Tutorial básico sobre o Realflow para gerar fluidos em 3d

As animações que fazem uso de simulações baseadas em física precisam de muito poder de processamento para gerar animações simples, devido a quantidade de polígonos necessários para gerar simulações com elementos como fluidos. Nesse tipo de situação é interessante possuir algumas vezes softwares especializados para determinadas tarefas como é o caso de fluidos. E para trabalhos como esse, o Realflow é um tipo de software que atende muito bem as necessidades de projetos por ser especializado nesse tipo de simulação.

Para quem não sabe ainda trabalhar com o Realflow, encontrei um tutorial básico que mostra como funciona a ferramenta de maneira rápida e direta. No vídeo abaixo você aprende a adicionar primitivas geométricas do próprio Realflow, e elementos que permitem gerar a simulação como gravidade e o particle Mesh. Por incrível que pareça esses são os únicos requisitos para conseguir criar uma simulação básica com o Realflow.

Depois que está tudo configurado, basta pressionar o botão “Simulate” para visualizar a animação com fluidos sendo gerada pelo software. A qualidade da simulação produdiza no tutorial é simples, mas pode ser incrementada de maneira significativa usando os controles do Realflow.

O ponto negativo desse tipo de ferramenta é que você precisa investir em outra licença de software para conseguir completar seus projetos. Para quem já está com o orçamento apertado, ter que investir em softwares especializados para tarefas como física pode ser um grande complicador. Por isso, sempre sou favorável a utilizar os recursos da sua suíte 3d, pois a grande maioria dos softwares como o Maya ou Blender, possuem ferramentas para simular fluidos de maneira nativa. Mas, o consumo de recursos computacionais para gerar a animação ainda continuam altos.

Aprendendo a trabalhar com fluidos em 3d

Se você quiser aprender a trabalhar com fluidos usando um software gratuito, recomendo uma visita a página do curso sobre animação baseada com física com Blender. No curso você aprende a usar os recursos que o Blender oferece para gerar animação com física, e inclusive fluidos. Essas animações podem ser salvas como seqüências de imagem em PNG para fácil composição posterior em softwares como o After Effects ou mesmo Premiere.

A melhor parte, é que o Blender é um software gratuito e pode substituir o Realflow em várias situações.

Simulação de oceanos com Realflow

O uso de softwares e técnicas especiais para simular líquidos em grandes superfícies foi problema em quase todos os grandes projetos de animação, ou mesmo efeitos especiais. A solução para grandes estúdios e empresas especializadas em efeitos, era investir em solucoes desenvolvidas internamente e investir grandes quantias nesses softwares. Depois de certo tempo, começaram a surgir soluções baseadas em softwares especializados como o Realflow, fumefx e outros. Mas, ainda era necessário trabalhar com render de superfícies complexas e difíceis de manipular.

Sempre estou procurando informações sobre projetos que utilizam fluidos em larga escala, como forma de pesquisa para minhas aulas. Essa semana encontrei um vídeo que impressiona pela qualidade e complexidade.

O vídeo abaixo é uma animação que foi produzida e renderizada com dois softwares sendo o primeiro o Realflow e o Maxwell Render. O primeiro é especializado em simulacoes de fluidos e gases, e o renderizadores é um dos softwares que utilizam algoritmos baseados em física real para renderizar imagens. O seu sistema de render é semelhante ao LuxRender, Indigo, FryRender e outros softwares.

A simulação consiste na representação de uma embarcação que esta sofrendo bastante, pois a superfície de líquido na qual ele está, apresenta grande turbulência e ventos fortes, fazendo com que ondas atinjam em cheio o navio.

O realismo da simulação já está excelente em termos de animação e elementos. Mas, a renderizacao e finalização aplicada pelo Maxwell Render adiciona outro nível de realismo a cena. Como o render é baseado em física real, a iluminação gerada no vídeo é de boa qualidade, assim como os materiais que são aplicados nas superfícies do cenário, navio e principalmente no fluido que representa o oceano.

Já o segundo vídeo que ilustra esse artigo mostra outra simulação de oceanos gerada usando o Realflow, mas dessa vez o objetivo é bem específico. Esse vídeo faz parte de um making of para o próximo filme da série das Crônicas de Nárnia.

No vídeo podemos conferir diversos exemplos de como é possível integrar material gerado com o Realflow com filmagens reais, e o uso de referências para conseguir gerar o comportamento correto do fluido para os efeitos. Até pouco tempo atrás, esse tipo de animação seria gerada usando miniaturas ou montagens em animação manual.