arquitetura

O SketchUp apresenta uma interface e metodologia extremamente amigável na parte de modelagem, mas oferece poucos recursos para renderização embutidos no próprios software. Entre as soluções comerciais mais usadas para a ferramenta estão o SU Podium e o Vray. Ambos os softwares diferem muito na parte de configuração e ajustes para cada cena, sendo o Podium o mais usado por usuários que gostam de simplicidade e rapidez, sem perder a qualidade. Mas, para conseguir qualidade máxima nas renderizações é necessário partir para soluções como o Vray, Indigo ou mesmo Maxwell Render.

Como parte do desafio em trabalhar com o SketchUp e VRay está o domínio da enorme quantidade de parâmetros e recursos do software, que mesmo sendo um pouco menor em relação ao encontrado no 3dsmax, ainda é significativamente mais extenso que a maioria dos renderizadores. Para ajudar nesse processo, encontrei um vídeo muito interessante que apresenta três dicas para melhorar a renderização no SketchUp e VRay. O material foi produzido pela asgvis, empresa responsável pelo porte do VRay para o SketchUp e diversos softwares.

A primeira dica envolve o uso de parâmetros do Image Sampler do VRay para reduzir a quantidade de manchas e defeitos em renderizações que aparecem quando os materiais apresentam reflexões borradas. A escolha do método usado para o Image Sampler pode ajudar de maneira significativa no processo de eliminação desse tipo de defeito na imagem.

Na segunda parte do vídeo o autor explica a importância do parâmetro Samples existente no painel Irradiance Cache, em que é possível controlar as chamadas sombras de contato dos objetos. O objetivo dessas sombras é realçar o efeito de que os objetos estão sobre uma superfície e não flutuando no espaço. Com o uso do parâmetro Samples é possível fazer com que esses objetos tenham menos ou mais sombras.

Para finalizar o conjunto de dicas o autor do vídeo explica como fazer para adicionar uma cor na reflexão de objetos com o editor de materiais. O processo é bem simples e envolve apenas o uso do parâmetro Filter do editor de materiais para atribuir uma cor as reflexões criadas com o VRay. Isso pode ajudar muito em projetos de design para interiores, ajudando a condicionar a maneira com que as cores são refletidas no material.

Com isso os usuários do SketchUp que renderizam projetos no VRay podem aprender a melhorar seus projetos ainda mais.

Tutorial Blender: Modelagem de travesseiro usando o Cloth

A criação de objetos ou modelos com superfícies irregulares é um desafio para qualquer artistas 3d, pois é muito mais simples criar objetos com superfícies regulares e bem definidas. Quando o escopo da modelagem envolve elementos irregulares, ou mesmo materiais como sujeira, a coisa costuma complicar. Por exemplo, a modelagem de objetos simples como travesseiros e almofadas é geralmente resolvida com a mescla de ferramentas de modelagem poligonal, e um pouco do módulo de escultura para trabalhar as imperfeições do tecido desse tipo de superfície.

Mas, e se houver uma maneira mais rápida e prática de criar esse tipo de modelo 3d? Um artista e usuário do Blender chamado Rémi publicou um vídeo demonstrando como criar esse tipo de objeto usando apenas o Cloth do Blender. Esse é o vídeo:

How to create a pillow in few seconds (Blender 2.49) from Rémi on Vimeo.

A técnica é extremamente simples e envolve a criação de um modelo 3d simples que é transformado usando as simulações físicas do Blender. O processo envolve acionar a simulação para fazer com que o objeto sofra colisão e deformação pelo impacto e se fique com a forma de um travesseiro. Com isso, podemos trabalhar a modelagem e adição de detalhes usando ferramentas de transformação poligonal ou os próprios materiais do Blender, com mapas de Displacement ou Normal.

Como o resultado é uma superfície de tecido lisa e com poucos ou nenhum detalhe, o resultado precisa ser melhorado com as ferramentas de escultura ou texturas do Blender. Caso contrário, todos os travesseiros criados com a técnicas ficariam iguais. Esse tipo de técnica ilustra bem o uso de ferramentas destinadas para animação e simulações físicas na modelagem de objetos, que até então precisavam de diversas intervenções usando Lattices e outros modificadores.

Os artistas que trabalham com design de interiores e outros tipos de modelagem envolvendo a criação desse tipo de objetos, principalmente com tecidos, deve aproveitar bastante esse tipo de técnica. Por exemplo, na criação de almofadas para sofás ou poltronas o procedimento pode ser integralmente aproveitado para gerar as superfícies de tecido.

Agora é só começar a criar diversos designs de travesseiros e almofadas para inserir em cenas ou projetos de design para interiores, e criar ambientes mais realistas e compor mobiliário.

Configuração básica do YafaRay para renderização externa de arquitetura

Depois de um bom tempo sem continuar com a série de artigos sobre o uso do YafaRay junto com o Blender 3D, hoje continuamos a estudar a ferramenta com a abordagem voltada para a visualização de projetos arquitetônicos. Mas, dessa vez o foco não o design de interiores mas a visualização externa de projetos. Com ambientes mais fechados e poucos espaços para que a energia luminosa entre nos ambientes, a melhor opção é o Photon Mapping do YafaRay. Já para imagens externas a configuração do render deve ser diferente, nesse caso a melhor opção é usar o Path Tracing.

Para exemplificar melhor o uso dessa técnica para ambientes externos, vou usar um modelo 3d que geralmente uso como exercício nas minhas aulas sobre modelagem 3d para arquitetura. É o espaço externo de uma edificação bem simples, sem muitos detalhes e que serve de ambiente para configurar a luz do sol na renderização. Como é possível perceber pelo modelo 3d, não há nada de muito complicado na topologia do modelo 3d.

maquete-eletronica-arquitetura-render-externo-01.png

Qualquer modelo 3d pode ser usado como exemplo para testar a iluminação externa usando Path Tracing, basta criar um modelo base e seguir os passos desse tutorial.

Assim que o modelo 3d estiver escolhido e configurado, podemos adicionar uma luz do tipo Sun no Blender 3D. No painel de configuração do YafaRay será necessário acionar o botão Object enquanto a luz estiver selecionada, para determinar que a mesma será uma luz do tipo Sun também. Nesse mesmo painel é possível escolher a intensidade da luz e o ângulo de abertura, que ajuda na criação de sombras mais realistas.

maquete-eletronica-arquitetura-render-externo-02.png

O próximo passo é adicionar uma configuração para o plano de fundo do cenário no botão World. Para o meu exemplo, escolhi um plano de fundo do tipo gradiente com as seguintes cores:

maquete-eletronica-arquitetura-render-externo-03.png

O único cuidado especial em relação ao plano de fundo do cenário é que você deve tomar cuidado para não aumentar muito o valor do Power. Isso pode resultar em cores queimadas na renderização. Use valores entre 0.5 e 0.75.

Por último e mais importante, temos a configuração do renderizador em si. No painel settings, escolha a opção Path tracing e altere os valores dos seguintes parâmetros:

Pathtracer settings

  • Depth:10
  • Path Samples: 64
  • Use Background: On

General settings

  • Raydepth: 2
  • Shadow depth: 2
  • Transparent Shadows: On

AA settings

  • AA Passes: 3
  • AA Samples: 4
  • AA inc. samples: 4
  • Filter type: Mitchell

maquete-eletronica-arquitetura-render-externo-04.png

Lembre que a nossa imagem não apresenta nenhum efeito semelhante a Caustics, por isso é que na área de seleção do caustics do Path tracing escolhemos a opção none. Os valores usados para o Path samples podem deixar a imagem com muito granulado se configurados com baixos valores, o que faz com que seja necessário aumentar a quantidade de samples para conseguir imagens mais limpas.

Para fazer testes e alterar as configurações do render, mude para zero os valores do AA Settings. Assim a imagem é gerada de maneira mais rápida.

No final teremos a imagem renderizada:

maquete-eletronica-arquitetura-render-externo-05.png

Esse foi um guia rápido de como é possível configurar cenas externas usando o YafaRay, para visualização de projetos arquitetônicos. Ele não deve ser considerado como uma regra que deve ser seguida a risca, mas sim um ponto de partida para que você encontre o melhor ajuste para o seu projeto.

Tutoriais e exemplos para design de interiores com Blender 3D e YafaRay

O YafaRay está ganhando cada vez mais espaço entre os usuários do Blender 3d, pelo conjunto de qualidade e velocidade na renderização que são fundamentais para qualquer ambiente de produção. Com o YafaRay é possível usar opções avançadas de iluminação como Path Tracing e Photon Mapping que permitem criar imagens com excelente qualidade e realismo. Que tal aprender um pouco mais sobre como configurar o Blender 3D e YafaRay para gerar imagens realistas, principalmente para representação de projetos de design para interiores? Nas últimas semanas uma série de tutoriais e imagens foram publicadas em web sites e fóruns, mostrando exemplos do que podemos fazer com o YafaRay e o Blender 3D.

O primeiro exemplo mostra a renderização de uma sala de estar usando como base de configuração o Photon Mapping, que por sinal será usado em todos os outros dois exemplos apresentados nesse artigo. O Autor do projeto publicou o trabalho nos fóruns de usuários do Blender 3D, mostrando o resultado na forma de uma renderização apenas. No que se refere a modelagem 3d, o autor não explica os procedimentos ou dicas de como o modelo 3d foi criado, mas mostra as configurações usadas no YafaRay para chegar nesse resultado. Além da imagem estática, também podemos conferir uma pequena animação usando a cena.

blender3d-yafaray-render-interiores.jpg

O autor da imagem se chama Gabich

O próximo exemplo é a renderização de um escritório, que apresenta texturas e modelos 3d bem trabalhados passando a impressão de superfícies bem gastas e antigas. O autor desse trabalho apresenta diversas renderizações dos blocos 3d usados para compor a cena, mas não demonstra as configurações ou ajustes usados para conseguir o resultado no YafaRay. Mesmo sem essas informações, a cena é um excelente exemplo de como podemos conseguir bons resultados usando blocos em resolução mediana, como é possível perceber pelas imagens no link indicado.

Por último, o mais detalhado dos tutoriais mostra passo a passo como modelar e configurar uma cozinha completa no Blender 3D e YafaRay, usando também a técnica do Photon Mapping. Em termos de informação, esse é o melhor tutorial dos três, por apresentam em diversas imagens os passos necessários para criar a cena e também a configuração dos pontos de luz e o painel de renderização do YafaRay.

Para finalizar os assuntos relacionados ao YafaRay, não deixe de visitar esse link para conferir o terceiro concurso anual de renderização usando YafaRay. O concurso é organizado por membros da equipe que mantém o YafaRay.