Diagrama de modelagem 3d técnica

A modelagem 3d em softwares especializados admite diversas abordagens e parâmetros que englobam a parte artística da criação e também os mais técnicos. Em termos de pesquisa e criação de procedimentos para modelagem a criação baseada em técnica é a mais simples de aprender, portanto a mais acessível também para a maioria dos usuários. Já tive a oportunidade de conhecer muitas pessoas que simplesmente não conseguem criar nada usando ferramentas como o ZBrush ou Mudbox, mas são extremamente eficientes com modelagem poligonal. No que se refere a modelagem técnica, a mais comum e estudada é a chamada modelagem poligonal e suas diversas vertentes.

Nas minhas aulas sobre modelagem técnica sempre tento mostrar os procedimentos e técnicas de organização da topologia dos modelos, para permitir a criação dos mais diversos tipos de geometria. Para conseguir isso reuni muita informação sobre organização de topologia, fazendo diagramas e anotações. Mas, sempre é possível localizar mais material novo sobre modelagem 3d técnica. Essa semana encontrei mais uma excelente referência sobre modelagem 3d técnica que aborda a criação de estruturas em curva de 90 graus.

A imagem abaixo mostra bem a estrutura do diagrama:

modelagem-3d-tecnica-diagrama.jpg

O material foi criado usando Flash e se altera quando clicamos na estrutura desejada. Para visualizar o diagrama de modelagem 3d técnica, visite esse link.

As estruturas estão dividias em três grupos:

  • Cross Hatch: Tipo de estrutura em que a organização das arestas determina a suavidade.
  • Tube: Aqui os loops seguem o formato do modelo 3d, ficando a suavização por conta da adição e posicionamento dos loops.
  • Edge Weight: O controle é feito com base na suavização da malha usando modificadores e o parâmetro Edge Weight. Esse parâmetro é muito usado junto com o Bevel.

Esse tipo de diagrama com diversas opções para criação de topologia pode parecer desnecessário para quem já tem muita experiência em modelagem 3d, mas não subestime o potencial dele em resolver problemas de topologia. Ao tentar seguir os exemplos mostrados nas imagens, podemos aprender novas maneiras de criar em 3d e ajudar nos momentos em que precisamos tomar decisões para construir determinado modelo 3d.

Para os usuários iniciantes, a recomendação é tentar reproduzir todos os elementos apresentados e aos mais experientes, recomendo analisar com atenção a estrutura de cada um dos exemplos. Quem sabe tem um deles que você nunca teve a oportunidade de elaborar.

Entenda como funciona a subdivisão na modelagem 3D

Veja como é importante conhecer e visitar tutoriais de outras ferramentas 3d, mesmo que você não utilize essa ferramenta. No último final de semana, eu estava visitando os fóruns da Newtek que é a desenvolvedora do LightWave, quando encontrei um link para a Wiki do LightWave, em que eles comentam as ferramentas de subdivisão. O interessante sobre essa documentação é a parte em que eles explicam como funcionam as ferramentas de subdivisão e suavização de modelos 3d, que está presente em praticamente todas as ferramentas 3d! Por exemplo, você sabe como funciona o método de suavização Catmull Clark? Esse método está presente no LightWave e no Blender 3D também!

No início do tutorial, que pode ser acessado nesse link, eles explicam a matemática envolvida na subdivisão dos modelos 3d. Se você tem interesse em se aprofundar nas teorias envolvidas na modelagem 3d, esse é um ótimo começo. Para mim, esse tipo de texto é mais que importante, posso usar isso para fundamentar as minhas aulas de modelagem, com uma explicação teórica sobre o funcionamento das ferramentas. Sem isso, seria apenas uma orientação sobre a seqüência de botões que você precisa pressionar no software. O ideal mesmo é explicar o conceito, para que você possa aproveitar o conteúdo em vários softwares.

Além da subdivisão básica, o texto aborda e explica vários termos técnicos usados com freqüência na modelagem, como:

  • Ngons: Faces de um modelo 3d com mais de 4 lados ou vértices.
  • Edge Loop: Seqüência de arestas e um modelo 3d, que delimitam a forma de um modelo 3d.
  • Poly Flow: Áreas de um modelo 3d que são ligadas por Grids e que podem receber detalhamento específico. Por exemplo, a parte frontal da cabeça.
  • Grid Mesh: Nada mais que uma Grid (Plano subdividido).

Essa é apenas uma pequena parte do que o tutorial tem a oferecer. No total a Wiki tem oito páginas dedicadas à modelagem por subdivisão, mostrando vários exemplos. Veja a totalidade das páginas nesse link.

O mais interessante de tudo, os textos da Wiki são de autoria dos artistas que usam o LightWave e não da Newtek. Portanto, os textos são de autoria de pessoas envolvidas com o processo de modelagem! Se você está estudando, ou quer saber mais sobre modelagem por subdivisão, para qualquer fim, recomendo a leitura!

Tutoriais de modelagem por subdivisão: Diga não aos Booleans

Quem começa a modelar em qualquer suíte 3d, sabe que existem algumas particularidades nos variados tipos e técnicas de modelagem. Uma dessas técnicas, a chamada modelagem por subdivisão é uma das mais fáceis em termos de técnica, mas requer do artista um apurado senso de planejamento, para a organização das topologias do modelo 3d. Principalmente na organização dos chamados edge loops. Um modelo 3d com edge loops desorganizados, praticamente inviabiliza qualquer tipo de alteração ou ajuste. Para alterar um desses modelos, a única solução é excluir o objeto e refazer do zero.

O que é um edge loop? Os edge loops são compostos pelas arestas das faces que formam um objeto em 3d. Quando essas arestas contornam o objeto, com pouca deformação ou nenhuma deformação, melhor é o modelo 3d. Um dos fatores que mais geram péssimos edge loops são as faces triangulares.

Dentre todas as ferramentas usadas para modelagem, as chamadas operações booleanas são as que mais geram esse tipo de face. Sempre que ensino esse tipo de ferramenta nas minhas aulas, independente da ferramenta 3d, pode ser no Blender 3d ou no 3ds Max, repito constantemente para os alunos; fique longe das operações Booleanas.

Um verdadeiro artista, especializado em modelagem por subdivisão sabe como evitar esse tipo de ferramenta, para gerar modelos 3d limpos e fáceis de editar. Veja o exemplo mostrado na imagem abaixo:

Tutorial de modelagem por subdivisão com Silo 3D

Que tal modelar esse objeto sem usar operações booleanas? Alguns tutoriais sobre o assunto sempre podem ajudar a elucidar o processo de modelagem de objetos 3d “limpos”. Pois, essa imagem faz parte de uma coleção de tutoriais sobre modelagem por subdivisão de um artista 3d chamado Andy Kinsella, ele usa o Silo 3D para elaborar os modelos, mas a sua técnica pode ser usada em qualquer ferramenta 3d. Com os seus tutoriais podemos conferir técnicas de modelagem eficientes, para criar modelos 3d limpos e organizados.

Tudo está em vídeo, que apesar de parecerem básicos, mostram como usar algumas das ferramentas do Silo 3D e também reforçam a boa prática da modelagem 3d limpa.

Para que você possa ter uma idéia sobre os tutoriais disponíveis, compilei uma pequena lista com os títulos ou assuntos de cada um dos nove tutoriais disponíveis:

  • Modelando uma engrenagem.
  • Abrindo um furo em um cubo, sem usar Booleans
  • Como usar a mesma técnica do cubo anterior, para abrir um furo em uma esfera? O próximo tutorial chamado Knock a Hole in a Sphere mostra a técnica.
  • Um dos objetos mais trabalhosos para modelar é um parafuso. O próximo tutorial mostra como modelar esse tipo de objeto.
  • Modelagem uma grade simples.
  • Criando múltiplos buracos sem usar booleans.
  • O autor insiste em abordar técnicas para abrir buracos em objetos, sem usar Booleans.
  • Bordas arredodadas no Silo 3D. Esse tutorial é específico sobre o Silo, mostrando como resolver a modelagem de bordas arredondadas.
  • Para finalizar o autor mostra como modelar aberturas de ventilação em peças metálicas.

A maioria desses tutoriais estão relacionados a algum tipo de discussão nos fóruns oficiais do Silo 3D. Como o artista está diretamente envolvido na elucidação de várias dúvidas sobre modelagem, ele resolveu converter as dúvidas em vídeos.

Então, aproveite a gentileza dele para aprender um pouco mais sobre modelagem por subdivisão.