Curso completo e gratuito sobre MAXScript básico para 3ds max

Os meus alunos sempre me fazem diversas perguntas nas minhas aulas de computação gráfica 3d, e entra as que mais escuto está o seguinte questionamento: “como me diferenciar no mercado?”. Essa e uma pergunta difícil de responder, que poderia muito bem ser rebatida com um simples “seja o melhor”. Mas, então eu receberia outra pergunta: “O que estudar para ser o melhor?”. Em uma área dominada por artistas 3d que podem aprender o básico do software em pouco tempo, muitas vezes é preciso se desviar um pouco do caminho para obter destaque.

Uma das coisas que sempre recomendo para meus alunos é o investimento não apenas na parte visual da ferramenta 3d que ele escolhe estudar, mas também na parte de rotinas baseadas em scripts. Esse tipo de conhecimento é muito valorizado em estúdios, pois com ele é que podemos economizar tempo criando rotinas para automatizar processos antes repetitivos.

Por exemplo, para os usuários de 3ds max uma boa solução é aprender um pouco sobre MAXScript que é a linguagem de script disponível para o 3ds max. Com esse tipo de ferramenta podemos trabalhar com projetos de animação de maneira muito rápida, pois será possível elaborar ferramentas personalizadas para trabalhar com qualquer tipo de projeto. Nesse último final de semana encontrei um recurso que pode ajudar a todos que estejam interessados em aprender mais sobre scripts para 3ds max. Um curso básico e gratuito sobre MAXScript para 3ds max está disponível nesse canal do Vimeo. O instrutor dos vídeos é ninguém menos que Jon Wainwright, o criador do MAXScript.

O material está dividido em 26 lições em que o autor do material explica o funcionamento do MAXScript e ajuda a desenvolver algumas ferramentas interessantes. Por exemplo, no vídeo abaixo podemos acompanhar a explicação sobre o funcionamento de um script que distribui árvores nas laterais de uma estrada, ajudando a povoar o cenário com vários modelos 3d.

5.6 TreePlanter – Scene Generation using Mesh Sampling from JohnW on Vimeo.

O único ponto negativo, caso você tenha assistido um dos vídeos, é que o material está todo gravado usando o 3ds max 5. Sim, pode até paracer muito antigo, mesmo sendo um pouco velho o conteúdo apresentado mudou muito pouco em versões mais recentes do 3ds max.

Recomendo assistir e estudar com muito cuidado e atenção ao material para aplicar de maneira correta os conceitos nos seus projetos. Quem sabe assim você já não começa uma nova fase nos seus estudos sobre modelagem 3d e animação?

Apostila gratuita sobre programação em Python com Blender 2.5

O conhecimento de linguagens de programação é de fundamental importância para qualquer pessoa envolvida com a manipulação de grandes quantidades de informação, pois com o uso inteligente desse tipo de ferramenta, podemos economizar horas de trabalho repetitivo. Isso se aplica até mesmo em profissionais que trabalham com a parte mais artística da modelagem 3d e animação. Se você já trabalhou em projetos envolvendo esses tipos de conhecimento, já deve ter percebido que existe uma grande quantidade de tarefas repetitivas. Agora, o mais interessante é que em algumas situações as tarefas mudam de acordo com o projeto. Portanto, fica difícil criar ferramentas que ao mesmo tempo sejam universais e ajudem os artistas a trabalhar com praticamente tudo.

Devido a isso, podemos dispor de linguagens de script em todos os grande softwares de animação e modelagem 3d. Por exemplo, no Maya usamos MEL e no 3dsmax MAXScript. Mas, entre essas linguagens a que se mostra mais universal é o Python. Já podemos aproveitar scripts em Python no Blender, Softimage, Houdini e até mesmo no 3dsmax com o uso do módulo criado pelo Blur Studio para adaptar ferramentas criadas em Python para MAXScript.

Caso você seja usuário do Blender e queira começar a aprender a programar em Python, consultando diversos exemplos já no Blender 2.54. Existe uma apostila gratuita sobre Python com Blender que pode ser copiada nesse endereço.

blender-python-free-ebook.jpg

São 74 páginas recheadas de exemplos e dicas abrangendo os seguintes temas:

  • Edição de objetos do tipo Mesh
  • Materiais e texturas
  • Criação de objetos
  • Organizando texturas UV
  • Hierarquias para animação
  • Manipulação de câmeras
  • Renderização
  • Ajustes para curvas

Esses são apenas alguns dos assuntos disponíveis nesse material. A apostila não vai ensinar a trabalhar com Python desde o início, mas apresenta a vantagem de já mostrar exemplos de como realizar algumas tarefas simples usando o Blender 2.54, como a criação de primitivas geométricas. A exemplificação dos procedimentos é de grande ajuda, pois pode levar a adaptação dos scripts para tarefas mais complexas.

O material é recomendado a todos que usam o Blender e querem expandir um pouco mais os seus projetos, criando ferramentas personalizadas. Conhecer esse tipo de linguagem é um grande diferencial para qualquer artista.