Tutorial de rotoscopia com o Adobe After Effects

Quando uma pessoa começa a trabalhar com computação gráfica, especialmente com efeitos especiais para vídeo, dificilmente essa pessoa tem como objetivo se especializar em rotoscopia. Mas, afinal o que é rotoscopia? A atividade de rotoscopia em vídeo é de fundamental importância para qualquer produção, pois permite separar partes em movimento de vídeos. Quer um exemplo? Quando é necessário fazer uma composição em vídeo, com um ator ou personagem virtual, para que no processo de composição o plano de fundo do vídeo seja substituído por uma paisagem, o material é gravado com um fundo colorido. Mas, e quando acontece um imprevisto? O vídeo foi gravado com o plano de fundo normal, mas precisa ser substituído?

Nesse momento entra o trabalho de rotoscopia. Se você já usou em algum momento o Photoshop ou Gimp, para recortar partes de uma fotografia, o processo é o mesmo no After Effects, mas com uma imagem em movimento.

Quer aprender como fazer esse tipo de operação no After Effects? Um tutorial bem completo e simples de seguir foi publicado no GFX-Help.com sobre rotoscopia, com o After Effects, em que você pode acompanhar o texto e fazer o download dos vídeos usados.

No tutorial você vai realizar a separação de duas cenas com um cubo simples em movimento, o que é muito mais fácil e rápido de executar que um vídeo, em que é necessário recortar dedos e cabelos de atores. No tutorial, o foco principal será no desenho e animação de máscaras no After Effects, sendo essa a principal ferramenta para realizar rotoscopia. Fora isso, ainda existe muito trabalho de edição e ajuste de camadas para que seja possível mesclar de maneira satisfatória, ambos os vídeos.

Como pouca gente se especializa nesse tipo de tarefa, pelo fato dela ser trabalhosa e aparecer pouco na hora dos elogios de uma produção, pode ser uma oportunidade para estudar e aproveitar uma área, que ao mesmo tempo é necessária e desprezada pelos motion designers. Se você quiser conferir a importância da rotoscopia, procure nos créditos dos filmes e animações mais famosas o termo Rotoscopy. Quando mais complexos os efeitos, maior é a equipe listada nos créditos.

Tutoriais em vídeo sobre as novas ferramentas do Blender 2.46

O Blender 2.46 ainda nem foi lançado oficialmente, mas a comunidade de usuários já está se debruçando sobre as suas novas ferramentas e funcionalidades. Já estou com a versão RC1 há algum tempo, mas às vezes é difícil ficar “caçando” as novidades. Para ajudar nessa árdua, mas mesmo assim divertida tarefa um artista Frances, que esteve investigando como funcionam as novas ferramentas do Blender 2.46, compilou uma série de vídeos que mostra exatamente a maneira e localização de várias dessas funcionalidades. Esses vídeos estão disponíveis para download no fórum BlenderClan, no total são mais de 15 vídeos que abordam várias das novas ferramentas.

Os títulos dos vídeos estão em Frances. Veja uma lista com algumas das ferramentas abordadas nos vídeos:

  • Modificador Explode: O próprio nome mesmo já diz tudo, esse modificador tem como objetivo explodir objetos, com o auxilio do novo sistema de partículas.
  • Novo sistema de simulação de tecidos – Cloth: Já havia até escrito um tutorial, mostrando como esse sistema funciona, mas mesmo assim é sempre bom ter uma nova referência. O que ele faz? Simula tecidos!
  • Novo modificador Bevel: Essa era uma falha grave do Blender, não fazer bevel nas arestas dos modelos 3d era péssimo para ele como modelador. Qualquer modelador experiente, sabe que adicionar bevel as arestas maximiza o realismo do modelo. Nenhum objeto no mundo real apresenta arestas bem definidas, sempre existe um pequeno chamfro. Com esse modificador agora é possível adicionar de maneira fácil esse chamfro.
  • Novas opções de partículas para simular cabelos: Com o novo sistema de partículas é possível agora controlar de maneira mais precisa a simulação de cabelos. Nos vídeos temos até uma demonstração de como é possível, literalmente pentear e interagir os cabelos com soft bodies.
  • Novas opções para criar Soft Shadows: Agora é possível configurar soft shadows nas sombras do tipo Ray traced do Blender, no vídeo podemos visualizar a maneira correta de usar o recurso.
  • Alterações no mapeamento UV: No novo Blender o mapeamento UV sofreu grandes alterações, inclusive com a extinção do modo de trabalho UV/Face Select. Agora tudo é feito diretamente no modo de edição.

A lista é apenas uma amostra do que você deve encontrar lá, eu mesmo já fiz o download de todos os vídeos para estudar e me atualizar em relação às novas ferramentas. Para essa semana está previsto o lançamento da versão RC3 do Blender, que deve ter um rápido ciclo de correções, para que a versão 2.46 final seja lançada.

Mais uma vez, agora só nos resta esperar para usar a versão estável do Blender, com todas essas novidades!