História da composição em vídeo – Documentário gratuito

O trabalho com composição para cinema e vídeo exige de qualquer artista ou profissional envolvido o conhecimento relativo ao uso das famosas telas verdes, usadas para criar composições em inúmeras maneiras com múltiplos elementos de vídeo e fotografia. Já faz muito desde que a técnica estava restrita apenas as grandes produções devido a sofisticação do professo e custo dos equipamentos envolvidos. Hoje em dia é muito fácil trabalhar com composições usando tela verde na maioria dos softwares que trabalham com manipulação de vídeo, e existem até mesmo opções gratuitas como é o caso do Blender que também permite o uso de composição com telas verdes, conhecida “popularmente” como Chroma Key.

História da composição em vídeo (Chroma Key)

História da composição em vídeo (Chroma Key)

Mas, como tudo isso começou? Esse artigo não vai detalhar o processo necessário para criar composições usando Chroma Key ou indicar tutoriais que falem a respeito da técnica. O objetivo é apresentar um pequeno documentário em vídeo que mostra como tudo começou, e que representa uma referência fantástica para estudantes de graduação, interessados em referências sobre como a técnica começou a ser usada no cinema.

Como você pode perceber depois de assistir ao vídeo, o processo começou com técnicas avançadas e revolucionárias para a época em que surgiram, mas com o tempo o processo foi evoluindo até o ponto em que estamos hoje no cinema. A técnica está sofisticada ao ponto de ficarmos achando que o material produzido antigamente chega a beira do amadorismo. É importante lembrar que muito do que era produzido antigamente dependia apenas de truques praticamente manuais, para separação do fundo e material filmado.

Os computadores só entraram no processo vários anos depois, e hoje são parte fundamental de qualquer produção.

Aprendendo a trabalhar com composição

Se você gostou do processo apresentado no vídeo, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para aprender a trabalhar com softwares próprios para composição. Existem cursos de After Effects, sendo ele uma das ferramentas mais usadas para composição em vídeo com opções avançadas para manipulação de telas verdes.

O outro curso é o de composição e efeitos com Blender, que apresenta técnicas e ferramentas para integrar material 3d em vídeo.

Blender usado em comercial com Nicole Kidman

Uma das melhores maneiras de conhecer a qualidade de uma ferramenta 3d é conferir alguns dos projetos produzidos com o software. Por isso, muitas das empresas que desenvolvem essas ferramentas acabam lançando os seus Showreels anualmente, selecionando os melhores projetos desenvolvidos ao redor do mundo. Ainda acho que a real diferença na maioria das vezes está na qualidade do artista, ficando o software apenas com a responsabilidade de prover o suporte necessário com ferramentas.

Já que estamos falando sobre projetos que demonstram a qualidade na produção, o Blender foi usado na produção de um comercial vinculado aqui no Brasil alguns meses atrás. O comercial apresentava um empreendimento imobiliário no Rio de Janeiro, e contou com a participação da atriz Nicole Kidman.

O culpado responsável pelo projeto foi o Teisson Fróes, artista já conhecido dos leitores aqui do blog e que produz muito do seu material com o Blender, focando o mercado publicitário. O vídeo com o comercial pode ser conferido nesse link, que leva diretamente para o portfólio do artista.

blender-comercial-tv.jpg

O Blender foi usado para a parte de modelagem 3d e animação desse comercial. Para ser mais específico, a animação é a que mostra um pequeno avião, chegando ao Rio no início do comercial. O Teisson me passou algumas informações interessantes sobre a produção:

  • As gravações com a Nicole Kidman foram realizadas em Nashville (EUA), sendo necessário criar a composição com a paisagem do RJ virtualmente. A montagem aproveitou o chroma na gravação.
  • O render das animações em que aparece o avião foi feito usando o Octane Render.

Apesar de ser um trecho bem curto de animação, acredito que a qualidade do material não deixa nada a desejar.

Esse é mais um excelente exemplo de arte de alto nível criada para o exigente mercado publicitário usando o Blender. Isso prova que unido a habilidade do artista, o Blender pode suprir as necessidades de projetos complexos e com tantas exigências de qualidade, como é o caso do material publicitário.

Caso você tenha conhecimento sobre outros vídeos e comerciais produzidos com o uso ou participação do Blender, pode enviar uma mensagem pelo formulário de contato do Blog, que ficarei feliz em divulgar.

A evolução da técnica de Chroma Key na produção de vídeo digital

Na criação de vídeos para cinema e TV é possível usar uma técnica muito antiga e que ganha retoques e melhorias ao longo dos anos, permitindo criar efeitos e composições cada vez melhores para contar histórias ou compor cenários. A técnica que me refiro aqui é o famoso Chroma Key, que é conhecida da maioria das pessoas em séries bem antigas. Quem não lembra dos seriados que encolhiam os personagens ou colocavam as pessoas em ambientes espaciais, mostrando uma borda levemente chuviscada em volta dos personagens denunciado o uso do Chorma Key? Com o tempo e a melhoria dos algoritmos de processamento e também na resolução e qualidade dos vídeos é possível criar efeitos impressionantes com Chorma Key.

O processo de produção com esse tipo de efeito é bem simples e envolve apenas alguns cuidados e planejamento criterioso da locação, ou do estúdio usado para fazer a gravação das imagens. O processo é amplamente usado em seriados para TV e filmes que pretendem economizar no uso de locações ou não tem orçamento, para construir ou isolar ruas inteiras de cidades.

No vídeo abaixo, podemos conferir diversos exemplos de produções e seriados que usam a técnica para economizar na produção, fazendo a composição de atores reais com cenários em fundo verde ou azul. O nível de sofisticação e composição é impressionante, pois os vídeos inclusive tem o ângulo e enquadramento da câmera planejados para se encaixar perfeitamente nos efeitos.

Repare que até mesmo em tomadas externas comuns o processo é utilizado para evitar levar grandes equipes para gravações externas. O plano de fundo pode ser gravado de maneira independente com uma equipe fazendo apenas a captura das imagens, sem a necessidade de levar atores e equipes de apoio para rua. Tudo fica concentrado no estúdio, para depois ter o plano de fundo adicionado na pós-produção.

A maioria dos softwares de edição não linear como o Adobe Premiere e o Final Cut da Apple permite criar esse tipo de efeito, mas o uso de softwares mais sofisticados como o Fusion, Shake e outros pode ajudar no refinamento do processo. Quando é necessário usar elementos em 3d a coisa complica um pouco mais, pois é necessário usar marcações no cenário e câmera tracking para sincronizar a câmera real com a virtual. Mas, ainda assim é perfeitamente possível e barato fazer esse tipo de efeito com os softwares e hardware disponível hoje em dia.

Vídeos gratuitos para estudar composição de vídeo e tracking de câmera

O estudo de assuntos e temas como a edição de vídeo ou a composição de elementos digitais e elementos 3d, sempre esbarra em um pequeno problema que é o acesso a vídeos e material próprio para esse fim. Por exemplo, ao estudar softwares como o Photoshop a temática da edição de fotografias é facilmente suprida com uma simples máquina fotográfica e um pouco de imaginação. Mas, quando o assunto é estudar ferramentas como o Adobe Premiere ou Adobe After Effects o acesso a material já produzido com fundo verde ou preparado, para receber tracking de câmera é bem mais complicado.

Mesmo que você parta para uma produção própria, o custo de montar esse tipo de aparato com a iluminação certa e a reserva do espaço acaba deixando a produção ou o estudo inviável. Sempre que posso estou tentando reunir material de apoio para minhas aulas sobre o tema, apesar de fazer um tempo que não ministro aulas sobre After Effects ou Premiere, sempre é bom estar preparado.

É com esse intuito que recomendo o download de alguns vídeos produzidos e disponibilizados por um web site chamado Hollywood Camera Work, que compilaram vários clipes de vídeo em resoluções bem altas como Full HD (1920×1080), com material gravado em Chroma Key e preparado para receber tracking de câmera.

video-chroma-key-adobe-premiere.jpg

O Chroma Key é um tipo de efeito bem conhecido para quem já teve curiosidade de estudar um pouco a área de edição e efeitos para vídeo, e consiste na gravação de uma cena com atores, em que o plano de fundo é totalmente verde com alta saturação ou algumas vezes azul. Nesse caso, podemos usar softwares como o Adobe Premiere, After Effects, Vegas e vários outros para substituir esse fundo verde por outro vídeo ou então alguma imagem que esteja dentro do contexto do projeto. O download dos vídeos preparados para Chroma Key pode ser feito nesse link.

Já o material destinado a câmera tracking, apresenta algumas marcações próprias na imagem para que possamos rastrear o seu movimento na tela, ou então pessoas segurando placas pintadas na mesma cor do Chroma Key. Isso é excelente para criar efeitos em que uma pessoa está segurando um display interativo. Um dos vídeos apresenta um computador com a tela toda pintada com o verde do Chroma, o que nos permite substituir a interface do sistema apresentado na tela por qualquer composição. Os vídeos para câmera track podem ser copiados nesse endereço.

O melhor de tudo é que o download do material é totalmente gratuito! Como as resoluções são bem altas, os vídeos tem tamanho relativamente grande. Mesmo assim, valem cada MB!

Nem só de efeitos e foto realismo vive um bom estúdio de animação

A grande maioria dos artistas 3d que trabalham ou gostariam de viver apenas do que produzem em softwares como 3ds Max, Blender 3D e Maya gostaria de um dia abrir o seu próprio estúdio de animação. Falo isso pelas experiências que tive cm meus alunos, eles sempre se reportam aos seus objetivos como que o máximo que poderiam chegar nas suas carreiras seria com a abertura do seu próprio estúdio. Essa não é uma má idéia, mas o foco e objetivos do estúdio precisam ser bem trabalhados e principalmente o mercado para a sua região deve ser investigado também. Um dos erros mais comuns na concepção de um estúdio é achar que o único produto da animação, são efeitos especiais para TV ou simulações como hiper realismo.

Veja o exemplo desse estúdio que trabalha com o Maya, para elaborar apenas pré-visualização para filmes e programas de TV. O estúdio se chama thirdFloor e foi tema de um pequeno documentário produzido pela própria Autodesk para promover o uso do Maya nesse tipo de projeto. O vídeo está disponível em HD:

No vídeo um dos artistas do estúdio mostra um pouco do trabalho desenvolvido na thirdFloor com o Maya, abordando as diversas opções e o desenvolvimento de uma cena em particular. Essa cena será gravada depois com atores reais e deve receber efeitos especiais. Antes de partir para a produção em si, os responsáveis pela produção encomendam um produto de pré-visualização com animações simples apenas para ter uma idéia da cena.

A liberdade para a escolha da posição das câmeras e performance dos atores é total nessa fase, e permite que a equipe faça ajustes e encontre problemas sem a necessidade de contratar a equipe. Um ponto positivo em relação ao mercado de pré-visualização são os requisitos mais simples no hardware, pois como é possível perceber no vídeo os modelos 3d são simples e não apresentam iluminação complexa. Repare nas explosões simuladas na cena, que são apenas planos com texturas aplicadas na face frontal.

Além da animação para a cena, o estúdio também planeja o posicionamento de todos os elementos no estúdio de gravação, como é possível perceber no final do vídeo. Com o trabalho deles é possível até mesmo mensurar o tamanho do painel de chroma key necessário para aquela cena em particular.

Mesmo não sendo um tutorial completo sobre o Maya, esse vídeo mostra um tipo de produto dos estúdios de animação para o qual não prestamos muita atenção. Sempre procuramos as melhores e impressionantes imagens, com renderizações simulando o mundo real nos mais pequenos detalhes, e esse tipo de projeto foca apenas em enquadramento e animação em si. O mercado de pré-visualização não é tão forte como em países com mais volume de produções para o cinema, mas com o tempo isso tende a mudar. Quem sabe essa não seja uma boa área para investir o potencial do seu estúdio?