Como converter arquivos max sem o 3ds Max?

Ao longo do desenvolvimento de qualquer projeto relacionado com visualização ou jogos, você pode encontrar um recurso valioso que pode ajudar no seu ambiente. Mas, você tem um problema. O arquivo está no formato max. Então você se pergunta: Como converter arquivos max sem o 3ds Max?

Os arquivos dos softwares da Autodesk são relativamente difíceis de trabalhar, se você não possui os softwares nativos para cada software. No caso dos arquivos max a coisa é ainda mais complicada, pois você basicamente só consegue abrir os arquivos com o 3ds Max.

Mas, sabia que existe uma forma de converter arquivos max sem o 3ds Max?

Converter arquivos max sem o 3ds Max

Para conseguir converter arquivos max sem o 3ds Max é preciso usar um serviço online chamado Yobi 3D. Nesse serviço você pode fazer o upload de um arquivo max, e solicitar a conversão para formatos como OBJ ou FBX.

Tudo é feito de maneira gratuita!

Será que funciona?

Para testar o serviço, resolvi fazer um teste que envolve pegar um arquivo do 3ds Max na versão 2016 que tem o famoso Utah teapot. Fiz o upload do arquivo para o Yobi 3D e pedi a conversão para OBJ.

converter arquivos max sem o 3ds Max

Depois de algumas tentativas, pois nas duas primeiras a conversão falhou, consegui fazer o download do arquivo OBJ.

Aqui está o Utah Teapot do 3ds Max no Blender!

converter arquivos max sem o 3ds Max

O serviço de conversão é de grande utilidade para artistas 3d que estão desenvolvimento projetos, e acabam precisando de um modelo 3d ou animação em max.

Algumas coisas que você deve tomar cuidado ao converter arquivos max sem o 3ds Max no Yobi 3D:

  • Os arquivos não podem ter mais de 30MB
  • O sistema funciona com uma “fila virtual”. Sua conversão pode falhar por sobrecarga no servidor
  • Dependendo da complexidade do modelo 3d, pode demorar até a conversão ser finalizada

Essa é sem sombra de dúvida a melhor alternativa para converter arquivos max sem o 3ds Max, que é totalmente gratuita.

Aprenda modelagem 3d

Quer aprender modelagem 3d em diversos softwares para uso em jogos ou outros projetos? No EAD – Allan Brito você encontra diversas opções de treinamentos no Blender, 3ds Max e outros:

Qual a diferença entre um FBX em ASCII ou Binário?

Um dos formatos de arquivos mais populares para fazer transferência de informações entre softwares 3D é o FBX, que é usado de maneira ampla em áreas como o desenvolvimento de jogos digitais. O motivo da sua popularidade é a alta taxa de compatibilidade com diversos softwares 3D e engines gráficas como o Unity e Unreal Engine.

Algumas ferramentas como a Unreal Engine inclusive recomendam que você faça uso do FBX como plataforma de inserção de modelos 3D. Algumas vezes você pode precisar fazer pequenos ajustes em arquivos FBX que estão disponíveis em bibliotecas digitais, como é o caso de personagens e até mesmo objetos 3D.

Para quem não conhece o formato FBX, pode acabar encontrando um pouco de dificuldade em importar alguns arquivos que estão salvos em um formato particular. Quais são os formatos disponíveis para arquivos FBX?

Existem duas variações dos arquivos FBX:

  • FBX ASCII
  • FBX binário

Qual a diferença entre eles?

No caso do ASCII o arquivo FBX é nada mais que um documento de texto simples. Sim, caso você queira é possível até mesmo abrir o FBX em um editor de texto simples. Lá você encontra todas as informações das entidades 3D presentes no FBX. Dados como nomes dos objetos, materiais e hierarquias.

Os arquivos binários não são documentos de texto e tem como objetivo serem interpretados por software. Você não pode fazer a edição deles em softwares de texto.

Qual dos dois é melhor? Para fins de produção você deve sempre preferir o formato binário. Por exemplo, ao importar um arquivo FBX em ASCII para alguns softwares é bem provável que os mesmos mostrem uma mensagem de erro.

No momento em que você for exportar um arquivo FBX com objetivo de passar informações para outro software, é importante marcar o formato como sendo binário para evitar problemas de compatibilidade.

Isso significa que nunca devemos usar os arquivos FBX em ASCII? Claro que não! Sempre que for preciso fazer a leitura de informações desses arquivos como texto puro, você pode gerar os mesmos em ASCII.

Tem como converter arquivos FBX de ASCII para binário? Sim, a própria Autodesk oferece uma ferramenta gratuita para fazer essa conversão de arquivo FBX.

Aprenda a fazer modelagem 3D

Quer aprender a fazer modelagem 3D para jogos, arquitetura e animação? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com a criação de modelos 3D para os mais variados fins:

Software gratuito cria árvores 3D para jogos e arquitetura

Um dos elementos que ajudam de maneira significativa na criação de ambientes externos, seja para projetos relacionados com jogos ou então arquitetura é a vegetação. Quando você tem limitações relacionadas com a execução de aplicações tridimensionais é preciso recorrer ao uso de texturas. Nas outras situações é possível usar geometria real para criar vegetação, que acaba sendo uma ótima opção para gerar sombras e volumetria.

Existem diversas bibliotecas que ajudam na criação de áreas com vegetação externa, ao oferecer uma grande variedade de opções para gerar esse tipo de vegetação. Mas, você acaba ficando limitado(a) ao que existe na base de modelos 3D para árvores.

Quer fazer as suas próprias árvores 3D usando um software gratuito? Conheça o incrível Tree It que é uma pequena ferramenta especializada na criação de árvores tridimensionais. Entre os pontos fortes do software está a possibilidade de configurar inúmeros parâmetros para as suas árvores, que depois acabam gerando um arquivo 3D.

Além de ser uma opção totalmente gratuita para gerar árvores 3D o Tree It apresenta uma vantagem em relação ao seu funcionamento, que é a criação de arquivos OBJ. Esse arquivo é uma boa opção? Claro que sim! Os arquivos OBJ estão entre os que oferecem a melhor compatibilidade universal entre softwares, sendo aceito por praticamente qualquer ferramenta.

Os arquivos de árvores 3D gerados pelo Tree It ainda podem adicionar nos arquivos OBJ materiais e texturas, que apesar de serem relativamente simples, pode, ajudar de maneira significativa na atribuição de contexto para as árvores 3D.

Essa é uma ferramenta que pode ajudar muito os artista 3D que estão trabalhando com o desenvolvimento de cenários externos, seja para contextos relacionados com arquitetura ou então jogos digitais. Os arquivos OBJ podem ser usados tranquilamente no Unity ou Unreal Engine.

Já mencionei que o software é gratuito?

Aprenda a criar cenários externos para jogos e arquitetura

Quer aprender a usar esse tipo de recurso nos seus projetos? No EAD – Allan Brito você encontra diversas opções de cursos e treinamentos relacionados com a criação de cenários virtuais:

Juntas e conexões para tubulações 3d

Um dos tipos de modelagem 3d que você não vai encontrar com tanta frequencia é a chamada modelagem tridimensional técnica, que envolve aspectos não relacionados diretamente com o visual dos objetos. Por exemplo, em projetos de arquitetura você vai encontrar com frequencia o visual dos projetos como evidência.

Mas, em determinadas situações será necessário apresentar aspectos técnicos dos projetos. Entre as situações em que esse tipo de elemento se faz necessário são os projetos industriais. Você terá que mostrar nos ambientes as tubulações, aspectos técnicos e outras instalações que geralmente não aparecem na parte visual.

Você tem uma boa biblioteca de modelos 3d e referências para projetos técnicos? Quer adicionar algumas conexões de canos e tubulações em 3D?

Um artista chamado graphicartsattitude compartilhou uma coleção com dezenas desses tipos de objetos 3d no Gumroad. Os modelos 3d estão no formato OBJ, e são compatíveis com os mais diversos softwares 3d. Mas, qual a vantagem em conseguir conexões de tubulações em 3d?

A grande vantagem desse tipo de material é a possibilidade de começar a trabalhar de maneira rápida na modelagem 3d de qualquer visualização técnica. Sem a necessidade de procurar por modelos e padrões relacionados com conexões de tubulações.

É o tipo de coisa que você só percebe que faz falta quando o prazo da modelagem está curto, e a sua falta de prática com esse tipo de objeto acaba demandando um pouco de pesquisa.

Como fazer o download? Para ter acesso ao arquivo de maneira gratuita é preciso visitar o Gumroad. Lá será necessário informar, antes download, o seu email e também um valor para “doar” ao artista. Basta informar zero no campo do valor para começar o download gratuito.

Aprenda a fazer modelagem 3d

Quer aprender a fazer modelos 3d como esses que aparecem nessa coleção de blocos? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com a criação de modelos 3d para os mais diversos contextos. Além da diversidade de temas é possível também encontrar opções para diversos tipos diferentes de softwares:

Pilaf do Dragon Ball modelado no Blender

A prática nos softwares 3d consiste na melhor forma para fixar o aprendizado, e sempre repito para os meus alunos que apenas adquirir conhecimento sobre a função de ferramentas não será de grande utilidade se não colocada em prática. Mas, ai aparece a dúvida sobre qual projeto criar para realizar essa prática?

Entre as abordagens mais recomendadas é a de escolher um personage, cenário ou situação que seja familiar para você. Assim será muito mais fácil encontrar inspiração e motivação para terminar a sua prática.

Um artista compartilhou nos fóruns BlenderArtists um excelente projeto de modelagem com um personagem clássico do universo Dragon Ball. Você lembra do Pilaf? O projeto foi todo realizado pelo artista chamado Seaway e compartilhado em detalhes nos fóruns. Você encontra imagens renderizadas e algumas estruturas em wireframe.

Mas, o interessante do projeto é que o artista compartilha também algumas das técnicas de modelagem usadas para criar detalhes no modelo 3d. Por exemplo, o colar usado pelo personagem ganhou um pequeno tutorial apresentando a técnica. É muito mais simples do que parece, e artistas iniciantes no Blender podem reproduzir o processo sem grandes problemas.

É o tipo de projeto que ao mesmo tempo ajuda a conhecer o potencial do software, e também trás inspiração para quem está iniciando.

Se você está em dúvida sobre qual tipo de projeto realizar para colocar em prática o que foi aprendido, o recomendado é escolher um personagem como esse e tentar reproduzir o mesmo em 3D. Pode ser em qualquer software, desde que você escolha um tema e realize todo o processo do começo até o final.

Isso vai preparar você para situações em que as habilidades de criação são necessárias para projetos comerciais.

O importante mesmo é colocar em prática o que você aprendeu!

Aprendendo modelagem 3d

Quer começar a fazer modelagem 3d no Blender e em outros softwares? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos que podem ajudar a desenvolver essas habilidades: