YafaRay usando instanciamento para acelerar o render

Na manipulação de objetos 3d para renderização é muito comum recorrer ao uso de geometria para representar objetos como é o caso de vegetação, ou mesmo outros elementos que povoa o cenário. Nesse caso o uso de tecnologias e técnicas que reduzam o carregamento da cena durante o render é de fundamental importância, para evitar que a cena se torne difícil de editar. Já faz certo tempo que alguns renderizadores suportam uma técnica chamada de instanciamento, em que os elementos repetidos na cena são duplicados no render e seu carregamento na memória do computador é mínimo. Os nomes podem variar um pouco, mas o procedimento usado é muito parecido.

Ao que parece, chegou a vez do YafaRay suportar esse tipo de procedimento para o render segundo relatos dos usuários que checaram a lista com as novidades sobre o YafaRay, e divulgaram no fórum de usuários do software que existe uma opção para usar intanciamento. O que isso significa na prática? A imagem abaixo mostra bem o resultado da aplicação desse tipo de técnica, que permite literalmente adicionar centenas de objetos na renderização com consequências mínimas para o carregamento da cena.

Blender-YafaRay-Instancing.jpg

Repare que o destaque para as imagens fica pela quantidade de objetos presentes nas cenas, que poderiam muito bem deixar a própria manipulação dos arquivos inviáveis, dependendo do hardware usado para a tarefa.

Para quem quiser testar o método, existe uma versão de testes do YafaRay para o Windows 64 Bits que pode ser copiada direto do link que leva ao fórum do YafaRay.

Apesar de ser uma técnica promissora para quem usa o YafaRay para renderizar projetos com o Blender, ainda não podemos comemorar e caçar uma versão de testes, pois segundo relatos de outros usuários na mesma parte do fórum, o algoritmo do instanciamento no YafaRay ainda precisa de ajustes para reduzir o consumo de memória. O problema é o método de aceleração usado para o instanciamento no YafaRay que é o kdtree.

Se você utiliza o YafaRay para renderizar projetos com grande quantidade de elementos, pode ficar animado com esses novos recursos, sabendo que o software está recebendo atualizações significativas em termos de recursos.

YafaRay 0.1.2 beta disponível para download

Entre os renderizadores de código aberto que funcionam com o Blender, o que melhor se adapta e integra a sua interface oferecendo simplicidade e qualidade no render é o YafaRay. Já houve uma época em que o antigo YafRay foi dado como descontinuado por muitos dos usuários do Blender, devido a sua falta de atualizações e desenvolvimento. Desde que o seu código fonte foi totalmente reformulado e o YafaRay lançado o desenvolvimento e melhorias no render não pararam de ser anunciadas. Já faz um tempo que comentei aqui no blog que existia uma nova versão do YafaRay que estava sendo trabalhada e com opções experimentais de teste disponíveis para download.

Bem, essas versões experimentais ficaram “maduras” ou como na linguagem de desenvolvimento de software, ela ficou estável. Agora podemos fazer o download do YafaRay 0.1.2 Beta para windows apenas, mas em breve teremos versões disponíveis para outros sistemas.

O que temos de novo nessa versão? No link que indiquei acima é possível encontrar a lista completa de melhorias e novas ferramentas, que não é nada pequena. Mas, como forma de mostrar alguns desses recursos posso listar dois deles que ajudam muito nos projetos de visualização:

Com o primeiro recurso poderemos de maneira realmente simples e rápida configurar um tipo de vidro muito usado em projetos de visualização para arquitetura, que é o vidro jateado. Esse tipo de transparência é muito usado em projetos de residências e escritórios, mas em 3d é um pouco trabalhoso de simular. O novo shader dedicado a esse propósito no YafaRay deixa o processo muito mais simples de trabalhar.

O segundo recurso permite associar a um ponto de luz do tipo Spot no Blender uma luz do tipo IES que é um formato especial de luz, capaz de armazenar informações físicas. Isso significa que os projetos elaborados com o YafaRay devem possibilitar a reprodução fiel de como os ambientes são iluminados. Apenas esse recurso já seria fantástico, mas como já comentei são somente dois de uma lista generosa.

Isso que os projetos do SoC 2010 nem foram comentados. Só falta esperar pela integração com o Blender 2.50. Para quem não conhece, o YafaRay é totalmente gratuito assim como o Blender.

Usando luzes fotométricas no YafaRay e Blender 3D para arquitetura

Assim como acontece com o Blender 3d que recebe versões de testes para que os artistas e usuários possam testar novas ferramentas, antes que um lançamento seja disponibilizado, o YafaRay ganhou no início desse mês uma versão preliminar do que será a versão 0.1.2. Entre as diversas melhorias dessa versão estão correções em problemas conhecidos e a promessa de menos artefatos na renderização, que são aqueles incômodos pontos pretos que teimam em aparecer na tela quando renderizamos algumas cenas. Mas, entre a lista de novidades incluídas nessa versão do YafaRay, está uma que me deixou muito interessado por equiparar o YafaRay em termos de recursos de iluminação com ferramentas como o LuxRender e o Indigo Render.

Agora também poderemos usar luzes fotométricas no YafaRay, que também são conhecidas pela sigla IES. As chamadas luzes IES atribuem maior realismo em projetos de visualização, pois usam dados reais dos pontos de luz. Por exemplo, ao projetar um ambiente interno é possível solicitar a equipe responsável pelo projeto a marca e modelo das fontes de luz artificial. Depois é só visitar o web site do fabricante e fazer o download dos arquivos “.ies” e associar os mesmos aos pontos de luz. O resultado é muito bom e próximo do real.

Se você quiser fazer o download dos arquivos de instalação dessa versão do YafaRay para testar o seu funcionamento, visite esse endereço nos fóruns de usuários do YafaRay. Devo lembrar que por se tratar de uma versão experimental, não é aconselhável usar cenas ou modelos 3d dos quais você não possui cópias de segurança. Todo cuidado é pouco com versões experimentais de softwares!

Como usar essas luzes no YafaRay?

Depois que tudo estiver instalado, tanto o YafaRay como o script que exporta as cenas para o renderizador. Podemos configurar o uso desse tipo de luz. No YafaRay apenas as luzes do tipo Spot podem receber arquivos IES. Selecione uma luz desse tipo de acione a aba Object o YafaRay.

yafaray-luzes-fotometricas-design-01.jpg

Lá podemos encontrar o seletor para os tipos de luz e encontramos a opção IES Light. Para informar o uso desse tipo de luz, precisamos digitar o nome do arquivo, sem a extensão, que representa a luz IES.

yafaray-luzes-fotometricas-design-02.jpg

Mas, em que pasta esse arquivo deve estar localizado? Nesse caso precisamos fazer uma verificação no local em que essa versão do YafaRay foi instalada. Caso não exista, crie uma pasta chamada “iesFlies”. Ficaria assim para os usuários do windows “c:\arquivos de programas\yafaraydevbranch\iesFiles“. Os arquivos IES devem estar copiados nessa pasta.

Agora basta criar uma cena e posicionar vários pontos de luz e configurar a renderização para ter uma cena usando luzes fotométricas.

yafaray-luzes-fotometricas-design-03.jpg

yafaray-luzes-fotometricas-design-04.jpg

Os artistas 3d que trabalham com visualização para arquitetura devem gostar bastante desse tipo de recurso.