Tutorial Maya: Criando um pé reverso para animação de personagens

A construção de uma estrutura de controle para personagens virtuais é uma das tarefas mais trabalhosas em computação gráfica 3d, pois dependendo do personagem, pode ser necessária uma grande quantidade de ajustes para conseguir bons efeitos e controles no personagem para animação. Quando trabalhamos com personagens bípedes ou que tenham pés articulados como os humanos, um dos tipos de ajuste que os animadores sempre procuram realizar é o do chamado pé reverso. Esse tipo de ajuste é evidentemente focado no controle e articulação dos pés dos personagens, e seu intuito é basicamente o de ajudar na animação.

A imagem abaixo mostra um exemplo da configuração da perna de um personagem usando o Reverse Foot. A imagem foi criada usando o Blender 2.4x e ilustra bem o conceito do pé reverso. Muitos animadores ainda tentam reproduzir a estrutura dos ossos de um personagem, seguindo a sua fisiologia real. Isso está completamente errado, pois mesmo sendo biologicamente correto, o processo de animação não é facilitado com o uso desse tipo de configuração.

ikReverseFoot.jpg

Como criar um pé reverso para personagens no Autodesk Maya?

A criação desse tipo de configuração de ossos não é simples em nenhum software 3d, pois é necessária uma grande quantidade de ajustes e constraints, mas no vídeo abaixo que está dividido em duas partes, você vai aprender a criar esse tipo de configuração nos bones do Maya e aplicar os constraints corretos para criar o pé reverso.

O segredo para conseguir criar um pé reverso em qualquer software é visualizar com antecedência o que cada bone vai fazer no conjunto completo do pé. Portanto, é muito importante que você faça uma boa pesquisa por referências sobre o Reverse Foot no próprio Youtube, procurando por exemplos de pés já criados por outros artistas. Nos vídeos apresentados como exemplo desse artigo, o artista segue esse mesmo princípio, mas criando a estrutura com o Maya em mente.

A parte complicada do pé reverso são os bones de controle que precisam ser ajustados para controlar o movimento e a rotação da estrutura. Depois que o Rig está pronto, podemos perceber como é fácil animar um personagem usando esse ajuste do pé reverso.

Tutorial Maya: Usando o Weight Paint

O uso de vários softwares 3d como base para a sua produção pode ser um pouco confuso no início, mas com o tempo isso acaba se tornando uma grande vantagem. Sempre defendo que não é importante apenas conhecer o software a fundo, mas compreender o conceito por trás de cada opção e como isso pode ser aplicado em outros softwares. Na área de animação de personagens é muito comum o uso do termo Weight Paint para controlar o peso que cada um dos bones terá sobre partes específicas da malha nos personagens. Esse peso pode ser traduzido para influência na deformação, sendo com o uso dessa ferramenta Weight Paint que podemos controlar a sua intensidade.

Um fato interessante sobre o Weight Paint é que ela é um exemplo claro de como podemos aplicar os conhecimentos de uma ferramenta em vários contextos. Por exemplo, o vídeo abaixo mostra o processo de edição do Weight Paint no Autodesk Maya, que para muitos é uma ferramenta complexa e difícil de usar. Mas, com o conhecimento prévio de como funciona o Weight Paint em ferramentas como o Blender ou 3ds max, podemos entender de maneira rápida como funciona o processo no Maya.

A primeira parte do vídeo não aborda necessariamente o uso do Weight Paint, pois o artista faz uma rápida introdução ao processo conhecido como Binding no Maya, que é a ligação de uma estrutura de polígonos a um conjunto de bones. O processo é demonstrado com o uso de um cilindro poligonal que pode ser reproduzido de maneira rápida em qualquer versão do Maya.

No final do vídeo o autor mostra como podemos selecionar o nome de cada um dos bones e editar a influência que cada um deles possui na malha poligonal, selecionando tudo com base em cores. É por isso que o nome da ferramenta é Weight Paint, pois literalmente iremos pintar as influencias sobre a malha poligonal. Por mais incrível que isso possa parecer, podemos aproveitar essa mesma técnica para trabalhar com soluções idênticas no 3ds max, Blender e vários outros editores 3d.

Essa é a razão pela qual sempre recomendo que as pessoas estudem o conceito por trás do funcionamento de cada ferramenta. Nesse caso, você poderá aprender mais sobre o Weight Paint e como ele funciona no Maya.