A evolução da técnica de Chroma Key na produção de vídeo digital

Na criação de vídeos para cinema e TV é possível usar uma técnica muito antiga e que ganha retoques e melhorias ao longo dos anos, permitindo criar efeitos e composições cada vez melhores para contar histórias ou compor cenários. A técnica que me refiro aqui é o famoso Chroma Key, que é conhecida da maioria das pessoas em séries bem antigas. Quem não lembra dos seriados que encolhiam os personagens ou colocavam as pessoas em ambientes espaciais, mostrando uma borda levemente chuviscada em volta dos personagens denunciado o uso do Chorma Key? Com o tempo e a melhoria dos algoritmos de processamento e também na resolução e qualidade dos vídeos é possível criar efeitos impressionantes com Chorma Key.

O processo de produção com esse tipo de efeito é bem simples e envolve apenas alguns cuidados e planejamento criterioso da locação, ou do estúdio usado para fazer a gravação das imagens. O processo é amplamente usado em seriados para TV e filmes que pretendem economizar no uso de locações ou não tem orçamento, para construir ou isolar ruas inteiras de cidades.

No vídeo abaixo, podemos conferir diversos exemplos de produções e seriados que usam a técnica para economizar na produção, fazendo a composição de atores reais com cenários em fundo verde ou azul. O nível de sofisticação e composição é impressionante, pois os vídeos inclusive tem o ângulo e enquadramento da câmera planejados para se encaixar perfeitamente nos efeitos.

Repare que até mesmo em tomadas externas comuns o processo é utilizado para evitar levar grandes equipes para gravações externas. O plano de fundo pode ser gravado de maneira independente com uma equipe fazendo apenas a captura das imagens, sem a necessidade de levar atores e equipes de apoio para rua. Tudo fica concentrado no estúdio, para depois ter o plano de fundo adicionado na pós-produção.

A maioria dos softwares de edição não linear como o Adobe Premiere e o Final Cut da Apple permite criar esse tipo de efeito, mas o uso de softwares mais sofisticados como o Fusion, Shake e outros pode ajudar no refinamento do processo. Quando é necessário usar elementos em 3d a coisa complica um pouco mais, pois é necessário usar marcações no cenário e câmera tracking para sincronizar a câmera real com a virtual. Mas, ainda assim é perfeitamente possível e barato fazer esse tipo de efeito com os softwares e hardware disponível hoje em dia.

Tutorial After Effects: Ajustanto o tempo de vídeos com Time Remapping

O trabalho de edição e ajustes em vídeos está diretamente relacionado com o de animação 3d, pois um dos componentes principais da animação é a matéria-prima em ambas as áreas. O ajuste do tempo em que as ações acontecem é fundamental para conseguir criar movimento e passar a dinâmica necessária, seja nos cortes do vídeo como o movimento dos personagens. Algumas vezes esse trabalho de edição exige que o artista faça alterações na velocidade do movimento, muito comum em clips de vídeo montados com base em vários trechos menores. Para enfatizar uma determinada cena ou movimento, o video designer acaba fazendo com que o trecho seja exibido em câmera lenta.

Esse tipo de edição pode ser realizado em vários softwares, seja ele o Adobe Premiere ou Final Cut da Apple, mas hoje vou mostrar como isso pode ser realizado usando o After Effects da Adobe, que é muito usado para trabalhar com pós-produção de animações e vídeos comerciais também. O tutorial abaixo mostra como é possível selecionar apenas um trecho na timeline do After Effects e alterar o tempo do vídeo, para criar o efeito de câmera lenta necessária para enfatizar uma parte do vídeo.

No vídeo, o autor do tutorial precisa selecionar um trecho do vídeo e para isso ele clica com o botão direito do mouse sobre o vídeo na timeline, e no menu Time escolhe a opção Enable Time Remapping que adiciona automaticamente dois keyframes no vídeo.

Os dois keyframes adicionados a timeline são a base do processo de edição. O próximo passo depois que os keyframes estão na timeline é prolongar um pouco o tempo do vídeo, puxando a borda deste um pouco mais para a direita. Depois, que o vídeo está redimensionado é possível adicionar manualmente mais dois keyframes, sendo um no final e outro no início do vídeo. O objetivo desses keyframes é isolar a área do vídeo que deve receber a alteração no movimento. No trecho entre o segundo e terceiro keyframes teremos o vídeo sendo reproduzido em câmera lenta.

Com isso, basta fazer os ajustes necessários na posição dos keyframes na timeline do After Effects para determinar quais partes do vídeo devem ser reproduzidas com velocidades bem mais baixas que o normal.

Tutorial Adobe Premiere PRO: Como fazer animação de textos no Premiere?

O Adobe Premiere é muito famoso pelas suas funções de edição e montagem de vídeo, mas uma das grandes vantagens de fazer edição nele, assim como no Final Cut da Apple é a possibilidade de trabalhar com elementos extras no vídeo, como a adição de textos e efeitos nos diversos trechos da edição. Muitas pessoas sabem apenas usar a função de montagem do texto, deixando um pouco de lado a parte das legendas e efeitos do Premiere. Para ajudar quem está nessa situação, encontrei um ótimo tutorial que mostra todo o processo de criação, configuração e tratamento de elementos textuais, para utilização em projetos no Premiere.

O tutorial está em vídeo e dividido em duas partes. Essa é a parte 1:

A primeira parte do tutorial mostra o autor do vídeo usando o Adobe Title Designer para criar a parte textual. Essa ferramenta funciona como um software auxiliar do Premiere, em que estão disponíveis várias opções apenas para elaborar textos, usados nos projetos de vídeo. Pela resolução do vídeo fica difícil de perceber, mas além daquela enorme lista de prestes prontos, com várias opções de formatação para o texto a ferramenta disponibiliza, controles detalhados para o texto. Eles são tão detalhados que é possível até comparar a formatação dos textos dele, a que é realizada por ferramentas ainda mais especializadas em tipografia como o Indesign CS3.

Depois que o texto está criado, ele salva e adiciona a palavra no stage do Premiere, para começar a trabalhar com a adição de keyframes no menu Effects Controls. Esse é o menu mais importante para criar animações e ejustes avançados no Premiere.

Agora a segunda parte do tutorial:

Nessa parte o autor mostra algumas opções extras de configuração para a animação do texto. Por exemplo, ele mostra uma opção muito semelhante a criação de uma trajetória de animação para o texto criado, em que o artista pode fazer edições e ajustes na curva da animação, para criar efeitos ainda mais elaborados.

Bem, com esses tutoriais fica mais fácil compreender o processo de criação desse tipo de animação com o Premiere. Quem sabe até você tenha aprendido que o Premiere, assim como o Final Cut não apenas editam e montam vídeos, mas permitem que o artista trabalhe com textos integrados ao vídeo, com animações controladas por keyframes.