Modelando uma tela de arame no Blender

A modelagem 3d de objetos que apresentam padrões de repetição estão entre os mais simples e rápidos de criar usando opções como o Array do Blender. Esse princípio de objetos repetitivos é muito comum em ambientes como a modelagem para arquitetura e o desenvolvimento de cenários para jogos, em que temos a presença disso em painéis nas paredes ou mesmo no piso, com blocos de concreto ou madeira. Se você nunca teve a oportunidade ou necessidade de criar um modelo 3d semelhante a esse, um artista e usuário do Blender publicou um excelente tutorial no fórum Blenderartists, mostrando como criar uma tela de arame. O resultado final do tutorial pode ser visualizado na imagem abaixo:

blender-tutorial-modelagem-cerca.jpg

A técnica é simples, mas pode dar origem a um infinito número de modelos 3d para aproveitar em cenários ou visualização para arquitetura. O objeto criado nesse tutorial não é comum em projetos de visualização, pois o mesmo é mais usado em áreas industriais ou espaços urbanos que geralmente não são objeto de trabalho de profissionais em visualização.

O segredo para conseguir a forma da tela é criar um pequeno modelo 3d que chamamos de padrão, que será usado como base para a cópia dos objetos. A criação do modelo 3d deve considerar as ligações criadas pelo modificador Array e já preparar o mesmo para as conexões com as futuras cópias. Depois que esse modelo 3d é criado, fica simples adicionar um modificador do tipo Array e criar cercas com qualquer tamanho. O mesmo procedimento pode ser usado para criar estruturas metálicas ou madeiramento. o único requisito nesse caso é planejar a criação do melhor perfil para o modelo 3d desejado.

Essa técnica mostra que o segredo para conseguir elaborar esse tipo de modelo 3d é o uso correto e inteligente das opções já existentes do Blender, como o próprio Array. Mas, para acelerar o processo é interessante tentar organizar padrões que podem ser usados em outros projetos ou modelos 3d, para ter a flexibilidade suficiente de ajustar essas formas e conseguir modelos 3d diferentes. Sempre que você tiver um tempo livre, tente criar um padrão como esse da tela de arame.

3ds Max 2010 SP2: Recurso para pintar objetos na cena

A Autodesk está no processo de desenvolvimento dos recursos e correções para o Service Pack 2 do 3ds Max 2010 que pode abranger pequenas melhorias no desempenho, e em alguns casos o lançamento de novos recursos para a ferramenta. Entre esses novos recursos que devem entrar na lista do SP2 do 3ds Max 2010, está a possibilidade de pintar objetos na cena Viewport. Mas, esse é um recurso para pintar vértices? Na verdade, o termo pintura dessa ferramenta está mais relacionado com a maneira com que ela se comporta e cria objetos. É uma opção para usar objetos como referência e pintar os mesmos sobre a Viewport e até mesmo sobre outros objetos.

O vídeo abaixo foi publicado poucos dias atrás nos blogs da Autodesk, para ser mais exato no do Ken Pimentel, e mostra como a pintura de objetos 3d deve funcionar no 3ds Max 2010 SP2.

A maneira com que o Paint Objects funciona é extremamente simples e requer apenas a seleção de um modelo 3d na Viewport, para que seja possível começar a fazer o processo de pintura. No painel de configurações estão disponíveis diversas opções para melhorar ou ajustar o funcionamento da ferramenta, como determinar que a pintura deve ficar restrita apenas a um determinado objeto, ou mesmo se os objetos devem ficar alinhados com o grid da Viewport.

O funcionamento dessa ferramenta é muito semelhante ao que faz um Array, mas a vantagem é que o controle sobre a densidade e posicionamento dos objetos na cena é muito mais interativa. Por exemplo, na distribuição de árvores e vegetação para formar uma floresta virtual, o artista 3d pode concentrar seus esforços na pintura digital apenas em partes específicas do modelo 3d. Fora isso, ainda existem controles individuais para determinar o espaçamento e distribuição dos objetos criados com a ferramenta de pintura.

Esse tipo de opção ajuda muito no design de cenários e paisagens que precisem de muitos elementos distribuídos de maneira aleatória, e não de maneira regular e geométrica como acontece com os cenários gerados com ferramentas tipo Array. Os artistas que usam tablets e opções de pintura digital devem gostar muito desse tipo de opção.

A idéia não é original, pois já vi esse tipo de opção no Modo 3d e até no Blender, mas é uma ótima adição ao excelente conjunto de ferramentas 3d do 3ds Max 2010. Agora é esperar pelo SP2 para aproveitar.