Render por GPU no Blender para arquitetura com Cycles

A utilização de renderizadores externos era até pouco tempo a melhor solução para criar imagens usando técnicas de visualização avançada no Blender. O futuro renderizador do Blender que é chamado hoje pelo codinome de Cycles, promete adicionar muitos recursos antes exclusivos aos softwares esternos como Octane Render, LuxRender, YafaRay e muitos outros. Claro que o maior destaque é o uso de aceleração por GPU dentro do Blender, possibilitando a qualquer usuário trabalhar com render em tempo real direto na 3D View do Blender.

Esse tipo de vantagem que já existia em outras ferramentas 3d agora deve modificar a maneira com que trabalhamos no Blender. Por exemplo, uma coisa que estou me acostumando a fazer no Blender quando resolvo utilizar o Cycles, é modelar em 3d e renderizar ao mesmo tempo, para ter uma idéia da volumetria dos objetos. Como funciona? Basta fazer uma divisão na tela do Blender e deixar uma dessas janelas no modo de renderização. O resultado pode ser conferido no vídeo abaixo:

O interessante desse tipo de trabalho é que podemos fazer correções ao longo da modelagem, usando como base a volumetria apresentada no Cycles. Caso você queira trabalhar dessa forma, recomendo escolher uma boa placa de vídeo e ficar alternando entre o modo objeto e de edição, para que as modificações na geometria sejam refletidas na janela do Cycles. O que é feito no modo de edição não passa de maneira automática.

Outro ponto que gera dúvidas sobre o Cycles é na sua iluminação. Se você assistiu o vídeo até o seu final, deve ter percebido que para gerar sombras e melhorar a iluminação precisamos utilizar luzes do tipo Mesh.

O efeito desse tipo de iluminação fica ainda mais evidente quando utilizamos uma cena interna. Nesse outro vídeo que produzi utilizando o Cycles também, as luzes foram alinhadas de maneira a adicionar energia luminosa dentro do ambiente. O segredo para conseguir boa iluminação com o Cycles, por enquanto, é com esse tipo de luz.

É importante lembrar que o Cycles ainda está em desenvolvimento e que muita coisa deve mudar até que o mesmo seja incorporado ao Blender de maneira oficial. Mas, até lá você pode ir testando seus projetos e cenas, para entender e aprender o seu funcionamento. Eu já estou gostando bastante do resultado!