Tutorial de modelagem 3d: Orelha em Lowpoly no 3ds Max

Na modelagem 3d alguns objetos e principalmente partes de um personagem gerar verdadeiro terror em artistas 3d com menos experiência. Já comentei aqui várias vezes, sobre os truques que são usados algumas vezes, para esconder problemas na modelagem das partes de um personagem. Por exemplo, os personagens com problemas nas mãos, geralmente usam luvas grandes e para esconder as orelhas o mais comum é fazer o personagem usar chapéus ou então, posicionar os cabelos estrategicamente sobre as orelhas do mesmo.

Tudo isso tem uma desculpa bem fundamentada, as orelhas e as mãos de um personagem são algumas das partes mais complicadas de modelar. A topologia de uma orelha é muito complexa de reproduzir e exige muito treino e conhecimento da anatomia.

Para quem quiser começar com esse tipo de modelagem, usando as técnicas fundamentais da subdivisão, um tutorial muito interessante mostra o processo completo no 3ds Max, usando apenas extrude, corte e soldagem de vértices (weld).

Como o tutorial tem como objetivo a modelagem de uma orelha em lowpoly, perfeita para personagens destinados a renderização em tempo real, como os projetos para jogos, a técnica pode ser reproduzida em outros softwares 3d de maneira simples.

Para tentar adaptar a técnica, basta assistir ao vídeo algumas vezes e tentar usar a mesma seqüência de edições realizadas pelo autor do tutorial.

No Blender, a coisa precisa ser feita com um pouco mais de paciência. Repare que no início do tutorial o modelo é criado usando uma grande N-Gon. O Blender ainda não suporta o uso de N-Gons, mas isso pode ser trabalho usando uma estrutura um pouco mais planejada. O que é uma N-Gon? Essa é uma maneira diferente de representar planos em 3d, com a possibilidade de usar faces com mais de 4 lados. Apesar de ser contra, pela polêmica e tendência a elaboração de modelos 3d menos trabalhados, muita gente não sabe trabalhar sem esse tipo de recurso. Quando você se planeja e acostuma a usar planos apenas com 3 ou 4 lados, a topologia dos modelos 3d fica mais limpa.

Sem falar da facilidade em deformar os objetos em animação! Para quem quiser treinar, esse é um ótimo exercício.

Entenda como funciona a subdivisão na modelagem 3D

Veja como é importante conhecer e visitar tutoriais de outras ferramentas 3d, mesmo que você não utilize essa ferramenta. No último final de semana, eu estava visitando os fóruns da Newtek que é a desenvolvedora do LightWave, quando encontrei um link para a Wiki do LightWave, em que eles comentam as ferramentas de subdivisão. O interessante sobre essa documentação é a parte em que eles explicam como funcionam as ferramentas de subdivisão e suavização de modelos 3d, que está presente em praticamente todas as ferramentas 3d! Por exemplo, você sabe como funciona o método de suavização Catmull Clark? Esse método está presente no LightWave e no Blender 3D também!

No início do tutorial, que pode ser acessado nesse link, eles explicam a matemática envolvida na subdivisão dos modelos 3d. Se você tem interesse em se aprofundar nas teorias envolvidas na modelagem 3d, esse é um ótimo começo. Para mim, esse tipo de texto é mais que importante, posso usar isso para fundamentar as minhas aulas de modelagem, com uma explicação teórica sobre o funcionamento das ferramentas. Sem isso, seria apenas uma orientação sobre a seqüência de botões que você precisa pressionar no software. O ideal mesmo é explicar o conceito, para que você possa aproveitar o conteúdo em vários softwares.

Além da subdivisão básica, o texto aborda e explica vários termos técnicos usados com freqüência na modelagem, como:

  • Ngons: Faces de um modelo 3d com mais de 4 lados ou vértices.
  • Edge Loop: Seqüência de arestas e um modelo 3d, que delimitam a forma de um modelo 3d.
  • Poly Flow: Áreas de um modelo 3d que são ligadas por Grids e que podem receber detalhamento específico. Por exemplo, a parte frontal da cabeça.
  • Grid Mesh: Nada mais que uma Grid (Plano subdividido).

Essa é apenas uma pequena parte do que o tutorial tem a oferecer. No total a Wiki tem oito páginas dedicadas à modelagem por subdivisão, mostrando vários exemplos. Veja a totalidade das páginas nesse link.

O mais interessante de tudo, os textos da Wiki são de autoria dos artistas que usam o LightWave e não da Newtek. Portanto, os textos são de autoria de pessoas envolvidas com o processo de modelagem! Se você está estudando, ou quer saber mais sobre modelagem por subdivisão, para qualquer fim, recomendo a leitura!