Animação 3d com Maya

O processo de criação e configuração de animações em softwares 3d é fundamental para qualquer artista que queira fazer a migração das imagens estáticas para atribuir vida aos modelos 3d. Como primeiro passo para começar a trabalhar com animações você precisa necessariamente saber como adicionar keyframes no software de animação. Já comentei aqui que estou reformulando o meu material para minhas aulas sobre Maya, e encontrei um vídeo interessante e extremamente simples sobre animação. Ele mostra como adicionar keyframes na interface do Maya 2011 para gerar animações. O objetivo é criar a famosa animação de uma bola usando o princípio do Squatch and Stretch da animação.

A qualidade do vídeo não está das melhores, mas para esse tipo de animação é mais que suficiente:

Como funciona esse tipo de animação? No vídeo o autor mostra que a tecla usada para adicionar quadros-chave em animação com o Maya é a S. O procedimento é bem parecido com o que estamos acostumados a usar em softwares como 3dsmax e Blender. Com a barra de animação na parte inferior da interface podemos alterar o frame desejado, e fazer transformações nos objetos que devem ser animados. Quando esses objetos estiverem posicionados e alterados, pressionamos a tecla S e um keyframe será adicionado.

Ao fazer esse processo várias vezes o resultado será uma animação com várias posições e transformações na esfera, simulando de maneira simples o movimento que poderia ser gerado usando ferramentas de simulação física. Esse tipo de recurso é fundamental para qualquer artista que queira começar a trabalhar com animação no Maya.

O vídeo foi gravado usando o Maya 2011, mas o atalho de teclado usado funciona da mesma forma em versões anteriores do Maya.

Para fixar ainda mais esse conhecimento é recomendável fazer outros tipos de animação e deformação em objetos, tentando sincronizar os movimentos dos modelos 3d e adicionando novos keyframes. Além desse tipo de transformação é possível usar o editor de atributos do Maya para fazer animações baseadas em valores numéricos, que permitem realizar animações mais interessantes com valores de iluminação e materiais.

Se você está aprendendo a usar o Maya, recomendo tentar seguir os passos mostrados no vídeo.

Tutorial de animação com Maya usando nCloth

Como parte da reciclagem que sempre promovo no meu material de aula, sempre que começo uma nova turma, estou reformulando o que já tinha pronto sobre o Maya. Esse semestre tive a oportunidade de começar a ensinar a parte de dinâmica do Maya, e preciso atualizar o material do Maya 8.5 para o 2010 ou 2011. Como o foco do curso é a parte do dinâmica, estou reunindo muita coisa legal sobre partículas, fluidos e outras animações geradas com o módulo de dinâmica. Para mostrar como algumas dessas operações são relativamente simples, resolvi publicar um artigo mostrando o procedimento necessário para fazer uma simulação usando nCloth.

O processo é bem simples e semelhante ao que fazemos em outras ferramentas que dispõe de opções para simulação de tecidos. Primeiro é necessário criar um objeto que servirá como obstáculo da simulação e depois precisamos gerar a malha que sofrerá a deformação. A malha deve possuir uma boa quantidade de subdivisões para que seja possível gerar deformações suaves.

O vídeo abaixo mostra muito bem esse procedimento, e mesmo estando em inglês, permite acompanhar de maneira muito simples todo o processo.

A criação desses elementos não é o problema, mas o ajuste fino da simulação é que aparece como grande desafio desse tipo de simulação. Depois que adicionamos as opções selecionadas nos seus respectivos Shelfs, podemos ajustar o tempo da animação e acionar o play para visualizar o tecido em ação. O processo é bem rápido e gera resultados satisfatórios para gerar toalhas de mesa ou outros tecidos sobre superfícies. O real desafio para conseguir trabalhar com simulações baseadas em física como essa são os inúmeros parâmetros disponíveis que permitem deformar e ajustar o tecido de várias maneiras.

Repare no vídeo como o painel de atributos do Maya lista várias opções de ajuste diferentes para o objeto que simula o tecido, logo depois que o autor do vídeo aplica a ferramenta no plano.

Para quem nunca se aventurou na área de dinâmica do Maya, as opções disponíveis para gerar esses tipos de simulação são simples de acionar e usar. Mas, caso seja preciso fazer ajustes mais específicos, prepare-se para passar alguns minutos tentando descobrir o que fazer com cada um dos parâmetros.

Mas, isso faz parte da diversão em trabalhar com animações físicas.

Autodesk Maya: Script permite criar edificações automaticamente

A modelagem de projetos para arquitetura é um trabalho metódico e cansativo, mas o processo que envolve compor um cenário maior em que esse tipo de edificação deve ser posicionado é pior ainda. O problema é que o projeto principal ainda acompanha diversas ilustrações de referência e até mesmo desenhos técnicos. Mas, ao posicionar a câmera e enquadrar o seu modelo 3d, você descobre que o plano de fundo da imagem ficará vazia demais. A primeira alternativa é adicionar grande quantidade de árvores no plano de fundo para cobrir o vazio, mesmo que essa quantidade fuja completamente da realidade. Caso as árvores não resolvam, ou o posicionamento das mesmas acabe prejudicando a composição, a solução é adicionar edificações extras para composição.

Nesse tipo de situação a modelagem de outras edificações cheias de detalhe não é recomendável. A melhor opção é adicionar blocos simples e com poucos detalhes. A criação dessas edificações demanda muito tempo e pode atrasar a entrega do projeto como um todo. Existem alguns scripts que permitem criar edificações de maneira procedural usando apenas alguns cliques de mouse. Já havia mostrado um desses scripts aqui no blog para o 3ds Max, mas essa semana encontrei uma opção muito semelhante para usuários do Autodesk Maya.

A ferramenta foi escrita em MELScript e se chama KludgeCity, o script pode ser copiado de maneira totalmente gratuita nesse endereço. A utilização do mesmo não requer muitos passos, apenas a instalação e escolha de alguns parâmetros. A imagem abaixo mostra todas as opções disponíveis de criação nas edificações criadas pelo script.

autodesk-maya-script-maquetes-edificacoes.jpg

A quantidade de detalhes e segmentações desse tipo de modelo 3d gerado com o script é perfeita para compor cenários em projetos de visualização para arquitetura. Entre as limitações desse script em particular é que o mesmo só cria edificações com perfil mais comercial, em que os edifícios são sempre formados por grandes painéis de vidro.

No ajuste geral do modelo 3d ainda é possível aproveitar um mapeamento UV simples com uma textura própria, aplicada nas janelas do modelo 3d para ajudar a posicionar texturas.

Agora você não precisa mais recorrer aos modelos 3d de vegetação para esconder o plano de fundo dos projetos no Maya, pois com esse tipo de recurso é fácil e rápido compor o cenário com modelos 3d reais. Para quem trabalha com visualização para arquitetura ou cenários virtuais, a ferramenta é mais que recomendada!