Como organizar projetos no Photoshop, After Effects ou Illustrator

Como você faz para organizar seus projetos no Photoshop, After Effects ou Illustrator? Quando me refiro ao projeto, estou falando do arquivo fonte e todos os seus componentes. Desde o nome usado no arquivo até a organização de camadas.

Existe algum padrão? Qual organização você usa para fins de armazenamento e compartilhamento dos arquivos em grandes equipes?

Uma fonte de informação interessante para esse tipo de projeto é o Photoshop Etiquette, que apesar do nome deixar evidente que o foco é no Photoshop, você pode usar os conceitos no After Effects e illustrator.

Em que consiste esse Photoshop Etiquette? É um apanhado de dicas sobre como organizar projetos relacionados com seis temas diferentes:

  • Parte 1 – Arquivos: Como você organiza os nomes dos seus arquivos? Essa parte guia apresenta dicas sobre como atribuir nomes e guardar seus projetos. Por exemplo, escolha um nome de arquivo que identifique o estágio do projeto e um número de versão.
  • Parte 2 – Camadas: Aqui temos um tema que é ao mesmo tempo controverso e razão de discussões entre membros de equipes. Você é daqueles(as) que cria novas camadas e vai usando o nome padrão? Algo como Camada 1, Camada 2 e assim por diante? Imagine quando chegar na camada 50? Como fazer para identificar o conteúdo de cada camada?
  • Parte 3 – Assets: Essa parte aborda algumas boas práticas na gestão de recursos dentro do projeto como imagens em camadas. Por exemplo, sempre use camadas de ajuste para preservar o conteúdo das imagens.
  • Parte 4 – Fonte: Como você organiza as fontes do seu projeto? Sempre usa o mesmo tipo que os outros membros da sua equipe? É exatamente sobre a gestão de fontes que você vai encontrar informações nessa parte do guia.
  • Parte 5 – Efeitos: Diversos artistas digitais acabam destruindo seus projetos usando quantidades absurdas e desnecessárias de efeitos. Essa parte do guia apresenta algumas dicas de como manter a consistência e não extrapolar.
  • Parte 6 – Qualidade: A última parte é o controle de qualidade. Você tem um checklist do que vefiricar em cada arquivo.

Esse é apenas um resumo do que você encontra no guia de etiqueta para Photoshop, que pode ser aplicado tranquilamente também no After Effects e Illustrator.

Se você está começando ou já trabalha em grandes equipes que precisam compartilhar arquivos, recomendo muito a leitura.

Aprenda a usar Photoshop, After Effects e Illustrator

Quer aprender a trabalhar com o Photoshop, Illustrator e After Effects? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com esses softwares que podem ajudar você a criar os mais diversos tipos de projetos:

Evernote: Dicas sobre como organizar roteiros e projetos

A criação de roteiros e material envolvendo processos criativos é algo que demanda muito tempo de pesquisa, e principalmente referenciais! É muito difícil criar qualquer coisa sem o uso de intensa pesquisa e comparação entre conteúdo já existente e colocar idéias à prova. É por essa razão que sempre utilizo uma série de ferramentas e recursos para conseguir facilitar as minhas pesquisas e organizar projetos. Entre essas ferramentas a minha preferida é de longe o evernote, que permite agregar conteúdo de diversos websites em formatos de texto e imagem com várias opções avançadas de pesquisa e consulta.

evernote

Mas, o que é o evernote? A maneira mais simples de descrever o evernote seria dizer que ele é um bloco de notas na nuvem, que permite guardar informações relacionadas com texto ou imagem de maneira rápida e ágil. Existem inúmeras formas de adicionar informações como notas no evernote, desde o uso de um inteligente web clipper que salva páginas inteiras ou captura partes da sua interface diretamente para um dos blocos.

A parte mais interessante é a possibilidade de adicionar imagens que depois são processadas pelo sistema do evernote, para consulta pela parte textual da imagem. Esse é um recurso premium do sistema, mas que já adianto que vale muito a pena depois que você se acostuma com o seu uso. Passei um bom período de tempo usando apenas a conta gratuita, mas já faz quase dois anos que faço bom proveito da versão paga para planejar minhas aulas no EAD – Allan Brito e também diversos aspectos da minha vida cotidiana.

Sempre que preciso trabalhar em um novo projeto, faço uso do evernote para reunir textos e informações que acho relevantes para essa empreitada em uma pasta. Cada pasta pode receber diversas notas agregando textos e hyperlinks. Na minha organização de conteúdos para gerar roteiros tanto para gravação de vídeos como material de consulta, sempre adiciono imagens que encontro na web e que posso fazer uso no futuro como referência.

Se você ainda não faz uso do evernote, recomendo fazer uma visita e criar uma conta gratuita para fins de avaliação. Os recursos são um pouco limitados, mas depois de ter acesso ao material completo da sua pesquisa em aplicativos próprios em celulares e tables, fica difícil viver sem esse tipo de facilidade.