Nem só de efeitos e foto realismo vive um bom estúdio de animação

A grande maioria dos artistas 3d que trabalham ou gostariam de viver apenas do que produzem em softwares como 3ds Max, Blender 3D e Maya gostaria de um dia abrir o seu próprio estúdio de animação. Falo isso pelas experiências que tive cm meus alunos, eles sempre se reportam aos seus objetivos como que o máximo que poderiam chegar nas suas carreiras seria com a abertura do seu próprio estúdio. Essa não é uma má idéia, mas o foco e objetivos do estúdio precisam ser bem trabalhados e principalmente o mercado para a sua região deve ser investigado também. Um dos erros mais comuns na concepção de um estúdio é achar que o único produto da animação, são efeitos especiais para TV ou simulações como hiper realismo.

Veja o exemplo desse estúdio que trabalha com o Maya, para elaborar apenas pré-visualização para filmes e programas de TV. O estúdio se chama thirdFloor e foi tema de um pequeno documentário produzido pela própria Autodesk para promover o uso do Maya nesse tipo de projeto. O vídeo está disponível em HD:

No vídeo um dos artistas do estúdio mostra um pouco do trabalho desenvolvido na thirdFloor com o Maya, abordando as diversas opções e o desenvolvimento de uma cena em particular. Essa cena será gravada depois com atores reais e deve receber efeitos especiais. Antes de partir para a produção em si, os responsáveis pela produção encomendam um produto de pré-visualização com animações simples apenas para ter uma idéia da cena.

A liberdade para a escolha da posição das câmeras e performance dos atores é total nessa fase, e permite que a equipe faça ajustes e encontre problemas sem a necessidade de contratar a equipe. Um ponto positivo em relação ao mercado de pré-visualização são os requisitos mais simples no hardware, pois como é possível perceber no vídeo os modelos 3d são simples e não apresentam iluminação complexa. Repare nas explosões simuladas na cena, que são apenas planos com texturas aplicadas na face frontal.

Além da animação para a cena, o estúdio também planeja o posicionamento de todos os elementos no estúdio de gravação, como é possível perceber no final do vídeo. Com o trabalho deles é possível até mesmo mensurar o tamanho do painel de chroma key necessário para aquela cena em particular.

Mesmo não sendo um tutorial completo sobre o Maya, esse vídeo mostra um tipo de produto dos estúdios de animação para o qual não prestamos muita atenção. Sempre procuramos as melhores e impressionantes imagens, com renderizações simulando o mundo real nos mais pequenos detalhes, e esse tipo de projeto foca apenas em enquadramento e animação em si. O mercado de pré-visualização não é tão forte como em países com mais volume de produções para o cinema, mas com o tempo isso tende a mudar. Quem sabe essa não seja uma boa área para investir o potencial do seu estúdio?

Como montar seu próprio estúdio de animação 3d?

Qual o seu objetivo com o estudo de softwares e ferramentas ligadas à computação gráfica? Em algumas ocasiões isso é apenas um hobby, mas pode ser o inicio de uma carreira promissora, criando imagens ou animações para fins comerciais. Como passei muito tempo ministrando aulas sobre o assunto, sempre estava respondendo várias perguntas dos meus alunos; como é o mercado de trabalho? O que fazer para ter sucesso na área? A saída é abrir o seu próprio estúdio?

A resposta para essas perguntas é; o mercado não é fácil para ninguém! Isso não se resume apenas a quem trabalha com computação gráfica.

Mas, e se você quiser empreender o seu próprio negócio na área de computação gráfica? Como fazer para montar o seu próprio estúdio? Essa é a melhor alternativa?

Bem, o Brasil é chamado de país dos empreendedores, portanto, acho que esse é o desejo da maioria das pessoas que almejam um dia viver de computação gráfica. Se essa é a sua situação, o pessoa da revista 3D World, deve publicar na sua próxima edição um guia completo, sobre como montar o seu próprio estúdio de animação 3d. Ainda não tenho a revista, mas para mostrar um pouco do material, eles disponibilizaram um arquivo PDF com um guia, detalhando os passos necessários montar o seu próprio negócio.

O PDF foi feito de maneira que você pode imprimir o “pôster” no formato A3 e acompanhar os passos necessários, para a implementação e funcionamento do seu próprio estúdio de animação. O guia mostra os passos necessários um ano antes e depois do lançamento do projeto.

Para quem tem essa pretensão, o material é muito bom! Claro que você deve fazer adaptações para a realidade do mercado de trabalho no Brasil. Quem quiser levar a iniciativa a sério, deve fazer uma visita ao Sebrae, para buscar informações e apoio no empreendimento.

Esse é um passo enorme na vida profissional, abrir pode trazer mais trabalho e ao mesmo tempo preocupações. Você vai precisar se preocupar com contas, impostos, licenças de software, atualizações de hardware e principalmente na captação de clientes.

O guia que aborda assuntos como:

  • Estrutura tecnológica
  • Pesquisa de marketing
  • Finanças
  • Contratações

Se o seu objetivo é abrir um estúdio de animação no futuro, recomendo a leitura desse guia. Você pode tirar excelentes dicas dele.

Comercial de TV feito com Blender 3D

Uma das maiores dúvidas de artistas que não conhecem o Blender é relacionada à qualidade dos trabalhos, que pode ser gerado com ele. Muita gente ainda acha que por ele ser Open Source, os trabalhos produzidos nele tem qualidade inferior aos produzidos por artistas e empresas que usam 3ds Max ou Maya. Bem, felizmente nós temos vários artistas e empresas que acreditam no potencial do Blender, adotando ele como ferramenta de produção. E adivinhe? Os trabalhos produzidos por eles não deixam nada a desejar!

Um ótimo exemplo disso são os trabalhos desenvolvidos pelo estúdio de animação Pernambucano ZQuatro, que tem como animador e artista 3d o Lucio Cavalcanti. Ele entrou em contato comigo para falar sobre o último trabalho deles, que foi um comercial para a TV, que passou apenas aqui em Pernambuco.

Claro, tudo foi animado no Blender! O comercial foi desenvolvido para uma rede de lanchonetes, chamada Bugaloo. Eles têm uma mascote representada por um rinoceronte, que se transformou no personagem principal da animação. Além de mascote, o rinoceronte faz parte do logo da empresa.

Comercial Bugaloo - Estúdio ZQuatro

Screenshot do comercial

Se você quiser assistir a essa animação, visite esse link no web site da ZQuatro. Segundo relato do próprio Lúcio, o personagem e os coqueiros foram modelados no Blender. A parte da praia foi uma composição, feita no After Effects. Eles usaram câmera track para ajustar os movimentos da câmera e fazer a composição.

Mas como eles fizeram a animação? O Lucio também me passou o segredo deles para executar a animação. Um dos sócios da ZQuatro, fez a performance do hipopótamo do Bugaloo, para que eles pudessem usar os movimentos dele como referência. A animação foi feita com base em rotoscopia.

Veja a animação:

[fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][youtube]http://www.youtube.com/watch?v=2VBZxOMUTrU

E você achou que eles não estavam se divertindo? Vida de animador é assim mesmo. Às vezes tem que encarnar o personagem para que a animação fique da maneira como você imaginou.

Não deixe de prestigiar o trabalho do pessoal da ZQuatro, eles ainda tem vários trabalhos no portfólio que foram desenvolvidos com o Blender. Parabéns ao Lucio e a equipe da ZQuatro pelo ótimo trabalho.[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]