Projeto de hospital mostra evolução em visualização arquitetônica

A apresentação de projetos para arquitetura sempre foi tema relegado ao apoio no processo de marketing e vendas de projetos já concluídos, mas estamos recebendo cada vez mais empreendimentos no Brasil e o volume de novos projetos e principalmente a concorrência, acabará nivelando essa demanda e trazendo um novo patamar para a visualização. Em outros países existe a tradição de contratar serviços de visualização para ajudar na venda de projetos para grupos de investidores, que tem o potencial de comprar a idéia e financiar a obra. Como a visualização explica muito melhor a natureza de um projeto do que um conjunto de desenhos técnicos, essa fase do projeto recebe muita atenção.

Antes da computação gráfica, os artistas dedicavam seu tempo a representar projetos usando técnicas tradicionais de pintura em aquarela e aerografia. Ainda lembro da época de faculdade, em que consultava livros sobre visualização totalmente baseados em pintura e aerografia. Esse tipo de material hoje é impraticável de aplicar em projetos de visualização, pois demoram muito e não geram animação.

arquitetura_aquarela.jpg

Exemplo de ilustração em aquarela. (Autor: http://artanddesignstudio.com)

Como é a visualização para arquitetura moderna? Um dos melhores exemplos de como essa área está em constante evolução é o último trabalho do estúdio americano Neoscape, que apresenta o projeto de um hospital chamado Cedars-Sinai Medical Center.

Repare como a apresentação de um projeto começa a se misturar em diversos aspectos ao cinema, pois o vídeo apresenta:

  • Filmagem com locações reais;
  • Atores para representar os habitantes do espaço;
  • Montagem com Chroma Key;
  • Técnicas de montagem baseadas em cinema/TV;

Além da qualidade técnica dessa animação, os recursos empregados para mostrar o projeto impressionam pela quantidade de recursos visuais, consequentemente o custo desse tipo de apresentação pode muitas vezes custar uma parcela significativa do projeto. Nesse ponto, entra a vantagem de ter um tipo de apresentação que pode impressionar tanto as pessoas, que o projeto é aprovado sem grandes questionamentos.

Principalmente em projetos de hospitais que apresentam um dos mais difíceis programas de requisitos para arquitetura, por mais que se queira explicar o funcionamento da estrutura, os desenhos técnicos não são suficientes para explicar todos os detalhes do projeto.

Quando será que teremos esse nível de representação como requisito comercial no Brasil? Qualidade técnica existe, mas poucas empresas e escritórios estão dispostas a pagar o preço desse tipo de material.

Você conhece algum trabalho de destaque produzido por estúdios brasileiros? Indique nos comentários para que possa divulgar!

Autodesk Homestyler: Design de ambientes gratuito na web

A criação de designs ou estudos para o mercado da construção civil sempre foi um desafio para as pessoas leigas no assunto, e que não tinham acesso aos softwares ou técnicas usadas no desenho técnico. Os esquemas criados sem o uso de escala ou dimensões nunca batiam com o projetado por arquitetos ou outros profissionais, quando os mesmos eram passados para softwares de CAD como o AutoCAD. Com o uso de ferramentas simples de criar e desenhar ambientes como o SketchUp isso tende a mudar, mas ainda é necessário instalar o software e fazer diversas alterações na interface para criar algo. Um projeto da Autodesk que tinha o nome código de Dragonfly propunha uma mudança nesse paradigma, trazendo a parte do design e layout de ambientes para a Web.

A proposta era bem simples e inovadora: criar um sistema baseado apenas em internet em que as pessoas possam criar ambientes 3d com o uso de medidas e blocos de mobiliário. Depois de um bom tempo em fase experimental, agora o sistema mudou de nome e está em beta. Ele se chama Autodesk Homestyler e pode ser usado de maneira gratuita por qualquer pessoa.

O vídeo abaixo mostra uma demonstração de como o Homestyler funciona:

O processo de criação com esse tipo de sistema é muito simples, e deve inclusive agradar profissionais da área como designers de interiores e arquitetos. A grande vantagem do sistema é que você não precisa instalar absolutamente nada no seu computador para que ele seja executado, pois o mesmo é baseado totalmente no Flash Player que já está instalado em quase todos os computadores do mundo.

Mesmo com a onda de críticas que o Flash Player tem recebido por parte de empresas e usuários, principalmente da Apple e usuários do Safari no Mac Os X, os testes que fiz no Homestyler rodando no Safari e Mac Os X foram bem estáveis.

Um dos grande chamarizes para o desenvolvimento de projetos ou estudos nessa ferramenta, é a possibilidade de usar blocos e mobiliário de empresas de renome. Basta começar a desenhar algo em 3d e escolher no painel da direita uma grande quantidade de móveis e objetos, para enriquecer o estudo criado na ferramenta.

Agora só falta implementar um botão de render na interface!

A oferta de softwares na Web é uma tendência na Autodesk, e muito já se comenta entre usuários dos softwares da empresa que em breve teremos que assinar um serviço até mesmo para usar o software. A licença de uso não será mais concedida por tempo indeterminado como acontece hoje. O Homestyler é apenas o começo.