Tutoriais de composição e modelagem com Blender 3D

Nos últimos dias foram publicados na web alguns tutoriais de alto nível sobre o Blender 3D, abordando aspectos bem diferentes da ferramenta como a modelagem 3d de um inseto e a composição de uma cena simples. O primeiro tutorial foi publicado hoje por um artista chamado Ricardo Varetti, sendo que apesar de abordar uma cena de baixo nível de complexidade, ele conseguiu atribuir um nível de realismo a cena muito bom, com o uso dos nós de composição do Blender 3D. A cena consiste na imagem de uma série de pilhas, distribuídas sobre uma superfície abstrata que lembra muito o ambiente de um estúdio.

Apesar do ótimo grau de realismo, o render usado para gerar a cena foi o interno do próprio Blender 3D, usando apenas o Ambient Occlusion para melhorar a iluminação. Um excelente vídeo com a demonstração de como a cena está organizada foi publicada no Vimeo, e caso você visite a página do vídeo pode assistir ao material em alta definição, em tela cheia é possível visualizar os detalhes na interface do Blender 3D.

blender compositing breakdown from TimmY on Vimeo.

A organização da cena pode ser visualizada sem maiores problemas, mas sem uma explicação dos efeitos usados na composição dos nós, que ficou demasiadamente complexa, o vídeo serve apenas como uma demonstração do que pode ser feito com o uso dos nós. O artista separou a cena em várias camadas de renderização, para depois mesclar tudo com os nós de composição. Vários efeitos diferentes foram compostos usando os nós, desde reflexões até o efeito de profundidade na cena.

Já no segundo tutorial que só pode ser assistido no Vimeo mesmo, o artista Sebastian König mostra o processo necessário para modelar uma mosca usando subdivisão no Blender 3D. Esse tutorial pode ser usado como referência para a criação de objetos semelhantes, pois o acompanhamento do mesmo é mais simples que o primeiro.

A técnica de modelagem 3d usada pelo artista já é conhecida da maioria dos artistas 3d, portanto basta seguir os passos exibidos no vídeo, para conseguir criar um modelo semelhante. Mas, mesmo parecendo simples de seguir, a topologia criada pelo artista é complexa e exige muita paciência para ser reproduzida. O que faz desse vídeo um excelente tutorial para artistas interessados em desafios de modelagem, inclusive as pessoas que usam outros softwares, pois a técnica da subdivisão pode ser reproduzida em praticamente qualquer software 3d.

Palestra complete sobre pêlos e cabelo em 3d no Houdini 9.5

Está ai um dos pontos positivos de uma concorrência saudável entre empresas diferentes que precisam angariar, novos artistas 3d para usar seus softwares. Veja o exemplo da SideFX que constantemente publica no seu web site, vários tutoriais e material em vídeo, mostrando como o Houdini funciona, em alguns dos seus aspectos mais fortes, como na simulação física e animação de personagens. Essa semana, mais um ótimo tutorial sobre um assunto que gera muitas dúvidas em artistas 3d iniciantes foi publicado no site, o assunto é simulação de cabelos e pelos em personagens virtuais.

O tutorial foi gravado durante uma apresentação na Siggraph e é narrada por Derrick Moser, um dos desenvolvedores do Houdini, que comenta vários aspectos interessantes da criação de pêlos em ambientes 3d.

O primeiro aspecto que ele comenta é relacionado com as características dos modelos 3d, que é a aplicação desse tipo de efeito em qualquer geometria em poses estáticas e principalmente, combinar efeitos de dinâmica para fazer com que os pêlos aplicados em objetos com movimento, possam interagir com campos de força, como vento e partículas.

Como forma de demonstrar o exemplo, ele aborda a criação e configuração de um personagem digital semelhante a um ciclope, sem braços e apenas duas pernas. Apesar de parecer simples, até que a concepção desse personagem ficou interessante.

Um aspecto interessante em relação ao Houdini, que confirma algo que sempre comento com meus alunos, é que a interface dessas ferramentas 3d é muito semelhante. Por exemplo, a primeira coisa que é mostrada no software é um Shelf, muito parecido com o existente no Maya.

Todo o processo é gerenciado com parâmetros na interface e nós de composição. Em poucos cliques de mouse já é possível começar a trabalhar com os pêlos no Houdini. Depois, boa parte do processo de edição é dedicada ao ajuste da aparência desses pêlos.

Para quem gosta de detalhes técnicos, a palestra fala também de diversos aspectos interessantes sobre a maneira como os pêlos são criados no Houdini. Desde a sua concepção até o funcionamento interno e o relacionamento dos filamentos com os polígonos dos modelos 3d.

Outra parte interessante é relacionada com a aplicação de materiais do tipo Anisotropic nos filamentos, para atribuir maior grau de realismo aos pêlos.

No total, são mais de 40 minutos de vídeo (130 MB)! Para fazer o download, visite esse endereço para acessar a página da SideFX com a descrição da palestra sobre simulação de pêlos em 3d com o Houdini.