Comercial produzido com Blender e Lightworks

Os projetos usando o Blender voltados para o mercado publicitários estão começando a se espalhar de maneira impressionante nesses últimos meses, e muito disso aconteceu graças a incorporação do sistema de tracking. Para quem não lembra o sistema de tracking do Blender foi desenvolvido para ajudar na produção do curta Tears of Steel, e posteriormente acabou virando uma ferramenta nativa do Blender. O importante é que depois de adicionado ao software, agora todos podem aproveitar os recursos e misturar vídeo com elementos em 3d. Como muitas produções voltadas para a publicidade usam esse tipo de recurso, era apenas questão de tempo mesmo até que os projetos começassem a aparecer.

Essa semana um artista chamado Alessandro Dalla Fontana divulgou um comercial totalmente produzido com o Blender, e editado no Lightworks. O Lightworks é um editor de vídeo não-linear semelhante ao Adobe Premiere e Final Cut com a diferença de ser totalmente Open Source. O vídeo do comercial produzido com o Blender é o seguinte:

O vídeo é bem curto e funciona bem para o propósito do comercial, mas nada se compara ao making of divulgado pelo artista! No making of podemos acompanhar a gravação do vídeo em estúdio e principalmente o sistema de tracking do Blender em ação, interagindo com os elementos para compor a cena.

O ambiente de estúdio e equipamentos usados na produção ajudam muito na parte de pós-produção, mas o que realmente deixa qualquer usuário do Blender empolgado é que o software responsável pela finalização do projeto já está instalado no seu computador, caso você tenha o Blender. E o software é totalmente gratuito.

Esse tipo de ferramenta ajuda a demonstrar a importância dos projetos Open Movie realizados pelo instituto Blender, e como compensa investir no desenvolvimento do mesmo!

Se você não conhece o Blender e gostaria de começar a usar a ferramenta nos seus projetos, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para conferir os cursos de Blender, e também participar do sorteio que estou realizando ao longo do mês de Outubro. É só seguir as orientações desse artigo, e você pode concorrer a livros sobre arte digital usando Blender e outros softwares 3d. Os cursos gratuitos do EAD – Allan Brito não fazem parte do sorteio.

Lightworks: Editor de vídeo gratuito disponível para download

O mercado de softwares para edição profissional de vídeo é bem segmentado, sendo na grande maioria dos casos os pequenos estúdios e produtoras acabam escolhendo entre duas opções que são o Adobe Premiere ou o Final Cut da Apple. Ainda existem outras opções interessantes como o Vegas da Sony, mas a maioria se concentra entre esses dois pólos. Bem, você deve estar lembrado da notícia sobre o lançamento de uma versão de código aberto de um editor de vídeo não-linear chamado de Lightworks. O software estava muito próximo de ser lançado, e como já estava sendo esperado, essa semana a empresa responsável pela manutenção da ferramenta disponibilizou a versão beta do Lightworks de código aberto para download.

Para conseguir fazer o download do software, você precisa se cadastrar no web site da EditShare para ter acesso ao Lightworks gratuito. Por enquanto, apenas a versão do software para a plataforma Windows está disponível, mas no futuro devem aparecer opções para Mac OS X e Linux.

Como é essa versão do software? O vídeo abaixo mostra o processo de download e instalação do Lightworks já funcionando na sua fase open source.

No vídeo podemos visualizar na parte final da demonstração como podemos acionar diversos elementos da interface do Lightworks, como o acionamento de janelas que editam e montam trechos de vídeo. O conceito da interface é um pouco diferente do que encontramos em ferramentas como o Final Cut e Premiere, mas deve ser bem familiar para quem já trabalha com edição de vídeo.

Nesses tipos de softwares o que encontramos é basicamente uma janela com os chamados Assets ou Library, em que ficam agrupados os elementos e trechos dos vídeos usados na montagem. Depois temos a timeline que agrega todos esses trechos de vídeo, podendo ou não considerar o uso de grupos na timeline como as sequências do Adobe Premiere.

Para os que aguardavam a oportunidade de usar um editor de vídeo profissional no windows, aproveitando as vantagens de uma licença de código aberto, o Lightworks acabou com essa espera! A próxima espera será pelo lançamento do software para outras plataformas, incluindo nessa lista o Linux e Mac OS X.

Editor de vídeo: Lightworks se torna Open Source

O mercado de edição de vídeo é bem concorrido e com variadas opções para fazer desde pequenas edições, até mesmo trabalhar com os chamados pesos pesados como o Avid e o Final Cut. O Premiere da Adobe perdeu um pouco de espaço nos últimos anos, mas a versão CS5 parece que despertou novamente o interesse dos usuários e artistas pelo software. Já trabalhei com o Final Cut e o Premiere, mas devo relatar que a minha experiência com o Final Cut foi sempre melhor, seja pelo da facilidade em tratar containers e codecs de vídeo, ou pela incrível gama de opções que acompanham o Final Cut Studio. O Premiere ficou mais relegado ao campo acadêmico, pois ministrei aulas sobre ele por muito tempo.

Mas, e na área do software livre? Sim, temos várias opções nessa área como o Cinelerra.

Nos próximos meses teremos mais uma opção de para trabalhar com edição não-linear de vídeo totalmente baseado em código aberto. O software conhecido como Lightworks será lançado e distribuído usando uma licença de código aberto. Sim, a ferramenta foi anunciada como de código aberto em Abril desse ano, e como a data para o lançamento foi o final de 2010, estamos provavelmente muito próximos da versão pública do Lightworks de código aberto.

lightworks.jpg

Mas, essa ferramenta é realmente boa?

Nada como verificar uma lista de filmes e produções para TV que usaram o Lightworks para a montagem e edição do seu material, para comprovar que a ferramenta é adotada em larga escala por estúdios e produtoras de vídeo.

A presença desse tipo de opção no formato de software de código aberto pode mudar significativamente a quantidade de pessoas que usa softwares nesse formato, trazendo cada vez mais diversidade e opções para ambientes Linux. Segundo o comunicado da empresa, os planos são de lançar uma versão do Lightworks para Windows ainda esse mês, e no início de 2011 trazer a versão para Linux.

Assim que tiver notícias sobre esse lançamento, aviso aqui no Blog. Fico imaginando se o marketshare do Premiere deve cair quanto esse tipo de software for lançado, pois muitas das pessoas que adotam a ferramenta na plataforma Windows devem migrar para a solução de código aberto.