Tutorial de modelagem com AutoCAD: Comando REVOLVE

Uma das características da modelagem 3d nos mais variados softwares hoje em dia é o compartilhamento de conceitos e procedimentos relacionados com modelagem. Sempre que posso comento isso nas minhas aulas, seja presencialmente ou online, que uma vez conhecidas as ferramentas de modelagem de um software, podemos adaptar os conhecimentos em outras ferramentas. Esse é o caso do AutoCAD com o seu comando chamado REVOLVE, que funciona de maneira muito semelhante ao que encontramos em outros softwares como o 3ds Max no modificador Lathe.

Como funciona o REVOLVE no AutoCAD para modelagem 3d?

O comando REVOLVE do AutoCAD é uma ferramenta de modelagem 3d, e que gera sólidos em três dimensões, portanto ela não deve ser usada se o seu objetivo for apenas trabalhar com desenho 2D. O princípio de funcionamento do REVOLVE é simples, e consiste na criação de uma curva que funciona como perfil para a modelagem, e com o REVOLVE podemos girar essa curva em um determinado eixo. A ação de girar a curva acaba dando origem a superfície do modelo 3d.

O vídeo abaixo mostra muito bem, e de maneira simples, como funciona o REVOLVE no AutoCAD:

No tutorial o autor faz o perfil de uma taça com linhas no AutoCAD e usando outra linha auxiliar que funciona como referência para o eixo de rotação do REVOLVE. O resultado é um sólido geométrico semelhante a uma taça. O interessante dessa técnica é que o procedimento pode ser repetido usando o modificador Lathe do 3ds Max ou o Spin do Blender, e os resultados seriam muito parecidos.

Apesar de não ser o melhor tipo de objeto para trabalhar com modelagem, os sólidos são velhos conhecidos dos usuários do AutoCAD, pois no caso desse tipo de software de CAD a maioria das ferramentas de modelagem gera esse tipo de objeto. No AutoCAD ainda é possível realizar modelagem usando superfícies que são muito difíceis e trabalhosas de gerenciar, pois demandam controle no nível de pontos e interseções entre objetos.

Caso você esteja aprendendo a modelar em 3d no AutoCAD, pode usar esse tutorial em vídeo sobre o comando REVOLVE para desenvolver um pouco mais as suas habilidades com o AutoCAD.

AutoCAD 2012

A Autodesk anunciou mais um conjunto de atualizações para seus softwares voltados para a produção gráfica, e quem entrou no foco agora foi o AutoCAD que chega a sua versão 2012. Os avanços e atualizações do AutoCAD foram significativos, principalmente para flexibilizar tarefas como a modelagem 3d que não era das mais simples de realizar no software. Quem já trabalhou com modelagem 3d no AutoCAD sabe o quanto era complicado trabalhar com qualquer coisa relacionada a superfícies. Mas, desde que começaram a fazer mudanças significativas no software na parte 3d, o processo ficou muito mais simples.

O que temos de novidade no AutoCAD 2012? O vídeo abaixo faz um resumo de algumas dessas novas ferramentas do software, que em termos de interface não mudou muito em relação ao que já tínhamos na versão 2011.

Agora uma lista com alguns dos novos recursos do AutoCAD 2012:

  • Modelos de documentação: Esse recurso promete adicionar documentação e textos automáticos em alguns projetos criados com o AutoCAD 2012. Nenhuma informação ainda sobre a possibilidade de usar o recurso com modelos de documentação padrão NBR.
  • Array associativo: Com essa nova opção de Array no AutoCAD 2012, podemos adicionar relacionamentos entre as cópias do Array. Isso significa que os objetos ficam ligados, e podemos fazer ajustes rápidos apenas com a edição de um dos elementos do Array.
  • AutoCAD WS: Integração total com os recursos baseados na “nuvem” do AutoCAD. Podemos salvar arquivos remotamente e transferir projetos para visualização em dispositivos móveis.
  • Grips com multifunção: A possibilidade de realizar diversas operações usando apenas os grips foi expandida, permitindo trabalhar com mais objetos.
  • Melhorias no prompt de comando: Agora temos a possibilidade de usar recursos que facilitam o trabalho com linhas de comando, usando inclusive auto-completar.
  • Alterações rápidas para a Viewport: Com esse novo recurso podemos editar opções da Viewport sem a necessidade de manipular diversos menus, pois as opções ficam acessíveis diretamente na própria Viewport do AutoCAD 2012.
  • Remoção de entidades duplicadas: A ferramenta chamada Delete Duplicates permite remover dos projetos todos os elementos com duplicatas.

Essas são apenas algumas das novidades do AutoCAD 2012, e assim que encontrar mais vídeos com demonstrações dos recursos dessa nova versão, publico aqui no blog. Por enquanto, você pode visitar a página oficial do AutoCAD na Autodesk para saber mais sobre a versão 2012.

AutoCAD 2010: Agora com sistema de modelagem Mesh

A modelagem 3d sempre foi um assunto controverso no AutoCAD, mas que recebeu uma grande melhoria e flexibilidade no AutoCAD 2010. Na maioria dos softwares 3d a modelagem é fundamentada na manipulação de um tipo de objeto chamado Mesh. Até pouco tempo atrás o AutoCAD só tinha dois tipos disponíveis que eram os sólidos e as superfícies. Qual o motivo que faz com que esses sistemas de modelagem sejam complicados?

No caso das superfícies, o sistema funcionava de maneira semelhante ao NURBS. A técnica é baseada na construção de curvas, que podem ser convertidas de várias maneiras em superfícies 3D. Como a manipulação dessas curvas sempre foi um tanto complicada, pois a edição de curvas no AutoCAD nunca foi algo prático. Já os sólidos eram mais amigáveis e aceitava a maioria dos comandos de edição do AutoCAD, como operações booleanas e comandos de transformações. A grande maioria dos artistas 3D que usavam o AutoCAD para modelagem usava sólidos.

Mas, isso deve mudar já que no AutoCAD 2010 é possível usar o sistema de modelagem baseado em Meshs, que é o mesmo usado por softwares como 3ds Max, Blender 3D e outros. Para ter uma idéia de como esse tipo de sistema pode facilitar e expandir as possibilidades de criação em 3d no AutoCAD, os dois vídeos abaixo foram produzidos pela própria Autodesk e mostram as melhorias no sistema de modelagem.

O primeiro é uma demonstração do que é possível fazer com o novo sistema, incluindo ai novas opções para até mesmo fazer bevel nas arestas dos modelos 3d no AutoCAD, coisa que até pouco tempo atrás seria impensada. No segundo vídeo podemos conferir algumas novas opções de manipulação, para os sistemas baseados em sólidos e superfícies.

Uma das vantagens do novo sistema é a possibilidade de exportar a geometria em 3d, com o mínimo de erros para outros softwares, pois não seria mais necessário converter a geometria de sólido para mesh, o que inevitavelmente resultava em erros e pequenos problemas de topologia.

Como o AutoCAD é um dos softwares 3d mais usados em empresas e escritórios que lidam com projetos, é importante ter algumas noções sobre o seu funcionamento, pois eventualmente um artista 3d especializado em visualização pode ser requisitado a manipular, mesmo que rapidamente o AutoCAD.

Aprender um pouco mais nunca é demais!