Tutorial SketchUp e V-Ray: Usando luzes fotométricas para arquitetura

O uso de luzes fotométricas é extremamente importante para qualquer artista interessado em desenvolver projetos e renderizações realistas, independente do software ou renderizador utilizado. Para quem não sabe ou nunca trabalhou com esse tipo de arquivo, uma luz fotométrica armazena em arquivos com extensão “ies”, os dados em formato de texto de como uma fonte de luz se comporta. Portanto, podemos associar esse tipo de dado em fontes de luzes virtuais, para fazer com que as mesma se comportem exatamente como as suas referências no mundo real. É o mais próximo que temos em termos de fidelidade entre a iluminação real e a virtual.

Quando a técnica é usada em conjunto com renderizadores poderosos, como a maioria dos renders do tipo Unbiased (Maxwell Render, LuxRender, FryRender, Indigo Renderer e outros). Caso você nunca tenha usado esse tipo de renderizador, encontrei um excelente tutorial para iniciantes, abordando o uso da técnica no sketchUp e renderizando com o V-Ray. Apesar do V-Ray para SketchUp ser muito criticado por usuários avançados, pela falta de diversos recursos existentes na interface do 3ds Max que desaparecem no SketchUp, ele ainda é um ótima e poderosa opção para renderizar no SketchUp.

O tutorial sobre luzes fotométricas no V-Ray e SketchUp está salvo em PDF e pode ser copiado no link indicado no início desse parágrafo.

tutorial-sketchup-vray-luzes-arquitetura.jpg

No tutorial podemos acompanhar todos os passos necessários para ajustar uma luz no V-Ray para receber o arquivo IES, que fará com que a mesma adote as características físicas descritas no arquivo IES. Isso é feito no menu Light Editor do V-Ray em que podemos carregar um arquivo externo logo abaixo do sampling.

Depois de feito isso, basta configurar o render sem nenhum tipo de iluminação além das luzes fotométricas do próprio V-Ray, e teremos uma imagem realista e com valores corretos das luzes.

Esse procedimento é útil para todos os artistas 3d, principalmente se você trabalha com renderização de interiores para arquitetura. Como eventualmente um dos pontos de luz do ambiente deve estar acionado, para auxiliar na iluminação, a escolha de luzes fotométricas pode ajudar a criar o efeito desejado.

Se você é usuário do SketchUp e V-Ray, agora já sabe como fazer para aproveitar mais esse recurso na renderização.

Usando cenas para organizar projetos no SketchUp 7

O lançamento do SketchUp trouxe muitas ferramentas novas e opções para quem trabalha com modelagem 3d, principalmente as pessoas envolvidas com maquetes eletrônicas. Como forma de divulgar e explicar para sua base de usuário, alguns desses recursos do SketchUp 7 a equipe responsável pelo software no Google, publicou um ótimo tutorial sobre a ferramenta Scenes. A sua função é bem simples, e consiste na criação e organização de cenas para projetos. Mas, essa não é uma ferramenta própria de animações? Como é que as cenas podem ajudar no SketchUp?

Por exemplo, no Blender 3D a ferramenta de cenas cria divisões dentro de um mesmo arquivo como se fossem projetos independentes que compartilham os mesmos recursos de materiais, texturas e modelos 3d. Esse tipo de ferramenta é fantástica para animação, pois permite que um mesmo projeto possa ficar organizado em um arquivo único.

No SketchUp o conceito foi modificado, mas mantém o mesmo nome. Com as cenas do SketchUp podemos salvar estados, ou configurações de um projeto que possam ser aproveitadas.

O tutorial em vídeo mostra um exemplo de projeto que usa as cenas do SketchUp para organizar estilos de linhas, posição do sol e até mesmo o local da câmera. Quando criamos essas cenas no nosso projeto, algumas abas ficam disponíveis na parte superior da interface do SketchUp. Assim é possível mudar de cena e configurações de maneira rápida, basta escolher no nome da cena desejada.

Se você ainda acha que esse tipo de recurso não tem utilidade alguma, talvez a necessidade de elaborar uma apresentação de projetos mude a sua idéia sobre as cenas do SketchUp.

Imagine a seguinte situação; você tem um modelo 3d que precisa ser apresentado para um cliente ou equipe, mas não tem tempo de renderizar uma animação no 3ds Max ou Blender. Com as cenas do SketchUp é possível fazer pequenas transições de câmera e até mesmo apresentar textos, apenas com os cliques no nome da cena.

Por exemplo, crie as seqüências de posições de câmera necessárias e textos. Os textos e elementos auxiliares da apresentação podem ser armazenados em Layers e controlados no momento em que a cena for criada. Adicione um texto explicativo do projeto e crie uma cena, lembrando de marcar a opção “Visible Layers”, assim é possível controlar o que é exibido e omitido em cada cena.

Nesse ponto a criatividade e a necessidade de cada cena é que determina a configuração. Um pequeno storyboard pode ajudar muito nessa hora. Esses são os itens que podem ser controlados com o uso de cenas:

  • Posição da câmera
  • Geometria oculta
  • Layers visíveis
  • Planos de corte ativos
  • Estilos e fog
  • Configurações de sombra
  • Localização e orientação dos eixos X, Y e Z

Para a criação de animações na transição entre posições de câmera, é preciso marcar a opção “Include Animations”.

Agora é só planejar o uso das cenas, para criar apresentações dos seus projetos no SketchUp.