Adobe After Effects e Illustrator explicam a crise econômica mundial

O que é possível fazer quando se tem o domínio das técnicas de animação? Bem, com o domínio dos princípios da animação como Easing e Timing, um artista pode explicar ou criar material rico visualmente em qualquer área do conhecimento. Por exemplo, você já pensou em explicar para alguém usando apenas computação gráfica a recente crise econômica? Seria um desafio e tanto para qualquer pessoa, elaborar um roteiro com gráficos e animação que explique algo que é representado basicamente por fatos e números.

Nesses momentos é que o artista pode fazer a diferença, como fez um estudante de produção Multimídia chamado Jonathan Jarvis. Na verdade, quem explica a crise de crédito é ele, e não o Adobe After Effects e Illustrator, como diz o título do artigo. Essas foram às ferramentas que ele usou para criar a seguinte animação:


The Crisis of Credit Visualized from Jonathan Jarvis on Vimeo.

Como você pode ter percebido, o autor usou basicamente vetores e animação no After Effects para elaborar um verdadeiro infográfico animado. Claro que para conseguir chegar nesse resultado, ele precisou trabalhar com um roteiro e outros preparativos, como a criação de storyboards.

O vídeo serve também como exemplo de que não é apenas com softwares 3d que podemos conseguir criar trabalhos de animação, basta conhecer a técnica muito bem aplicada pelo autor, para que imagens estáticas tomem vida.

Quer identificar esses princípios de animação no vídeo?

Recomendo que você assista ao material novamente e perceba como os movimentos dos objetos, sempre são suavizados com easing. No início ou final do movimento, os objetos acabam acelerando ou desacelerando. Outro ponto importantíssimo é o timing, em que os objetos têm movimentos sincronizados para promover reações e interação.

Esses são apenas alguns dos princípios usados na animação.

O vídeo também é um ótimo exemplo de aplicação da computação gráfica para a criação de infográficos. Muitos artistas 3d tem seu foco direcionado apenas para a animação dramática, mas existe um grande mercado para a criação de mídia animada. Quanto mais os meios de comunicação se adaptam a internet, mais será necessário transformar texto em multimídia, por meio de infográficos.

Esse é um mercado com grande potencial, e pouca gente especializada. Quem sabe o seu futuro não é concorrer com a Pixar?