Making of das interfaces para o filme Oblivion

A quantidade de filmes e produções relacionadas com ficção-científica nos últimos tempos tem crescido de maneira vertiginosa, e muito disso se deve ao fato de hoje ser muito mais fácil criar efeitos especiais para essas produções. Sempre que um desses filmes está na fase de produção, é necessário mobilizar um pequeno exército de artistas e animadores para criar todos os elementos gráficos para as cenas, e também as interfaces para os dispositivos eletrônicos existentes nos seus respectivos universos. Essa é uma parte curiosa e que gera diversos vídeos e discussões interessantes sobre as decisões de design para cada um desses projetos. Encontrei essa semana mais um vídeo com making of das interfaces presentes no filme Oblivion.

O vídeo apresenta diversas interfaces e elementos existentes no painel de controle usado pela personagem Victoria, interpretada pela atriz Andrea Riseborough. Sem passar nenhum tipo de spoiler sobre a história para as pessoas que ainda não assistiram ao filme, a personagem opera ao longo do filme uma mesa sensível ao toque que controla vários aspectos da interação da sua personagem com o técnico de drones interpretado por Tom Cruise.

No making of podemos conferir vários aspectos desse painel e também da filmagem.

O material é uma grande montagem de pequenos trechos e animações produzidas de maneira independente e depois reunidas de forma a criar o painel de controle. O software 3d que é apresentado no vídeo é o Cinema 4D, que é muito famoso na área de produção de efeitos para comerciais e se integra de maneira esplendida com o After Effects. No After Effects CC existe até uma versão Lite do Cinema 4D acompanhando a instalação do software.

Isso não significa que apenas o Cinema 4D foi usado na produção do filme, mas que no painel de controle o software teve presença forte.

Já comentei aqui no blog em outro artigo alguns dos gráficos produzidos para o Oblivion, mas essa é a primeira vez que encontro um vídeo com making of apresentando até mesmo a interface do Cinema 4D com o material sem renderização, o que pode ser interessante para os interessados em motion graphics.

Design de interfaces para filmes: Os Vingadores

Os filmes e produções animadas que mostram de alguma forma interfaces em dispositivos como computadores ou painéis, precisam de alguma forma apresentar soluções de design para equipamentos que não fazem parte do nosso uso diário, ou que dificilmente fariam parte do nosso ecossistema tecnológico. Por exemplo, a interface visual do uniforme do Homem de ferro é algo único para o personagem, e precisou ser criada especialmente para aquela situação. Esse tipo de problema não está direcionado apenas para os filmes e produções envolvendo ficção científica, mas até mesmo em animações 3d é preciso pesar nesse tipo de solução, pois o uso de um equipamento com interface e interação com humanos, precisa parecer que funciona.

É nesse ponto que devemos nos preocupar com o design das interfaces, e a produção do filme “Os Vingadores” fez um trabalho excelente em selecionar o designer Jayse para projetar as interfaces da maioria dos dispositivos que aparecem no filme, que permeiam desde o uniforme do Homem de ferro até os painéis e monitores dos sistemas da S.H.I.E.L.D.

Caso você não tenha assistido ao filme, ou assistiu mas não teve tempo de prestar mais atenção nas interfaces, o artista conseguiu compilar uma boa parte das interfaces projetadas por ele, inclusive com alguns rascunhos e protótipos das interfaces.

interface-Vingadores-Design.jpg

O material é uma excelente referência de linguagem gráfica para quem está estudando o assunto, e também funciona como inspiração para artistas que estejam trabalhando em projetos de animação e precisam projetar esse tipo de interface.

No filme é até complicado de perceber na sua totalidade como esse tipo de interface é complexa e bem trabalhada, pois a dinâmica dos acontecimentos é muito rápida. E no material publicado pelo artista existem até mesmo vistas gerais apenas do design da interface em excelente resolução, facilitando a análise e organização dos elementos dos gráficos.

A parte interessante desse tipo de interface é que podemos projetar com liberdade total, pois dificilmente a câmera ou o a narrativa mesmo acabam focando no funcionamento dessas interfaces, que acabam tendo mais função cenográfica no segundo plano.

Qual a minha parte preferida das interfaces? As que envolvem visualização de elementos em 3d, como a nave da S.H.I.E.L.D.

Dicas de etiqueta para usar Photoshop em design

O Photoshop é uma das ferramentas mais importantes no quesito pós-produção para qualquer coisa relacionada com imagem. E no trabalho com computação gráfica na maioria das vezes o produto final é uma imagem. A finalização de imagens em softwares como o Photosop permite salvar muito tempo de trabalho, e principalmente de renderização, pois é possível fazer ajustes em cores e até mesmo corrigir alguns tipos de problemas ou erros que passam despercebidos no processo de render.

Sempre que tenho a oportunidade de lecionar sobre o Photoshop, procuro passar algumas regras de “conduta” para otimizar o trabalho dos alunos, seja com foco em finalização para computação gráfica, ou então no design de interfaces.

Dicas de etiqueta para usar Photoshop

Para as pessoas que trabalham com o Photoshop ou gostariam de começar a trabalhar, recomendo uma visita ao excelente site que dá dicas de etiqueta para trabalhar com o Photoshop. O site se chama The Photoshop Etiquette Manifesto for Web Designers, que lista diversas dicas para facilitar e organizar o trabalho de artistas usando o Photoshop.

regras-etiqueta-photoshop.png

O direcionamento do site é para o pessoal que usa o Photoshop para criar interfaces para a web, mas as dicas são universais e podem ajudar no uso do Photoshop em outras áreas.

Por exemplo, as dicas relacionadas a organização de arquivos e projetos com o Photoshop são excelentes, como a maneira de organizar os arquivos PSD tanto no seu conteúdo, usando dependências e até mesmo na atribuição de nomes aos arquivos.

Além da parte relacionada com a organização dos arquivos, estão algumas dicas valiosas sobre o design dos projetos usando o Photoshop. Uma dessas dicas já foi comentada aqui no blog, quando mencionei a existência de uma extensão gratuita para o Photoshop que ajuda a configurar guias. A dica do site é exatamente para usar e organizar da melhor maneira possível as guias, para montar padrões de organização para a sua interface. E como muitos artistas 3d também precisam apresentar suas criações em formato de pequenas publicações, as dicas podem ajudar nesse sentido.

É possível fazer o download de um arquivo PDF com todas as dicas do site para impressão, ou então adquirir um poster pronto.