Tutorial de modelagem com NURBS no Blender

As técnicas disponíveis para criar modelos 3d variam significativamente entre si e permitem elaborar objetos com resultados bem diferentes, dependendo da natureza da superfície. A minha técnica preferida é a modelagem poligonal que pode ser aplicada em praticamente qualquer situação, mas com alguma dificuldade extra quando o objeto tem muitas curvas. Um modificador de suavização resolveria esse problema, mas teríamos que trabalhar com edge loops para determinar a suavidade das arestas. Esse é o ponto trabalhoso da modelagem poligonal para casos como a criação de uma chave de fenda. Por outro lado, podemos aproveitar técnicas como a modelagem usando NURBS para criar de maneira bem simples esse tipo de objeto.

No Blender encontramos ferramentas que aproveitam a flexibilidade e maleabilidade do NURBS para gerar curvas complexas. Esse tipo de técnica é bem sofisticada e nem todos os softwares dispõe de módulos NURBS poderosos. Por exemplo, até mesmo o 3dsmax ficou muito tempo com um módulo de NURBS que não agradava muitos artistas 3d, até que nas últimas versões a Autodesk melhorou bastante esse módulo. Um software que tem um excelente módulo NURBS é o Maya.

Mas, e o Blender?

O tutorial abaixo mostra todos os passos necessários para elaborar um modelo simples, mas que usando polígonos teria uma carga extra de controle.

Blender 2.5 – Creating a Screw Driver with Nurbs from 3D Immortal on Vimeo.

No tutorial o autor usa uma técnica clássica do NURBS que é trabalhar com os perfis dos objetos, para conseguir ajustar as suas posições e sequencia na criação do objeto. A modelagem por curvas tem esse tipo de característica, seja ela por NURBS ou Spline. O segredo para conseguir descobrir se um objeto pode ser criado usando curvas é saber se o mesmo possui um perfil que pode receber modificadores, para gerar superfícies. Essas superfícies são geradas por revoluções ou outras técnicas.

Nesse caso os perfis do modelo 3d são posicionados e escalonados ao longo de um eixo, e quando as suas formas e posições estão de acordo com o objeto desejado a opção para gerar uma superfície é acionada. Como resultado temos a chave de fenda.

Esse é um objeto que sempre uso como exemplo nas minhas aulas sobre modelagem, com o Blender em NURBS e no 3dsmax usando Loft.

Tutorial 3ds Max: Como usar o ShapeMerge para cortar modelos 3d?

Um artista 3d precisa lidar com diversas situações e pequenos detalhes no processo de modelagem que podem dificultar, ou servir de aprendizado para aplicação de novas técnicas ou ferramentas. Entre os desafios que geralmente afligem o artista 3d está o corte em modelos 3d já criados, que envolve a criação de geometria regular como quadrados e círculos sobre superfícies curvas, que são difíceis de trabalhar com ferramentas regulares da modelagem por subdivisão. As opções de retopologia são excelentes nesse tipo de situação, mas dependendo do software utilizado é possível encontrar ferramentas ainda mais especializadas.

No 3ds Max existe uma opção chamada de ShapeMerge que ajuda significativamente nesse tipo de situação. O que essa ferramenta faz é bem simples, e pode ser descrito como a projeção direta de uma superfície 2d sobre um modelo 3d, qualquer que seja a sua forma. Caso você seja usuário do 3ds Max e nunca tenha usado essa ferramenta, o vídeo abaixo mostra em detalhes como é possível adicionar novas formas no modelo 3d de um terreno, com bom nível de detalhamento como asfalto, meio fio e grama. Qualquer tipo de intervenção nesse modelo seria extremamente complicada, devido a topologia irregular do modelo 3d, mas com o ShapeMerge a tarefa fica bem simples.

Repare que no tutorial, o autor cria um quadrado posicionado um pouco acima da forma principal do terreno. Depois ele seleciona o modelo 3d do terreno e aplica do ShapeMerge, localizado junto de outras ferramentas bem comuns do 3ds Max como o Loft. Basta determinar qual será o objeto usado para projetar a forma e a ferramenta automaticamente adiciona as formas necessárias.

O mais interessante é que podemos aplicar modificadores e deformar a forma criada como referência, e as mesmas transformações são reproduzidas no modelo 3d. Repare que o autor do tutorial aplica um Edit Poly ao quadrado, e quando esse objeto é deformado a forma resultante se atualiza na projeção também. Para os casos em que ferramentas de retopologia não estão disponíveis, o ShapeMerge pode ajudar muito na criação de modelos 3d derivados de partes específicas de objetos maiores, como o terreno mostrado no tutorial.

As aplicações para modelagem 3d voltada para arquitetura são ainda mais nítidas, com a possibilidade de criar formas compostas com apenas um modelo 3d.