Seminário gratuito sobre animação de fluidos com RealFlow

A criação de animações com base em fluidos é um grande desafio tanto para o artista 3d como para o equipamento usado por ele, pois essa é uma das animações que mais consome recursos computacionais, e estou me referindo apenas ao cálculo da dinâmica do fluido e não da renderização. Já mencionei isso aqui no blog essa semana, mas é importante ressaltar esse ponto de vista, pois você pode muito em breve precisar trabalhar com animações de fluidos. Esse tipo de simulação acaba sendo foco de ferramentas especializadas como é o caso do RealFlow. O software é uma das melhores opções no mercado, para artistas ou estúdios que precisem simular de maneira ultra realista o comportamento de fluidos no computador.

Quer ter uma idéia do nível de realismo que eles conseguem? O vídeo abaixo é um exemplo bem rápido do que podemos fazer com o RealFlow, e com os equipamentos apropriados:

A escolha desse vídeo para ilustrar as capacidades do RealFlow não foi ao acaso, e fiz isso por conhecer as características técnicas da produção como as configurações e tempos de render.

Aqui vão algumas características da cena:

  • 10 milhões de partículas
  • 8 Horas de processamento para criar a malha poligonal
  • Render no Maxwell Render
  • Tempo de render 42 horas
  • Computador com um Dual Xeon Quad Core 2.40 GHz e 12GB de RAM

Isso mostra como custa caro produzir cenas realistas usando fluidos, mas o resultado é espetacular.

Treinamento gratuito sobre o funcionamento do RealFlow para animação

Quer aprender a trabalhar com o RealFlow para criar animações? O vídeo abaixo é um seminário gratuito publicado pela equipe do RealFlowLabs e conta com quase uma hora de vídeo, explicando vários aspectos do software. Em alguns momentos podemos visualizar dados sobre animações em formato de slides, e depois demonstrações práticas usando o RealFlow.

O material é excelente para qualquer pessoa que precise aprender a trabalhar com o software em pouco tempo, pois mostra muitos dos conceitos básicos necessários para criar animações com o RealFlow.

Tutorial básico sobre animação com fluidos no RealFlow

A criação de animações envolvendo fluidos é uma tarefa que exige muito do artista 3d, e também do equipamento envolvido na simulação, pois esse tipo de animação requer uma boa dose de pré-processamento para gerar a malha 3d que representa o fluido, para depois conseguir trabalhar na configuração de materiais e outros detalhes do fluido. Nesse campo de animação, o mercado é bem diversificado em termos de opções de softwares especializados em criar fluidos. Até pouco tempo atrás, as suítes 3d tinham poucas opções para trabalhar com animações de fluidos, e apareceram softwares que trabalham em paralelo as suítes 3d que se especializaram na simulação de fluidos.

Um desses softwares é o RealFlow, que é responsável por muitas das animações de fluidos que encontramos no mercado publicitário e também em efeitos para o cinema.

Como é que o RealFlow funciona?

Caso você queira conhecer o funcionamento do RealFlow, o vídeo abaixo é um excelente início para artistas interessados no software, pois mostra os passos necessários para gerar uma animação com fluidos simples.

No vídeo podemos acompanhar os já tradicionais elementos existentes nesse tipo de simulação, que são:

  • Objeto que funciona como obstáculo para a simulação
  • Objeto que é o emissor dos fluidos
  • Campo de força do tipo gravidade

Todos esses elementos reunidos na simulação permitem gerar os fluidos baseados em algo muito parecido com polígonos. Como a base é semelhante aos polígonos, podemos melhorar a resolução dos fluidos usando um seletor de resolução. No próprio vídeo o autor do tutorial melhora a suavização do fluido usando esse tipo de parâmetro para melhorar os fluidos.

O desafio desse tipo de animação é a parte do pré-processamento do fluido que é necessário para conseguir o resultado desejado em animação.

Esse tipo de software não é barato, e com o RealFlow a coisa não é muito diferente. Para quem quiser testar o RealFlow é possível fazer o download de uma versão de testes no site oficial do software, que funciona por 30 dias com algumas restrições. E para os que realmente estão pensando em comprar o software, existe uma versão educacional que é paga e funciona por um ano. Pode parecer caro a princípio, mas em algumas situações o investimento pode valer a pena.