Biblioteca de materiais para o Blender Cycles

O Blender Cycles é um renderizador que está em constante evolução, e apesar de ainda não estar completo e com recursos que o equiparem a opções de código aberto como o YafaRay ou LuxRender, já podemos criar imagens de excelente qualidade usando o software. E como acontece na maioria dos renderizadores, estava no momento de orgaizar uma base de conhecimento sobre o Cycles, principalmente no que se refere a materiais e texturas procedurais. A medida que os usuários e artistas começam a usar a ferramenta, surgem configurações prontas que podemos replicar nos mais variados projetos usando o Cycles.

Para ajudar nesse tipo de repositório, um artista chamado Meta-androcto está organizando nos fóruns BlenderAartists uma grande coleção de materiais criados usando o Cycles para distribuição posterior de maneira gratuita, usando a estrutura do já consagrado BlendSwap.

Biblioteca de materiais com Blender Cycles

A idéia é adicionar diversos materiais já prontos dentro desse repositório em categorias como:

  • Metais
  • Pedras
  • Vidro
  • Metais preciosos
  • Tecidos

Se você já criou algum desses materiais e gostaria de contribuir com essa coleção, basta visitar o endereço indicado e publicar o seu material. Esse tipo de repositório de informações deve ajudar de maneira significativa, principalmente as pessoas que não tem muita experiência com o Cycles.

Claro que a melhor opção é sempre criar os seus próprios materiais, e o repositório pode ser útil para o aprendizado também, pois será possível usar as informações como ponto de partida para criar materiais derivados, ou então como referência para criar novos efeitos em superfícies.

Caso você nunca tenha criado materiais com o Cycles, o grande desafio para quem não tem experiência com o Blender e gostaria de começar a elaborar materiais, é que boa parte do poder e flexibilidade do renderizador aparece quando usamos o Node Editor do Blender para configurar esses materiais. E quem nunca usou o Node Editor pode ficar um pouco intimidado em começar a configurar os primeiros materiais, mas garanto que isso é algo temporário, e assim que você criar os primeiros materiais, os próximos são muito mais fáceis de conceber!

Curso sobre renderização avançada com Blender Cycles

Se você quiser aprender a utilizar o Blender Cycles para renderização, recomendo uma visita a página do curso sobre renderização avançada com Blender Cycles. Nesse curso, você aprende a usar o Cycles para gerar imagens realistas usando o novo renderizador do Blender.

Enquete: Você vai migrar totalmente para o Blender Cycles?

Com o eminente lançamento do Cycles na versão 2.61 do Blender, muitos usuários já estão avidamente testando o novo renderizador e procurando se adaptar as novas ferramentas de iluminação, materiais e outros elementos que são parte do Cycles. O que era um codinome já está bem conhecido entre os usuários do Blender, e acredito que não deva sofrer alterações no seu lançamento em versão estável. Aproveitando que essa semana o Cycles foi incorporado ao “Trunk” oficial do Blender, e já está encaminhado para a versão 2.61, gostaria de fazer uma enquete.

Como usuário do Blender, você já deve ter usado algum render externo para o software, ou se não fez uso, deve ter tido curiosidade de fazer testes com essas ferramentas. Estou me referindo ao LuxRender, YafaRay, Mitsuba ou outros. A minha pergunta é: você vai abandonar os outros renderizadores externos para usar apenas o Cycles?


A pergunta tem fundamento no fato de que como o Cycles já vai acompanhar o Blender, sem a necessidade de fazer instalações extras para ter acesso ao render, o resultado será semelhante ao que aconteceu com o Internet Explorer associado ao Windows nos anos 90, decretando a “morte” do Netscape dos outros navegadores.

Será que os outros renderizadores de código aberto vão acabar perdendo boa parte do seu público? O YafaRay é um dos que corre maior risco, pois ainda não estava adaptado totalmente ao Blender 2.5x até pouco tempo atrás. Para usar o YafaRay no Blender 2.5x a solução mais fácil era fazer o download de uma versão “personalizada” do Blender no graphicall.org já com o renderizador incorpoado.

Outro que pode perder muitos usuários é o LuxRender que tem no Blender uma boa base de usuários, mas já está adaptado a nova interface do Blender.

Claro que essas ferramentas não foram projetadas especificamente para trabalhar com o Blender, mas pela sua própria natureza aberta, uma boa parcela da base de usuários era proveniente do Blender.

Um ponto a favor desses renderizadores é que o Cycles ainda está começando o seu desenvolvimento, e não deve ter todos os recursos necessários para “bater” de frente com os outros renders nesse primeiro momento. Mas, com o tempo a tendência é que a balança se inverta.

Se você quiser aproveitar o eminente lançamento do Cycles, estou com um curso de renderização avançada já usando Cycles, disponível no EAD – Allan Brito. O curso está quase completo e já mostra vários dos recursos do Cycles para gerar imagens com realismo.