Tutorial After Effects: Removendo objetos do vídeo

Os dispositivos de captura de vídeo são muito comuns hoje em dia e com praticamente qualquer câmera moderna é possível gravar material em HD (720p). Essa grande quantidade de vídeo demanda edição, para os casos de autores mais exigentes, e em alguns casos é preciso partir para ajustes mais elaborados em softwares como o After Effects. Até pouco tempo atrás alguns tipos de ajuste como estabilização de câmera estavam restritos a ferramentas dedicadas e caras, mas hoje já temos acesso a uma gama incrível de opções para editar e produzir vídeos de qualidade profissional em pequenas produtoras.

Removendo objetos de vídeos com o After Effects

Um dos tipos de tarefa mais comuns em termos de vídeo é a remoção de elementos indesejados do vídeo, que é um dos tipos de edição mais realizados em fotografias no Photoshop. Mas, e como funciona em vídeo? Se você quiser aprender uma técnica simples e prática no After Effects o tutorial abaixo deve ser de grande ajuda. No vídeo, a autora do material ensina a usar o recurso de máscaras do After Effects e o Tracking de movimento, para fazer com que a remoção e ajustes em poucos frames sejam distribuídos pelo trecho completo do vídeo.

A técnica é relativamente simples de implementar e no caso do vídeo serve de ajuda para remoção de uma luminária que acabou sendo gravada por acidente, e apareceu depois que o fundo em Chroma Key foi removido do vídeo. Esse seria um trabalho digno da rotoscopia que é um dos tipos de tarefa mais exaustiva da edição de vídeo, pois seria necessário trabalhar em todos os frames do vídeo!

O segredo para remover esse objeto é a criação de uma máscara no After Effects que deve ser configurada de maneira a não só remover a área indesejada no vídeo, mas também seguir os movimentos do ator do vídeo, e usando o tracking do After Effects isso fica muito fácil de executar. No final temos um efeito semelhante ao que teríamos no Photoshop em fotografias com a remoção e um objeto do vídeo.

Para quem está aprendendo a trabalhar com montagem e edição de vídeo, a técnica pode vir a ser bastante útil na pós-produção. É só imaginar a economia gerada ao editar esse tipo de “erro” no software ao invés de voltar ao estúdio para gravar tudo novamente.

Tutorial After Effects CS 5.5: Estabilização de imagem e Synthesize Edges

A Adobe atualizou recentemente o seu pacote de aplicativos da família CS5 que agora possuem versões CS5.5 com melhorias e novas ferramentas. Entre as melhorias apresentadas para o After Effects estão presentes um novo sistema de estabilização de vídeo, que parece ser “a ferramenta” do momento para a maioria dos softwares que trabalham com vídeo. E posso afirmar por experiência pessoal que sem um equipamento profissional de estabilização mecânica no momento em que o vídeo está sendo capturado, é quase certeza que será necessário fazer algum tipo de estabilização por software em vídeos, principalmente se a pessoa segurando a câmera estava caminhando.

Mas, como funciona esse sistema de estabilização de vídeo? O tutorial abaixo ajuda a compreender o sistema de estabilização de vídeo do After Effects CS5.5, e vai um pouco além disso com um truque interessante para os artistas em motion graphics. Com o uso desse novo sistema do After Effects, é possível simular um efeito semelhante ao que temos no Photoshop CS5 com o seu Content Aware Edit. Essa é a ferramenta que permite fazer edições e alterações em fotografias, preservando o conteúdo de elementos nas imagens.

No vídeo é possível acompanhar o processo de estabilização de vídeo usando um efeito chamado de Warp Stabilizer que utiliza um conjunto de movimentos aplicados ao vídeo, somados com uma escala para que o vídeo com a estabilização ocupe toda a área da moldura. O processo de estabilização de vídeo não é tão complicado assim, e o autor demonstra muito bem as opções disponíveis no After Effects CS 5.5 para esse tipo de operação.

Mas, o interessante mesmo aparece na segunda parte do tutorial, em que a técnica é usada junto com uma ferramenta chamada de Synthesize Edges para conseguir remover um objeto do vídeo. É evidente que a remoção de objetos de um vídeo é algo demasiadamente complicado, e que faz a alegria dos profissionais especializados em rotoscopia. Mas, essa técnica aplicada ao vídeo até que consegue resultados razoáveis, e apenas razoáveis. No final do vídeo ainda é possível perceber alguns pequenos artefatos no vídeo que deixam transparecer que existia alguma coisa naquela região.

Mesmo assim, é interessante pensar em uma futura evolução desse tipo de ferramenta. Será que no futuro o processo será simples como usar o Stamp do Photoshop?

Tutorial Photoshop CS5: Usando texto em 3D

O Photoshop CS5 trouxe diversas ferramentas novas para artistas e profissionais especializados em edição de imagens. Um dos recursos adicionados em edições passadas do Photoshop e que continua a fazer sucesso entre esses artistas é o suporte a manipulação de alguns objetos em 3d, principalmente a possibilidade de adicionar e ajustar texturas em modelos produzidos em softwares como o Blender, 3ds max e outros. Isso é possível graças a existência de um Layer 3D. Se você nunca usou esse tipo de recurso, pode aprender como aproveitar as camadas 3d do Photoshop CS5 no tutorial abaixo, usando texto e uma imagem para gerar efeitos com texturas e sombreamento.

No vídeo, o autor do tutorial cria um texto simples associado a uma camada com propriedades e capacidade de exibir material em 3d. O efeito é um pouco parecido ao que existe já faz muitos anos em versões do Corel Draw com a opção de fazer extrude simples em textos e formas geométricas. Claro, o tipo de efeito realizado nesse tipo de exemplo é simples, assim como acontece com o 3d do Corel.

Para quem nunca usou softwares 3d ou sistemas semelhantes, as opções 3d do Photoshop CS5 são uma oportunidade para usar texturas ou outros projeção de sombra e ajuste de planos em 3d.

Junto com esse tutorial de Photoshop CS5 diversos outros exemplos mostrando o Content-Aware Fill em ação editando fotografias e imagens do cotidiano. Por exemplo, o vídeo abaixo mostra a ferramenta do Photoshop removendo fiação de fotografias urbanas, o que é um problema extremamente comum em imagens capturadas em cidades. Você tira a foto e acaba tendo aquela estrutura de fios elétricos na frente da imagem. O Content-Aware Fill ajuda na remoção desse tipo de estrutura.

Essa mesma ferramenta está disponível no GIMP também com o plugin Resynthesizer. A ferramenta para o GIMP já existe faz mais de um ano, e pode realizar edições e limpeza em imagens de maneiras muito semelhante ao que o Photoshop CS5 faz. Você precisa apenas tomar cuidado com o tipo de padrão usado na imagem que deve ser removido, pois nem sempre o algoritmo resolve.

Se você ainda não teve oportunidade de usar essas novas ferramentas, é possível fazer o download gratuito do Photoshop CS5 e outras ferramentas da Adobe no link indicado nesse artigo.

Tutorial After Effects e 3ds Max 2010: Retirando partes de um vídeo para efeitos especiais

O trabalho com vídeo digital e efeitos usando softwares como o After Effects, envolve a criação de truques para conseguir localizar pontos específicos no vídeo. Por exemplo, para conseguir mapear a superfície de um objeto ou personagem, podemos adicionar nessas superfícies pequenas marcações, que servem para auxiliar no processo de motion tracking. Esse processo é fundamental para copiar o movimento das superfícies e substituir alguma coisa no vídeo, seja um personagem ou partes dele por material gerado em computador ou mesmo outros vídeos. Mas, e quando é necessário apenas remover esses pontos do vídeo?

Se você quer aprender alguns truques usando o After Effects, o tutorial indicado nesse artigo é um excelente recurso de aprendizado, para realizar efeitos em vídeos. O objetivo é bem simples, e consiste na remoção de pequenos pontos marcados sobre a pele de uma pessoa, que foi filmada com o objetivo de adicionar motion tracking nessas regiões. Mas, depois de gravar o material editor resolveu aproveitar o material sem as marcações.

O vídeo é curto, mas é muito bem explicado e mesmo para os que não entendem a narração em inglês, basta seguir os passos apresentados no vídeo.

Track Dot Removal Tutorial from Mathew Kelly on Vimeo.

O procedimento usado para apagar elementos no vídeo é bem familiar aos usuários já acostumados com truques semelhantes no photoshop, ou outras ferramentas de edição de fotografias.  Nesse caso, o artista cria uma cópia do vídeo editado e adiciona uma espécie de máscara ao material, em que logo depois um filtro do After Effects faz com que o material fique fora de foco e se sobrepondo as marcações.

Para que essa técnica funcione é necessário usar o Motion Tracking, que movimenta de maneira sincronizada os objetos que cobrem as marcações no vídeo. Apenas esse conjunto de opções não é suficiente para conseguir um efeito convincente de substituição das marcações, sendo necessário adicionar mais filtros do After Effects para combinar os efeitos no vídeo da marcação.

Mas, e o 3ds Max 2010? Exatamente no meio do vídeo o autor apresenta outra técnica para remover essas marcações, envolvendo o uso de objetos 3d que cobrem as marcas. Esses objetos são criados no 3ds Max 2010, usando informações fornecidas pelo processo de motion tracking. Em minha opinião é melhor tentar realizar o processo todo no After Effects, mas naquele caso o objeto tinha uma rotação 3d complexa e que precisava do auxílio de algum software como o 3ds Max.

Mesmo assim, vale pelo aprendizado em integrar as duas ferramentas.