Como animar qualquer coisa no Blender 2.50?

Uma das áreas que sofreu a maior quantidade de atualizações no Blender 2.50 foi a relacionada com animação, pois agora existem diversas ferramentas adicionais e opções para trabalhar com objetos em movimento. Entre as diversas melhorias no 2.50 está a possibilidade de animar qualquer coisa relacionada ao projeto. Sim, a mesma coisa que usuários do 3ds Max, Maya e outros softwares já usam para trabalhar seus projetos de animação agora está disponível no Blender. Por exemplo, no 3ds Max ao acionar o botão de animação e fazer ajustes em parâmetros de um modificador ou qualquer coisa na interface, essas alterações geram keyframes.

Isso é identificado com a marcação do parâmetro com uma pequena linha vermelha na interface. Isso agora também é possível no Blender2.50. Como funciona esse tipo de animação? Para mostrar o funcionamento desse novo recurso do Blender 2.50, resolvi produzir um pequeno tutorial em vídeo que apresenta o procedimento necessário para animar os parâmetros de um modificador. Se você é usuário antigo do Blender, deve saber que algumas animações com modificadores são difíceis de criar ou demandam o uso de truques. Por exemplo, a animação com o modificador simple deform que agrega deformações com Bend, Taper e Twist.

No vídeo abaixo você vai aprender como criar esse tipo de animação. Além de abordar o uso desse tipo de recurso no Blender 2.50, essa é a minha primeira tentativa em gravar tutoriais em FullHD com o Blender. Sim, esse tutorial está disponível no Youtube em FullHD (1080p).

O truque é bem simples e envolve apenas a inserção de um keyframe diretamente sobre o parâmetro que deve ser animado. Para fazer isso basta posicionar o cursor do mouse sobre o valor que deve ser animado e pressionar a tecla i. Isso adiciona um keyframe ao parâmetro exatamente no frame em que a animação estiver estacionada. Na interface do Blender nada vai acontecer, mas no editor de curvas uma nova curva de animação aparece. Com essa nova curva será possível trabalhar com a animação do modificador.

Esse tipo de ferramenta abre inúmeras possibilidades de animação para o Blender 3D, transformando qualquer parâmetro do software passível de receber keyframes. Até as versões 2.4x era necessário usar truques como Hooks ou Lattices para conseguir esse tipo de efeito, mas agora as ferramentas nativas de animação fazem todo o trabalho.

Espero que os keyframes se apliquem aos parâmetros dos scripts em Python. Isso sim seria fantástico!

Só para lembrar, o Blender 2.50 ainda está em desenvolvimento e deve ser lançado só no segundo semestre desse ano. Sendo assim, você deve fazer o download das versões de teste e usar o software por sua conta e risco. A interface e ferramentas podem sofrer modificações até o lançamento oficial.

Tutorial Blender 3D 2.50: Aplicando texturas UV

O Blender 3D 2.50 que ainda está em desenvolvimento e já pode ser usado na sua versão Alpha 0, apresenta diversas mudanças na sua interface, que refletem as alterações estéticas do software e também dos códigos e algoritmos que controlam o funcionamento do software. Nessa fase de desenvolvimento, o ideal é usar o software apenas para fins educacionais, deixando os ambientes de produção e projetos mais sérios para o Blender 3D 2.49. Isso evita que você tenha problemas com perda de dados ou o surgimento de um bug, que impeça um projeto de ser concluído, podendo significar em prejuízos financeiros.

Mas, o que mudou? Como começar a trabalhar com o 2.50? Aos poucos, estou organizado os meus antigos tutoriais em vídeo que publico periodicamente aqui no Blog, e devo adaptar a maioria deles para a versão 2.50. Enquanto os meus tutoriais não ficam prontos, podemos acompanhar alguns vídeos interessantes que já mostram o funcionamento de procedimentos comuns ao 2.49 que mudaram no 2.50.

O vídeo abaixo é um bom exemplo disso, sendo produzido por Pablo Lizardo, mostrando os procedimentos para criar mapeamento UV e aplicar texturas na versão 2.50.

Apesar de ser bem curto e mostrar o procedimento para configurar o mapeamento apenas em um sólido geométrico simples como um cubo, podemos encontrar diversas dicas valiosas no vídeo, como os locais em que adicionamos texturas, e alteramos o tipo de mapeamento para que as UV sejam consideradas. Um dos pontos fortes do Blender 3D, que não foi modificado nem um pouco na versão 2.50 é a qualidade do algoritmo que faz o mapeamento UV, sendo um dos melhores que conheço. No vídeo é possível acompanhar como a ferramenta lida de maneira rápida com formas simples, mas o resultado com formas complexas e modelos 3d apresentando milhares de faces não é diferente.

Para fazer o download do Blender 3D 2.50 Alpha 0, visite o endereço indicado no link. Na época em que a versão 2.50 alpha foi lançada, o artigo que mencionou o lançamento aqui no blog propôs uma pesquisa rápida, para saber o que você pretende fazer com essa versão 2.50. Caso ainda não tenha participado, você pode ler o artigo e dar a sua opinião nesse endereço.