Ferramenta ajuda a tirar medidas no Inkscape

Entre as ferramentas gráficas que são distribuídas usando uma licença livre, o Inkscape é em minha opinião a melhor opção para ilustração vetorial pelo conjunto de ferramentas e a capacidade de criar desenhos e ilustrações complexas, usando técnicas e procedimentos semelhantes ao Illustrator e o Corel Draw. Esses dois últimos softwares são as opções mais usadas pelos profissionais que desejam trabalhar com ilustração, devido a facilidade em encontrar materiais de treinamento e pela cultura já existente de trabalhar com ambos os softwares. É até difícil encontrar pessoas usando outros softwares 2d para ilustração, mesmo que sejam proprietários.

Já faz um bom tempo que não escrevo nada relacionado com o Inkscape e hoje estou mencionando o software novamente, pois encontrei um vídeo com um recurso que deve aparecer em breve para o Inkscape, e sendo essa opção muito interessante, achei que poderia despertar o interesse de outros artistas em usar o software. A ferramenta da qual estou falando é a measurement tool, e nem adianta procurar na sua última versão do Inkscape, pois ela ainda não está disponível.

O vídeo abaixo mostra um pouco do funcionamento dessa ferramenta dentro do Inkscape:

No vídeo podemos perceber como esse tipo de ferramenta será útil, e poderemos medir praticamente qualquer coisa em uma ilustração vetorial. Mas, você pode estar se perguntando: quem poderia querer medir alguma coisa em ilustrações? Muita gente!

Os softwares de ilustração vetorial são muito usados para gerar desenhos em escala, e o Inkscape por oferecer opções de ilustração bem versáteis, pode acabar se tornando uma opção interessante para que usa softwares de CAD. Sim, uma ilustração em escala e proporcional as medidas reais, poderia muito bem ser mensurada com essa ferramenta e desenvolvida de maneira bem simples dentro do próprio Inkscape.

O desenvolvimento do Inkscape é chamado de lento para muitas pessoas, o que afasta muitos usuários em potencial. Mas, é inegável que as contribuições dos desenvolvedores nas últimas versões do Inkscape deixaram o software muito mais amigável para quem procura substituir ferramentas como o Illustrator e o Corel Draw. Sempre que tenho a necessidade de criar uma ilustração vetorial para usar no Blender ou mesmo compor uma prancha para impressão usando renderizações, recorro ao Inkscape.

Já mencionei que o Inkscape é totalmente gratuito, assim como o Blender?

Autodesk Cooper: Software mistura AutoCAD com SketchUp para desenho técnico

O desenho técnico assistido por computador, chamado de CAD apresenta diversas características e requisitos que são preenchidos por softwares como o AutoCAD, ArchiCAD e VectorWorks. Um desses requisitos principais é o desenho com precisão. Na área da modelagem 3d para arquiteturas e mecânica, um dos softwares que se destacam pela simplicidade e precisão da modelagem 3d, sem o auxílio de linhas de comando ou manipulação de valores numéricos é o SketchUp. Já pensou se pudéssemos misturar as vantagens e precisão do desenho em AutoCAD com a facilidade e precisão do SketchUp?

A Autodesk apresentou recentemente um projeto chamado Cooper, que ainda é um software experimental disponível no Autodesk Labs e aparentemente fez essa mistura de opções. Os dois vídeos abaixo mostram de maneira bem simplificada o uso do Cooper no desenho de elementos arquitetônicos e plantas, com um sistema de snap muito semelhante ao que visualizamos no SketchUp para modelagem 3d. O primeiro vídeo mostra uma visão geral do software e o segundo apresenta a aplicação prática em projetos.

Como é possível perceber pelo vídeo, a proposta do software é trabalhar com desenho 2d estilizado, sem a frieza das pranchas técnicas produzidas no AutoCAD, mas adotando poderosas e simples ferramentas de snap que deixam fácil e rápido o desenho 2d. Esse tipo de ferramenta é perfeita para escritórios de arquitetura ou paisagismo, que trabalham ainda com aqueles desenhos humanizados, desenhados em ferramentas como o Corel Draw, Photoshop e Illustrator. Ainda conheço alguns escritórios e arquitetos que trabalham com a humanização de desenhos técnicos com essas ferramentas.

A dificuldade de usar esse tipo de software para trabalhar com desenho técnico é que dificilmente encontramos muitos blocos de objetos, como mobiliário e vegetação, prontos para usar no Corel Draw ou Photoshop. E transformação de arquivos no formato DWG para PSD ou CDR não é das mais simples. Com esse projeto Cooper, que ainda é experimental e pode ser copiado de maneira gratuita no web site da Autodesk. Ainda não é possível fazer o download dele no Brasil, pois o programa de testes do Cooper não abrange a nossa região ainda, assim como acontece com os testes de outras ferramentas.

Mas, é importante saber que no futuro teremos a disposição esse tipo de ferramenta para trabalhar de maneira mais simples o desenho técnico. Os fãs do SketchUp e AutoCAD é que devem gostar.