Tutorial modelagem 3ds Max: Criando um carro em lowpoly

A modelagem de objetos 3d usando técnicas de detalhamento e seguindo todas referências dos objetos já representa um grande desafio, pois dependendo do alvo da modelagem 3d, a quantidade de detalhes e pequenos objetos pode tornar o processo bem demorado. Fora a modelagem com grande nível de detalhes, que é geralmente usada em projetos envolvendo efeitos especiais ou mesmo anúncios publicitários, existe a chamada modelagem com poucos polígonos, conhecida também por modelagem lowpoly. Com esse tipo de modelagem é possível representar praticamente qualquer objeto usando números reduzidos de polígonos para otimizar a performance dos softwares 3d ou acelerar a modelagem.

Na grande maioria dos casos esse tipo de modelo 3d é aplicado em projetos de jogos, fazendo uso dos poucos polígonos para inserir o objeto em ambientes de render em tempo real. Mesmo com a crescente evolução das GPUs, ainda é prudente reduzir o número de polígonos para esse tipo de projeto.

Se você nunca tentou criar nada relacionado com modelagem lowpoly, encontrei um excelente e detalhado tutorial de modelagem que cria um Ford Fiesta em 3d, usando as técnicas de modelagem poligonal do 3ds Max. O autor conseguiu reduzir o tempo total de modelagem para aproximadamente 50 minutos e acelerou a gravação do vídeo para 10, assim podemos acompanhar o processo de criação.

Modeling a low poly car in under an hour from Henk van der Velden on Vimeo.

O maior desafio desse tipo de modelagem está relacionado com as formas que devem ser representadas e omitidas na modelagem, pois muita coisa deve aparecer apenas na volumetria para ser representada depois com texturas. O artista deve decidir o que aparece ou não na topologia principal do objeto.

Com o tutorial e a técnica universal da modelagem poligonal é possível trabalhar com o mesmo objeto 3d, usando poucos polígonos em praticamente qualquer software 3d, pois como você vai perceber ao assistir o tutorial, basicamente a técnica consiste no posicionamento estratégico de faces e outros elementos simples como edge loops, para compor o objeto 3d.

Para começar a modelagem é recomendável conseguir uma imagem ou fotografia do objeto a ser modelado, pelo menos em duas vistas diferentes como é o caso desse mesmo tutorial. Assim você pode se concentrar apenas na parte do ajuste e posicionamento com base em proporções.

Tutorial de modelagem 3d: Orelha em Lowpoly no 3ds Max

Na modelagem 3d alguns objetos e principalmente partes de um personagem gerar verdadeiro terror em artistas 3d com menos experiência. Já comentei aqui várias vezes, sobre os truques que são usados algumas vezes, para esconder problemas na modelagem das partes de um personagem. Por exemplo, os personagens com problemas nas mãos, geralmente usam luvas grandes e para esconder as orelhas o mais comum é fazer o personagem usar chapéus ou então, posicionar os cabelos estrategicamente sobre as orelhas do mesmo.

Tudo isso tem uma desculpa bem fundamentada, as orelhas e as mãos de um personagem são algumas das partes mais complicadas de modelar. A topologia de uma orelha é muito complexa de reproduzir e exige muito treino e conhecimento da anatomia.

Para quem quiser começar com esse tipo de modelagem, usando as técnicas fundamentais da subdivisão, um tutorial muito interessante mostra o processo completo no 3ds Max, usando apenas extrude, corte e soldagem de vértices (weld).

Como o tutorial tem como objetivo a modelagem de uma orelha em lowpoly, perfeita para personagens destinados a renderização em tempo real, como os projetos para jogos, a técnica pode ser reproduzida em outros softwares 3d de maneira simples.

Para tentar adaptar a técnica, basta assistir ao vídeo algumas vezes e tentar usar a mesma seqüência de edições realizadas pelo autor do tutorial.

No Blender, a coisa precisa ser feita com um pouco mais de paciência. Repare que no início do tutorial o modelo é criado usando uma grande N-Gon. O Blender ainda não suporta o uso de N-Gons, mas isso pode ser trabalho usando uma estrutura um pouco mais planejada. O que é uma N-Gon? Essa é uma maneira diferente de representar planos em 3d, com a possibilidade de usar faces com mais de 4 lados. Apesar de ser contra, pela polêmica e tendência a elaboração de modelos 3d menos trabalhados, muita gente não sabe trabalhar sem esse tipo de recurso. Quando você se planeja e acostuma a usar planos apenas com 3 ou 4 lados, a topologia dos modelos 3d fica mais limpa.

Sem falar da facilidade em deformar os objetos em animação! Para quem quiser treinar, esse é um ótimo exercício.